Como Prever o Sucesso do Seu Próximo Empreendimento

Como Prever o Sucesso do Seu Próximo Empreendimento

Prever o Sucesso do Seu Próximo Empreendimento

Começar uma empresa geralmente traz riscos. Como diz o ditado, “é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro”.

Embora isso nem sempre seja verdade, existe uma maneira altamente eficaz para diminuir seus riscos: faça uma análise de break-even. A análise de break-even lhe informará exatamente o que você precisa fazer para atingir o ponto de equilíbrio (break-even) e recuperar seu investimento inicial.

Se você administra uma empresa – ou se estiver pensando em começar uma nova empresa -, deve saber como realizar uma análise de break-even. Ela é uma atividade crucial na hora de tomar decisões importantes de negócio.

O Que É Análise de Break-Even?

A análise de break-even pode parecer complicada, mas ela é na verdade bastante simples. Trata-se de um cálculo que irá dizer a você quantas unidades de algo devem ser vendidas para se atingir o ponto de equilíbrio.

Por exemplo, quantas capas de notebook você deve vender para cobrir seus custos de armazenagem. Ou quantas horas de serviço você precisa vender para pagar o aluguel do seu escritório. Qualquer quantidade vendida além do seu ponto de equilíbrio será somada como lucro.

Existem algumas definições que você deve conhecer para compreender a análise de break-even.

  • Custos Fixos:gastos que são invariáveis, independente do quanto você venda.
  • Custos Variáveis: gastos que variam para cima ou para baixo com as vendas.

Por Que Você Deve Fazer Análise de Break-Even

Existem muitos benefícios na realização da análise de break-even.

Precifique de Modo Inteligente

Encontrar seu ponto de equilíbrio irá ajudá-lo a precificar melhor seus produtos. Muito de psicologia é utilizado para calcular preços eficazes, mas saber como eles influenciarão sua receita é igualmente importante. Você precisa ter certeza de que consegue pagar todas as suas contas.

Cubra os Custos Fixos

Quando a maioria das pessoas pensa sobre preços, imagina quanto seu produto custa para ser criado. Esses custos são considerados variáveis. Você ainda deverá cobrir seus custos fixos, como seguro ou tarifas de desenvolvimento web. Efetuar uma análise de break-even garantirá que você os cubra devidamente.

Flagre Custos Perdidos

É fácil se esquecer dos custos quando você está pensando em uma ideia de negócio. Ao realizar uma análise de break-even, é preciso detalhar todos os seus compromissos financeiros para descobrir seu ponto de equilíbrio. Essa medida limitará o número de surpresas durante o caminho.

Defina Metas de Lucro

Após completar a análise de break-even, você saberá exatamente quanto precisa vender para se tornar rentável. Isso irá ajudá-lo a definir metas mais concretas para você e sua equipe. Com números claros na cabeça, será muito mais fácil cumprir os objetivos.

Tome Decisões Mais Inteligentes

Empreendedores geralmente tomam decisões de negócio com base na emoção. Caso gostem de algum novo empreendimento, eles entram de cabeça. Seus sentimentos são importantes, mas eles não são o bastante. Empreendedores de sucesso tomam decisões baseadas em fatos. Será muito mais fácil para decidir após você se esforçar e contar com dados úteis com os quais possa trabalhar.

Limite as Pressões Financeiras

Fazer uma análise de break-even ajuda a reduzir os riscos ao mostrar quando você deve deixar de lado alguma ideia de negócio. Ela o ajudará a evitar fracassos e limitar o custo financeiro que as más decisões podem ocasionar à sua empresa. Pelo contrário, você poderá ser mais realista quanto aos resultados em potencial.

Financie Sua Empresa

Uma análise de break-even é um componente essencial de qualquer plano de negócio. Ela é normalmente exigida, caso você pretenda que investidores ou outros tipos de dívidas financiem sua empresa. Você deve provar que seu plano é viável. Mais do que isso, caso a análise pareça boa, você ficará mais confortável ao assumir o fardo do financiamento.

Fazer uma análise de break-even leva a um melhor planejamento financeiro da sua empresa. 

Quando Usar Uma Análise de Break-Even

Existem quatro cenários tradicionais nos quais uma análise de break-even pode ser bastante útil.

1. Começando uma Nova Empresa

Se você pensa em começar uma nova empresa, uma análise de break-even é imprescindível. Ela não somente ajudará você a decidir se a sua ideia de negócio é viável, mas também o forçará a pesquisar e a ser realista sobre os custos, bem como a pensar sua estratégia de preços.

2. Criando um Novo Produto

Se você já possui uma empresa, mesmo assim deveria fazer uma análise de break-even antes de se comprometer com um produto novo, principalmente se esse produto for adicionar gastos significativos. Mesmo que seus custos fixos, como aluguel de escritório, não se alterem, você precisará trabalhar nos custos variáveis relacionados ao seu novo produto – e definir os preços antes de começar a vender.

3. Adicionando um Novo Canal de Vendas

Sempre que você adicionar um novo canal de vendas, seus custos serão alterados – mesmo que seus preços se mantenham os mesmos. Por exemplo, se você tem feito vendas online e pensa em abrir uma pop-up store (loja virtual temporária), precisará ter certeza de que ao menos alcance o ponto de equilíbrio. De outra forma, o esforço financeiro poderá colocar em risco todo o resto da sua empresa.

4. Alterando o Modelo de Negócio

Se você está pensando em alterar o seu modelo de negócio (por exemplo, sair de uma loja de varejo e seguir para o e-commerce), deveria fazer uma análise de break-even. Seus gastos poderão mudar significativamente, e essa medida o ajudará a descobrir se os seus preços também deverão ser alterados.

Fórmula da Análise de Break-Even

Antes de começarmos a calcular pontos de equilíbrio, vamos detalhar o funcionamento da fórmula.

Seu ponto de equilíbrio é igual ao seu custo fixo dividido pelo seu preço médio menos os custos variáveis.

Ponto de Equilíbrio= Custos Fixos/(Preço Médio – Custos Variáveis)

Basicamente, você deve descobrir qual é o seu lucro líquido por unidade vendida e dividir seus custos fixos por esse número. Isso irá informá-lo quantas unidades você deve vender.

Como você agora sabe, as vendas do seu produto devem cobrir além de apenas os custos de produção dele. O lucro restante é conhecido como margem de contribuição, pois ele contribui financeiramente aos custos fixos.

Agora que você já sabe do que se trata, como funciona e por que ele é importante, vamos detalhar como calcular seu ponto de equilíbrio.

Antes de começarmos, obtenha sua cópia gratuita do modelo de análise de break-even aqui. Depois de copiar, você poderá editar o modelo e fazer seus próprios cálculos.

Passo 1 – Reúna Seus Dados

O primeiro passo consiste em relacionar todos os custos para fazer a empresa. Tudo deve ser incluído, do custo do seu produto ao aluguel e às taxas bancárias. Pense em tudo o que você paga e anote.

O próximo passo é dividir os dados em custos fixos e custos variáveis.

1. Custos Fixos

Custos fixos são aqueles que se mantêm os mesmos, independentemente da quantidade de produtos vendidos. Eles podem incluir aspectos como aluguel, assinatura de softwares, seguro e mão de obra.

Faça uma lista de tudo aquilo que você deve obrigatoriamente pagar. Na maioria dos casos, você pode relacionar os gastos em quantidades mensais, a menos que esteja considerando um evento com frequência menor, como algum festival de três dias. Inclua tudo. Se você estiver usando a planilha da análise de break-even, ela fará os cálculos automaticamente.

2. Custos Variáveis

Custos variáveis são aqueles que flutuam com base na quantidade de produtos vendidos. Eles podem incluir aspectos como materiais, comissões, processamento de pagamentos e, também, mão de obra.

Alguns custos podem entrar para qualquer uma das categorias, dependendo da sua empresa. Se você possui funcionários assalariados, eles deverão entrar nos custos fixos. Porém, caso você pague funcionários por hora, que trabalhem apenas quando houver necessidades, esses custos serão considerados variáveis.

Relacione todos os seus custos que variam dependendo da quantidade de produtos vendidos. Indique o preço por unidade vendida e some todos os custos – ou use a planilha, que fará a soma automaticamente.

3. Preço Médio

Finalmente, estabeleça um preço. Não se preocupe, caso você ainda não esteja pronto para se comprometer com algum preço final – você poderá alterá-lo mais tarde. Lembre-se de que esse é o preço médio. Se você oferecer a alguns clientes descontos por grandes quantidades, o preço médio irá diminuir.

Passo 2 – Integre Seus Dados

Agora, é hora de integrar seus dados. A planilha irá puxar seu custo fixo total e seu custo variável total para o cálculo do ponto de equilíbrio. Tudo o que você deve fazer é preencher seu preço médio na célula correta. Em seguida, a matemática acontecerá automaticamente. O número calculado na primeira célula à direita, abaixo das unidades de break-even, é o número de unidades que você deve vender para atingir o ponto de equilíbrio.

No exemplo da análise de break-even acima, o ponto de equilíbrio é de 92,5 unidades.

Passo 3 – Faça Ajustes

Fique à vontade para experimentar com números diferentes. Veja o que acontece se você diminuir seus custos fixos ou variáveis. Ou experimente alterar o preço. Você pode não acertar na primeira vez, por isso, faça os devidos ajustes durante o caminho.

Aviso: Não Se Esqueça de Nenhum Gasto

A armadilha mais comum da análise de break-even é o esquecimento de itens. Principalmente nos custos variáveis. As análises de break-even são uma etapa essencial no momento de tomar decisões importantes da empresa. É por isso que você deve garantir que seus dados sejam os mais precisos possíveis.

Para garantir que você não se esqueça de nenhum custo, pense em todas as suas operações, do início ao fim. Se você pensar em embalar um produto frágil para enviá-lo, poderá se lembrar de que é preciso incluir plástico-bolha à caixa. Se você pensar sobre a organização do seu festival, poderá se lembrar de que precisará oferecer guardanapos junto com a refeição à venda. Esses são custos variáveis que precisam ser inclusos.

Limitações da Análise de Break-Even

A análise de break-even possui um papel importante nas tomadas de decisões da empresa, mas ela está limitada ao tipo de informação que pode oferecer.

Não Prevê a Demanda

É importante notar que a análise de break-even não é capaz de prever a demanda. Ela não lhe informará como serão suas vendas ou quantas pessoas ficarão interessadas pelo seu produto. Ela somente indicará quantas unidades você deve vender para atingir o ponto de equilíbrio. É também importante notar que a demanda não é estável. Quando você alterar seu preço, o número de pessoas interessadas em comprar seu produto também será alterado.

Dependente de Dados Confiáveis

Às vezes, os custos entram tanto na categoria de custos fixos quanto na de custos variáveis. Isso pode dificultar os cálculos, e você provavelmente terá que “enfiá-los” em uma ou em outra. Por exemplo, você poderá ter uma base obrigatória de custo de mão de obra, bem como um custo de mão de obra adicional que poderá variar com base na sua quantidade de produtos vendidos.

A precisão do seu ponto de equilíbrio depende de dados exatos. Se você não inserir dados corretos na fórmula, não obterá um resultado confiável.

Simplista

A fórmula do ponto de equilíbrio é simplista. Muitas empresas possuem múltiplos produtos com múltiplos preços. Ela não conseguirá perceber essa nuance. Você provavelmente precisará trabalhar com um produto por vez ou estimar um preço médio com base em todos os seus produtos vendidos. Se esse for o caso, é melhor optar por alternativas, para ficar mais bem preparado.

Quando os preços variam, os custos variam junto. Esse modelo presume que somente um aspecto mude a cada vez. Ao invés disso, se você diminuir seu preço e vender mais, seus custos variáveis poderão diminuir, pois você terá um maior poder de compra ou porque conseguirá trabalhar com mais eficiência. No fim das contas, trata-se apenas de uma estimativa.

Ignora o Tempo

A análise de break-even ignora as variações ao longo do tempo. Seu prazo dependerá do período que você usar para calcular os custos fixos (mensalmente é o mais comum). Embora você possa ver quantas unidades precisará vender durante o mês, não perceberá as alterações, caso suas vendas variem a cada semana. Para isso, será preciso confiar em um bom gerenciamento de fluxo de caixa.

Ela também não leva o futuro em consideração. A análise de break-even somente vê o aqui e o agora. Se o custo da sua matéria-prima for duplicado no próximo ano, seu ponto de equilíbrio será muito mais alto, a menos que você aumente seus preços. Se você fizer isso, poderá perder clientes. Esse delicado equilíbrio está sempre em movimento.

Ignora os Concorrentes

Sendo recém-chegado ao mercado, você irá influenciar os concorrentes. Eles poderão alterar seus preços, o que pode afetar a demanda sobre o seu próprio produto, fazendo você também alterar seus preços. Se eles crescerem rapidamente, e se alguma matéria-prima utilizada por ambos se tornar mais escassa, o custo poderá subir.

No final, a análise de break-even lhe proporcionará uma compreensão bastante sólida das condições básicas para ser bem-sucedido. Ela é essencial. Porém, ela não é a única pesquisa que você deve fazer antes de começar ou de fazer alterações a alguma empresa.

Estratégias Para Diminuir Seu Ponto de Equilíbrio

E se você completar sua análise de break-even e descobrir que o número de unidades que devem ser vendidas é muito alto? Se esse número parecer irrealista ou inalcançável, não se desespere. Você poderá fazer alguns ajustes para diminuir seu ponto de equilíbrio.

1. Custos Fixos Menores

Veja se há alguma oportunidade para diminuir seus custos fixos. Quanto menores você puder deixá-los, menos unidades precisarão ser vendidas para alcançar o ponto de equilíbrio. Por exemplo, se você está pensando em abrir uma loja de varejo, mas os números não estão a seu favor, considere vender online. Como isso influencia seus custos fixos?

2. Aumente Seus Preços

Se você aumentar seus preços, não precisará vender tantas unidades para alcançar o ponto de equilíbrio. A contribuição marginal por unidade vendida será maior. Ao pensar em aumentar seus preços, considere o que o mercado está disposto a pagar, bem como as expectativas que surgem de determinado preço. Você não precisará vender tantas unidades, mas ainda deverá vender o bastante. E, caso você cobre mais alto, os clientes poderão ficar na expectativa de um produto melhor ou de um atendimento mais eficiente.

3. Custos Variáveis Menores

Diminuir seus custos variáveis é geralmente a opção mais difícil. Principalmente se você está começando agora. Porém, quanto mais você cresce, mais fácil será para reduzir os custos variáveis. Vale a pena tentar reduzir seus custos negociando com seus fornecedores, trocando de fornecedores ou mudando seus processos. Por exemplo, talvez você descubra que as bolinhas de isopor são mais baratas do que o plástico-bolha para enviar produtos frágeis.

Modelo Gratuito de Análise de Break-Even

Não se esqueça de baixar o seu modelo gratuito de análise de break-even. Para salvar sua própria versão editável da planilha, clique em “Arquivo” → “Fazer uma cópia…”. Você deverá estar logado na sua conta do Google para conseguir fazer isso.

Efetuar uma análise de break-even é essencial para tomar decisões inteligentes na empresa. Da próxima vez que você pensar em começar uma empresa nova ou em fazer mudanças à sua empresa atual, realize uma análise de break-even e permaneça mais bem preparado.

Quais medidas você toma para analisar um novo empreendimento? Compartilhe comigo nos comentários!

1 comentários

  • Angela Meira
    Angela Meira
    November 22 2015, 07:52PM

    Adorei! Muito didático! Estava com muitas dúvidas, agora já tracei o meu norte. Obrigada!

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.