9 Elementos Necessários Para Seus Testes de Conversão

9 Elementos Necessários Para Seus Testes de Conversão

Operar uma loja de e-commerce sem realizar testes de conversão pode ser comparado a correr uma maratona cego. 

Neste artigo, vamos falar sobre testes de conversão e a sua importância para os donos de lojas online, além de indicar nove testes famosos que você pode começar a executar em sua loja virtual hoje mesmo.

O Que São Testes de Conversão?

De maneira simples, os testes de conversão são o processo pelo qual são testados diversos elementos do seu site, para assegurar as melhores taxas de conversão. 

Por Que os Testes de Conversão São Importantes Para as Lojas Online? 

Sem os testes de conversão, você estará tomando decisões importantes com base na sua intuição, em vez de basear-se em dados. Existem inúmeros estudos de caso que mostram como pequenas alterações são capazes de resultar em aumentos de x% nas vendas. Os testes de conversão dizem respeito à otimização. Você realiza pequenas mudanças, verifica os resultados e repete a operação. A empresa Monetate criou um diagrama que indica os testes mais populares: 

Visto que todos esses elementos do site podem direcionar um visitante à página de compras, é primordial que você faça testes repetidos para garantir as taxas de conversão mais altas possíveis. 

9 Elementos Necessários Para Seus Testes de Conversão

Um dos maiores desafios dos testes de conversão é descobrir o que de fato colocar em teste. Aqui está uma lista de nove elementos que todo dono de loja de e-commerce deve testar quanto à conversão. Utilize esta lista como ponto inicial e lembre-se de que há diversos outros elementos para testar – a lista é somente uma boa indicação de como começar. 

1. Página Inicial 

Comece avaliando sua página inicial. A maioria dos clientes em potencial chega primeiro à sua página inicial, por isso é essencial otimizá-la o quanto você puder. Qual é a primeira coisa que um visitante nota? Qual(is) produto(s) você apresenta? Qual a força dos seus itens de call to action (chamada para a ação)? Você deveria apresentar produtos sazonais? Destacar o frete grátis? Não há resposta certa ou errada para essas questões – o objetivo é fazer mudanças, mensurar os resultados e otimizar. 

2. Combinação de Cores 

Esse elemento pode não parecer muito importante à primeira vista, mas você pode ficar surpreso a respeito de como as cores influenciam as ações no ambiente online. A KISSmetrics realizou um estudo sobre como as pessoas reagem às variadas cores de botões de call to action. E a cor fez toda a diferença.

Nesse estudo em particular, a cor vencedora foi o laranja, mas alguns outros indicaram a cor azul como a mais forte tonalidade de call to action. Por isso, embora a cor de um botão possa parecer insignificante, possui papel importante no esquema geral. Porém, assim como funciona com os diversos elementos do site, não existe solução única. Ela varia de acordo com o segmento, daí a importância da realização dos testes.

3. Navegação

O que se encontra no topo do seu e-commerce deve naturalmente indicar ao visitante as ações básicas que eles gostariam de realizar. Você deve saber exatamente o que buscam os clientes do seu nicho. A loja no Shopify Good As Gold escolheu enfatizar roupas masculinas e femininas, busca por marcas e seu próprio blog. Você pode notar que eles decidiram dar menos ênfase no book, na política de frete, na página “sobre nós” e no formulário de contato.

Experimente um pouco com sua barra de navegação principal. Para a Good As Gold, faz todo o sentido segmentar imediatamente os clientes por gênero, mas talvez o seu público exija um tipo de segmentação diferente. 

4. Lista de Desejos

Uma coisa que pessoalmente me incomoda é a falta de uma lista de desejos ou outra função do tipo “salvar para depois”. Se eu me deparar com um produto pelo qual esteja interessado, mas o qual eu apenas deseje salvar para depois, porque talvez ele seja um produto mais caro ou porque eu queira comprá-lo para presentear alguém em algumas semanas, é imprescindível que esteja disponível o botão “salvar para depois”.

Os lojistas do Shopify podem escolher entre diversos aplicativos de listas de desejo/”salvar para depois”, incluindo: Wishery e WANT Button.

5. Formas de Pagamento Disponíveis

Nem toda loja online conta com todos os métodos de pagamento, por isso é uma boa prática exibir as formas de pagamento que você aceita. A maioria dos donos de lojas de e-commerce sabe que é uma boa ideia inserir ícones de cartões de crédito em sua página de produtos, mas onde mais eles devem ser inseridos? Qual deve ser o seu tamanho? Quais deles você deve incluir? A loja no Shopify Gatorade UK escolheu exibir cinco ícones de pagamento em sua página inicial, e não somente em suas páginas de produtos:

Experimente algumas opções diferentes de exibição de formas de pagamento e avalie o que funciona melhor. Caso você precise dos ícones de cartões de crédito, dê uma olhada nestes aqui.

6. Número de Telefone 

Em um artigo recente aqui no Blog do Shopify, um autor pediu que os lojistas parassem de oferecer suporte via telefone. Ele parou de divulgar seu número 1-800 e reduziu sua carga horária em 50%. Então, aproveitou sua economia de tempo e dinheiro e investiu na melhoria do site. 

Tente medir o impacto que a remoção do seu número de telefone possui sobre as conversões. Tente ainda alterar a localização do seu número de telefone. Em vez de exibi-lo em sua página inicial, tente inseri-lo na página de contato, ou ainda no carrinho de compras, onde somente clientes em potencial qualificados poderão vê-lo. 

7. Segurança 

Há não muito tempo, fazer compras online era considerado uma atividade perigosa, e muitos consumidores a evitavam. No entanto, a confiança e a credibilidade ganharam terreno e, atualmente, fazer compras online não é mais considerado algo inseguro. Ou ainda é? O fato é que alguns segmentos da população ainda consideram o ato de fazer uma compra pela web algo sobre o qual se deve ter muito cuidado – eles ainda pensam duas vezes antes de inserir informações confidenciais em um site desconhecido. 

Diminua essas preocupações e receios, certificando-se de que sua política de segurança, seus emblemas e outros detalhes estejam bem à mostra. Lembre-se: não é necessário colocar uma logo feia e gigante no seu site. Veja como a loja no Shopify DODOcase mantém as coisas estilosas exibindo um emblema de segurança sutil no seu rodapé. 

8. Política de Devolução

Não é nem preciso dizer que você precisa de uma política de devolução, mas como exatamente ela deve ser elaborada? Além disso, onde e como ela deve ser exibida na sua loja de e-commerce? Tente disponibilizar sua garantia ou garantia de devolução de dinheiro em diversos locais e veja o que funciona melhor para você. Se for preciso ajuda na criação de uma política de devolução, veja aqui

9. Mídias Sociais 

Muitas lojas online permitem que os consumidores compartilhem suas compras através das mídias sociais. Faça testes com botões de mídias sociais no seu site e veja como eles funcionam, o que fazem, aonde levam o visitante e o que os visitantes em potencial veem. Eles são fluidos, levam o visitante aonde você deseja e são capazes de aumentar o conhecimento da marca e suas vendas? Veja um exemplo da loja no Shopify Violent Lips.

 

A maioria dos Temas do Shopify é otimizada para as mídias sociais. O Shopify ainda disponibiliza diversos aplicativos de mídias sociais, que os lojistas podem conectar às suas lojas. 

Conclusão

Tomara que este artigo tenha proporcionado um bom entendimento sobre os testes de conversão e fornecido bons pontos de partida para donos de lojas de e-commerce. Iremos nos aprofundar mais no tema em breve no blog do Shopify. Enquanto isso, para você saber mais, recomendo o blog The Daily Egg, de autoria do Crazy Egg, que posta excelentes artigos sobre otimização de conversão.

Deixe um comentário ...

Comece os seus 14 dias de avaliação grátis do Shopify