5 lições para lucrar ainda mais no Black Friday Cyber Monday 2017

5 lições para lucrar ainda mais no Black Friday Cyber Monday 2017

O BFCM – Black Friday Cyber Monday – costuma ser a grande oportunidade para atrair clientes que estão loucos atrás de boas promoções. E você já sabe que ela só acontece uma vez por ano, não é?

Se você ainda não está familiarizado com o BFCM, pense nisso: no ano passado, a plataforma da Shopify processou mais de 550 mil dólares em um único minuto. Já imaginou a quantidade de pedidos?

Pode ser que você já tenha aproveitado a onda do BFCM no ano passado; mas também é possível que você ainda não tenha tido muito sucesso com as suas promoções. De qualquer maneira, é sempre bom rever alguns pontos para que possamos melhorar nosso desempenho.

É por isso que preparamos este post, que lista as melhores lições que o BFCM do ano passado pode ensinar aos lojistas que querem arrasar este ano.

1. O BFCM é uma temporada de vendas – e não um evento isolado

Este ano, o final de semana mais movimentado por conta do BFCM será entre os dias 24 e 27 de novembro; mas isso não significa que você não pode vender antes – ou depois – disso.

Você pode até não saber, mas na verdade as pessoas começam a pesquisar “promoções” no Google logo no início de novembro!

Uma pesquisa realizada pelo Google mostra que o interesse do consumidor brasileiro não só aparece antes da data da Black Friday, como também dura até a época do natal. Em outras palavras: o BFCM inaugura uma temporada de vendas com duração de quase dois meses.

É por conta disso que vários lojistas estão investindo cada vez mais cedo nas campanhas de publicidade criadas exclusivamente para essa época. Quan Nguyen, uma das idealizadoras da marca 100 Percent Pure, conta que:

“Há três anos, o Black Friday era apenas um final de semana. Tudo o que precisávamos era preparar a loja e os estoques um dia antes e estava tudo certo. No ano passado, já precisamos começar a nossa preparação uns três dias antes... E é bem provável que, este ano, precisemos de pelo menos uma semana inteira. Foi só agora que percebemos essa nova tendência do mercado: os lojistas estão anunciado promoções de Black Friday e Cyber Monday bem antes daquele último final de semana de novembro. Na corrida para cativar os clientes, queremos ser os primeiros – e é por isso que não estamos mais perdendo tempo.”

A mensagem é clara e simples: o BFCM não é um evento isolado, mas sim o auge de uma temporada de vendas na qual os clientes estão correndo atrás dos melhores descontos.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


2. O BFCM deixou de ser coisa de americano

Todos nós sabemos que o Black Friday e o Cyber Monday nasceram nos Estados Unidos – afinal, basta olhar os nomes.

Por mais que o BFCM continue sendo incrivelmente popular no seu país de origem, ele tem ganhado força em países como a Espanha e a Dinamarca – sem falar no Brasil, que só no ano passado movimentou a soma astronômica de R$ 1,9 bilhão de reais.

É claro que cada país terá um crescimento diferente, adequado à sua economia e às preferências do mercado; no entanto, é possível afirmar que estamos vendo apenas os primeiros passos de uma grande história de sucesso.

3. O melhor amigo do seu cliente? Um celular. Ou um tablet.

É bem provável que o seu cliente esteja acostumados com sites adaptados para o celular ou tablet – ainda mais aquele cliente que já está acostumado a comprar em qualquer dispositivo.

Afinal, se existe uma coisa que podemos elogiar na modernidade, é o fato de que podemos comprar quase tudo o que quisermos diretamente nos nossos celulares – e no sofá, no ônibus, no metrô...

A verdade é que os celulares se transformaram em cartões de crédito – e as opções de pagamento ofertadas pelo Apple Pay e pelo Android Pay simplificaram ainda mais o processo.

Mas não usamos os nossos celulares apenas parar comprar: quem nunca fez uma boa pesquisa no Google antes de escolher aquele celular ou a última televisão?

Uma pesquisa publicada no site E-commerce Brasil mostrou que 45% dos brasileiros fazem compras pelo celular todos os meses – e 13% realizam ao menos uma compra por semana.

Como o modo – e o meio – no qual compramos são questões de gosto, conveniência e mesmo de contexto, as campanhas de BFCM precisam ser compatíveis com todos os canais que um cliente possa vir a acessar.

E hoje, mais do que nunca, é importante que ofereçamos uma experiência consistente de compra – independentemente do dispositivo que o seu cliente esteja usando. Já passou da hora de adotarmos o processo virtual de vendas.

4. Há espaço para os pequenos lojistas!

Para muitos lojistas, as promoções de Black Friday e Cyber Monday não representam apenas os lucros bem recheados – afinal, é durante essa temporada que várias lojas competirão pelo mesmo cliente. É por isso que o BFCM também se tornou sinônimo de marketing nas redes sociais e nos mecanismos de busca.

O problema é que muitos lojistas não têm o capital necessário para competir de frente com os gigantes da indústria, o que os coloca em desvantagem na corrida pelo coração (e pelo bolso) dos clientes.

Mas esses pequenos lojistas têm um trunfo na manga que os gigantes certamente não têm: um público-alvo fiel, que comprará os seus produtos.

Dylan Jawahir, da Battle Balm, conta que é tudo uma questão de se concentrar nos pontos positivos:

“Eu sei que jamais conseguirei competir com os gigantes da indústria – afinal, eu não tenho o mesmo capital e nem o mesmo alcance que essas marcas. Mas eu posso promover o meu produto para os meus clientes já fidelizados, e também posso incentivá-los a recomendarem o produto para seus amigos e conhecidos. Pode até dar um pouquinho mais de trabalho; mas, se a estratégia der certo, eu consigo vender mais e os meus clientes conseguem os produtos que desejam. E todo mundo fica feliz!”

Você pode usar o marketing de referência ou simplesmente convidar os seus clientes a compartilharem a sua oferta nas redes sociais; o importante é não se esquecer de que vender para uma rede já estabelecida de clientes pode ser muito mais lucrativo durante o BFCM.

5. Conheça o seu aliado mais poderoso: o e-mail

É bem provável que você queira começar a anunciar as suas promoções bem antes do BFCM; nesse caso, o e-mail marketing talvez seja o seu melhor e mais poderoso aliado.

Como os produtos ofertados durante o BFCM costumam ter descontos bastante avantajados, pode ser interessante investir em canais gratuitos de marketing – até porque você certamente deixará essas ofertas no ar durante algumas semanas.

E você? Está pronto para o Black Friday Cyber Monday de 2017?

Não há como negar que o BFCM é uma das maiores oportunidades de capitalização para pequenos e grandes lojistas.

No entanto, você já deve ter notado que uma bela promoção não é o suficiente; na verdade, o BFCM é uma temporada de vendas que requer um planejamento cuidadoso e atenção exclusiva.

Quer aproveitar ainda mais o BFCM de 2017? Dê uma olhada nossos posts sobre o tema!


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Braveen Kumar

Tradução e localização: Marcela Lanius

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.