Como Escrever um Plano de Negócios para Atrair Investidores

Como Escrever um Plano de Negócios para Atrair Investidores

Plano de Negócios

Ah, o temido plano de negócios. Uma frase assustadora para muitas pessoas, aquela ideia de ter que escrever um plano de negócios para solicitar um financiamento bancário ou crowdfunding é capaz de evocar sentimentos de frustração ou até mesmo medo!

É por isso que tantos empreendedores postergam seus pedidos de financiamento e enrolam para completar seus planos de negócios, mesmo quando sabem que a conclusão dessa tarefa é de grande interesse.

Porém, caso você necessite do empréstimo de um banco de negócios para expandir sua loja virtual ou empresa de e-commerce, então não poderá evitar o plano de negócios. Felizmente, é possível utilizar uma abordagem produtiva, interessante e até mesmo (devo ousar dizer isto?) divertida, com o objetivo de criar um plano de negócios que o ajude a requisitar um financiamento e que se torne uma ferramenta importante para guiar o crescimento da sua empresa.

A Abordagem do “Cliente Ideal” aos Planos de Negócios

Foram-se os dias das “novelas” de 80 páginas repletas de gráficos sem sentido e jargões comerciais. Sua empresa é nova e inovadora, e seu plano de negócios deve refletir isso. Comece com uma simples questão:

Quem É Meu Cliente Ideal?

Todos os outros conteúdos que você escrever em seu plano de negócios devem ser criados com a resposta para essa questão em mente. Quando você definir o cliente perfeito para sua empresa – aquele que você simplesmente clonaria milhares de vezes, caso pudesse –, terá em mãos a base para sua pesquisa de mercado, seu plano de marketing, seu manual de operações e até mesmo suas projeções financeiras. Compreendendo claramente qual problema seu negócio é capaz de resolver e para quem você pode resolvê-lo, escrever um plano de negócios se torna um exercício a respeito de como você fará felizes seus clientes ideais.

 

"Um plano de negócios deve ser um exercício sobre como você fará felizes seus clientes ideais."

 

[Clique para tweetar]

De repente, um plano de negócios se torna factível, algo que você na verdade pode utilizar para orientar seu negócio e avaliar seu progresso.

Ele também se torna algo com foco, específico e claro. E não uma obra de 80 páginas. Trata-se de um detalhamento resumido do que sua empresa fará exatamente, e para quem isso será feito. Bastante convincente.

Veja bem: se você escrever seu plano de negócios com esse foco, conseguirá entusiasmar qualquer credor ou investidor que porventura o ler.

O Que Incluir no Seu Plano de Negócios

Mesmo com essa nova abordagem, seu plano de negócios deve ser organizado da forma como os credores esperam vê-lo. Recomendo que você comece com este esboço geral e então o personalize de acordo com sua empresa.

1. Sumário Executivo: Uma visão geral do seu plano de negócios. Resuma todos os pontos importantes em uma página.

2. Resumo do Negócio

a) Produtos e Serviços: O que você vende, e para quem você vende.

b) Propriedade da Empresa/Status Legal: Quem é o proprietário da sua empresa, e qual porcentagem dela cada proprietário possui? A empresa possui um único proprietário, é uma parceria ou ainda uma corporação? Que valor foi investido na empresa pelos proprietários até hoje?

c) Panorama Inicial: De quanto você precisa, e como investirá esse valor?

d) Missão/Visão: Qual a sua finalidade com seu negócio? Essa é uma parte importante da história que você deverá compartilhar com seus clientes e com seu credor.

e) Metas & Objetivos: Inclua pelo menos um objetivo de curto prazo (dentro do primeiro ano) e um de longo prazo (acima de três anos) para seu negócio, além de duas ou três metas menores que o ajudarão a alcançar esses objetivos.

3. Mercado

a) Cliente Ideal: Quem é o avatar do seu cliente?

b) Tamanho do Mercado: Comente sobre seu mercado no geral, e a respeito do tamanho que você acredita que ele possua.

c) Segmentação de Mercado: Seus produtos e serviços atrairão diferentes tipos de clientes. Descreva seus segmentos de mercado e indique aquele do qual faz parte seu cliente ideal.

4. Tendências da Indústria: Quais são as tendências locais e globais da sua indústria? Aqui também é um ótimo lugar para falar sobre custos de transferência, fornecedores e o potencial de entrada de novos concorrentes.

5. Concorrência:Relacione seus principais concorrentes junto com seus pontos fortes e fracos. Inclua uma explicação sobre os benefícios que eles oferecem aos compradores.

6. Planos de Marketing & Vendas

a) Vantagem Competitiva: O que diferencia você daqueles que vendem seus mesmos produtos/serviços?

b) Plano de Marketing: Como serão suas atividades iniciais e contínuas de marketing, e qual o seu orçamento para elas? Quantos clientes novos suas atividades de marketing deverão lhe trazer? Quantos assinantes? O quanto de tráfego de site?

7. Análise SWOT:Analise seus pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças. Quais são os melhores aspectos da sua empresa? No que você não é tão bom? Quais mudanças de mercado ou indústria você pode aproveitar e transformar em oportunidades? Existem fatores externos que ameacem sua capacidade de ser bem-sucedido? Inclua um parágrafo que discorra como a empresa irá superar esses pontos fracos e ameaças.

8. Operações

a) Operações Gerais: Qual o seu horário de funcionamento? Qual o processo de aquisição de clientes novos? E quanto a receber avaliações, feedback ou referências? Você possui um funil de vendas claro (o caminho que as pessoas seguem até virar seus clientes)? Como é um dia normal na sua empresa?

b) Local: Se você possui um local, descreva-o e comente por que o escolheu. Caso pretenda fazer negócios online, ao invés disso, explique os motivos. 

c) Distribuição: Suas vendas são feitas diretamente aos clientes ou você vende por atacado, ou ainda através de parceiros afiliados?

d) Fornecedores: Quem são os principais fornecedores do seu negócio, e como você os escolheu?

9. Administração e Pessoal

a) Resumo Administrativo: Descreva o histórico da sua equipe de administração e explique a função de cada membro nas operações diárias da empresa.

b) Pessoal/Funcionários: Resuma aqui as necessidades do seu pessoal, incluindo seu cronograma de contratações, salários aproximados e organograma. Explique o que cada funcionário faz no dia a dia. São eles que operam sua empresa, portanto, você deve explicar o que cada um faz para manter um bom funcionamento.

10. Estratégia de Saída:Você pretende operar essa empresa para sempre ou eventualmente deseja vendê-la, licenciá-la ou torná-la uma franquia? Os credores precisam saber como receberão seu dinheiro de volta.

11. Projeções Financeiras

a) Presunções: Todos costumam pular, mas esta parte é a mais importante das previsões financeiras. Explique aqui suas presunções sobre renda, aumento de vendas e despesas.

b) Break Even: Resuma brevemente quando você espera que sua empresa alcance o break even, ou seja, produza receita suficiente para cobrir todos os custos operacionais.

c) Ganhos e Perdas: Destaque seu lucro líquido projetado e explique se eles são maiores ou menores do que os padrões da indústria, e por quê.

d) Fluxo de Caixa: Explique suas políticas de crédito e proponha um plano sobre o que você pretende fazer caso seu saldo de caixa comece a ficar baixo.

e) Balanço: Explique resumidamente a dívida esperada (empréstimos ou linhas de crédito) em relação ao capital próprio (contribuição do proprietário ou de investimento) na sua empresa, e por que você escolheu tal balanço.

Saiba Quando Parar de Escrever

É muito fácil se exceder com análises e pesquisas de mercado. Mantenha o foco principalmente no seu cliente ideal, incluindo apenas um breve parágrafo sobre cada um dos seus outros segmentos de mercado.


Na seção de pessoal, não é preciso fornecer descrições completas de função. Na maioria dos casos, uma ou duas linhas serão suficientes. Quanto à análise competitiva, avalie apenas de 3 a 5 dos seus principais concorrentes; se você possui muitos concorrentes, como restaurantes e lojas de varejo normalmente possuem, agrupe-os em categorias, ao invés de analisá-los individualmente.

Credores geralmente não têm tempo de ler planos de negócios muito longos, portanto, não escreva o seu dessa maneira. Normalmente, um credor avaliará primeiramente o seu sumário executivo e suas projeções financeiras, e, caso goste do que veja, continuará analisando o resto do plano. Certifique-se de que seu sumário executivo inclua, de forma resumida, seu cliente ideal, seu pedido de financiamento, seu período estimado de pagamento do empréstimo, seu potencial de lucro e a capacidade da sua equipe de fazer tudo isso acontecer – em uma única página.

Repito: seu sumário executivo deve possuir apenas uma página.

E não tente escrevê-lo antes de concluir todo o restante do seu plano de negócios. Essa é sempre a última tarefa que você deve realizar, assim que o plano estiver fresco na sua mente – quando os pontos mais importantes são fáceis de se lembrar.

Quando finalizar tudo, você contará com um plano de negócios conciso, que provavelmente não excederá vinte páginas.

O Que Fazer Com Seu Plano de Negócios Após Obter Financiamento

Com um plano de negócios voltado para seu cliente ideal, você tem em mãos uma poderosa ferramenta para manter sua empresa no caminho certo. Presumindo-se que você tenha definido metas e objetivos claros no plano, é possível revisitá-los para avaliar se foram alcançados ou não.

Você poderá utilizar suas previsões financeiras para compará-las ao desempenho atual da sua empresa e rapidamente analisar se algo precisa mudar. E, quando estiver tomando decisões sobre campanhas de marketing, será possível avaliar o perfil do seu cliente ideal, para garantir que seu investimento de marketing seja alocado em locais que estejam em sintonia com as pessoas para as quais você deseja fazer as vendas.

Entendeu? Um plano de negócios pode ser uma ferramenta interessante e útil para sua empresa, bem como um documento essencial para obter empréstimo. Quando você vir seus planos começando a se manifestar, ficará satisfeito de ter realizado todo esse trabalho, ao invés de guardar o plano de negócios em uma gaveta após sua conclusão.

Você está com dificuldades para escrever seu plano de negócios? Compartilhe suas frustrações e dúvidas nos comentários abaixo.

2 comentários

  • maria jussara cardoso alves benavides muñoz
    maria jussara cardoso alves benavides muñoz
    January 20 2016, 07:27AM

    Acho o conteúdo Shopify muito importante e orientador.

  • Pedro Duarte
    Pedro Duarte
    January 31 2017, 05:22PM

    Ótimo artigo, bastante claro, sucinto e com uma escrita actual e de fácil assimilação . Obrigado shopify pelas dicas tão valiosas.

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.