Como criar sua própria marca do zero em 7 passos

Como criar sua própria marca do zero em 7 passos

how to build a brandConstruir uma marca que se destaque das demais não é tarefa fácil.

“Que aparência minha marca deve ter?”

“Que sentimentos deve despertar nas pessoas?”

“Meu público-alvo vai se identificar com ela?”

Estas são algumas das principais questões em que você deve pensar no processo de adequação de um produto ou serviço ao cliente que pretende atingir.

Por isso, este artigo traz tudo que você precisa saber para construir uma identidade forte para sua empresa, seja para uma ideia inicial de negócio ou para uma marca já existente que você deseja aprimorar.

O que é uma “marca”, exatamente?

"Uma marca não é apenas um nome e um logotipo que diferenciam seu negócio em um mercado competitivo."

Sua marca é a forma como as pessoas percebem você quando interagem com seu negócio, tanto em relação às impressões que você pode controlar quanto às que não pode.

Aliás, as pessoas também têm marcas. Cada um de nós tem nome, rosto, estilo e forma de se expressar diferentes, e nós causamos impressões únicas nas pessoas, que, aliás, falam a nosso respeito quando não estamos presentes.

Da mesma forma, as empresas têm seus nomes, produtos, logotipos, cores, fontes, linguagem e reputação que devem gerenciar. Esses elementos compõem a identidade das empresas e afetam a forma como elas são percebidas pelos consumidores.

Não é possível construir uma marca sem consistência, a qual deve ser mantida à medida que você propaga sua marca para todos os segmentos da empresa. O primeiro passo, no entanto, é determinar qual aparência essa consistência terá, bem como o sentimento que você deseja evocar através dela.

Como construir uma marca

A construção de uma marca é feita em 7 passos:

  1. Pesquise sobre o público-alvo e os concorrentes.
  2. Escolha o foco e a personalidade da empresa.
  3. Escolha o nome da empresa.
  4. Crie um slogan.
  5. Escolha a aparência da marca (cores e fontes).
  6. Crie o logotipo.
  7. Aplique sua marca em todas as atividades da empresa e faça com que ela se desenvolva junto com seu negócio.

Ainda que você reveja alguns desses passos durante o processo de construção da identidade da marca, leve todos eles em consideração. 

Vamos começar com as etapas fundamentais para que você construa sua marca.

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

1. Descubra seu lugar no mercado

Antes de tomar qualquer decisão sobre sua marca, procure entender o mercado atual: quem são seus clientes em potencial e seus concorrentes.

Há muitas maneiras de fazer isso:

  • Faça uma pesquisa no Google sobre a categoria de seu produto ou serviço e analise os concorrentes diretos e indiretos que surgirem.
  • Converse com as pessoas que fazem parte de seu mercado-alvo e pergunte quais marcas elas compram nesse espaço.
  • Confira as contas ou páginas de mídia social relevantes que são seguidas e apreciadas por seu público-alvo.
  • Faça compras online ou offline para ter uma ideia de como seus clientes procuram e compram produtos.

Durante sua pesquisa, observe:

  1. Quem são seus clientes “mais à mão”, ou seja, aqueles para quem você conseguiria vender com mais facilidade.
  2. Quem são seus principais concorrentes: as marcas que estão estabelecidas e são muito conhecidas no mercado.
  3. Como seus clientes se comunicam e sobre o que falam; que interesses eles têm e qual linguagem utilizam para expressar esses interesses.

É importante ter uma noção sobre essas questões antes de prosseguir, pois assim você saberá em qual direção deve conduzir sua marca e o que fazer para que ela se destaque em relação à concorrência.

2. Defina o foco e a personalidade de sua marca

Sua marca não será significativa para todo mundo, especialmente no início.

É importante encontrar um foco e deixar que ele sirva de base para todos os demais elementos integrantes da marca ao longo do processo de criação.

Veja, a seguir, algumas perguntas e exercícios de branding para que você reflita sobre o foco e tom de sua marca.

Como sua marca se posiciona no mercado?

A declaração de posicionamento consiste em escrever uma ou duas linhas que afirmam sua posição no mercado. A declaração não precisa estar publicada no site da empresa ou impressa no cartão de visitas; serve apenas para ajudar você a responder as perguntas certas sobre sua marca.

Sua declaração de posicionamento pode seguir o modelo abaixo:

Oferecemos [PRODUTO / SERVIÇO] para [MERCADO-ALVO] para [PROPOSTA DE VALOR].

Ao contrário de [A CONCORRENTE], nós [PRINCIPAL DIFERENCIAL].

Por exemplo: “Produzimos água engarrafada para que os praticantes de esportes possam se hidratar durante o exercício físico, ao mesmo tempo em que ajudamos na redução das emissões de carbono. Ao contrário de outras marcas, plantamos uma árvore por cada garrafa que você compra.”

Sua proposta exclusiva de vendas é o principal instrumento para competir no mercado. Desenvolva, explore e torne essa proposta parte integrante das mensagens transmitidas por sua marca.

Por outro lado, se a empresa que você pretende abrir estiver baseada em uma causa (por exemplo, se você estiver abrindo uma empresa social), você também pode escrever isso como uma declaração de missão que contenha uma promessa clara para os clientes ou para o mundo.

Que palavras você associa à sua marca?

Uma maneira de olhar para sua marca é como se ela fosse uma pessoa. Como ela seria? Que tipo de personalidade seria atraente para seus clientes?

Essas informações podem servir de base para definir sua voz nas mídias sociais e o tom de todo o seu material criativo, tanto visual quanto escrito.

Um exercício de branding divertido e útil é escolher entre 3 e 5 adjetivos que descrevam o tipo de marca com o qual seu público pode se identificar. Eu compilei esta lista de características para ajudar você a começar.

Que metáforas ou conceitos descrevem sua marca?

Ao pensar em sua marca como uma metáfora ou personificá-la, você identifica as qualidades individuais que gostaria que ela tivesse.

Pode ser um veículo, um animal, uma celebridade, um time de futebol, ou qualquer outra coisa, contanto que tenha uma boa reputação que transmita o tipo de vibe que você deseja.

Por exemplo, se eu quisesse criar uma marca com foco em empreendedorismo, escolheria o guaxinim como ponto de partida, pois esses animais são sobreviventes versáteis que farão de tudo para se desenvolver.

Se a sua marca fosse um animal, que animal seria e por que?

3. Escolha um nome comercial

Teria a rosa odor tão doce se outro nome fosse o seu. Mas, com outro nome, a Nike não atingiria o apogeu.

Livremente inspirado em Shakespeare

O que há de especial em um nome? Dependendo do tipo de negócio que você deseja abrir, o nome que você der à empresa será de muita ou pouca importância.

Como já dissemos antes, uma marca é muito mais do que o nome. A personalidade, as ações e a reputação de sua marca são realmente o que dará significado a ela no mercado.

Mas, sendo dono de uma empresa, um dos primeiros grandes compromissos que você tem é criar o nome, porque ele terá impacto no logotipo, domínio, marketing e também no registro da marca, caso você opte por esse caminho (é mais difícil registrar nomes genéricos de marca que literalmente descrevem o que você vende).

O ideal é um nome comercial que seja difícil de imitar e ainda mais difícil de confundir com outras marcas existentes no mercado. Se você pretende expandir as linhas de produtos futuramente, dê à empresa um nome mais geral; assim, você evita a armadilha de atrelar o nome da marca ao nome de um único produto específico.

Utilize nosso Gerador de nomes para empresas para sugestões de nomes, ou então experimente uma (ou a combinação) dessas abordagens:

  • Invente uma palavra como Pepsi.
  • Crie uma nova associação para uma palavracomo Apple para computadores.
  • Use uma palavra sugestiva ou metáfora.
  • Faça uma descrição literal (atenção: fácil de ser imitado) como The Shoe Company.
  • Altere uma palavra removendo ou adicionando letras, ou então usando finais em latimcomo Tumblr (Tumbler) ou Activia.
  • Use as iniciais de um nome mais longo como HBO (Home Box Office).
  • Combine duas palavras: Pinterest (Pin Interest) ou Facebook (Face + Book)
  • Transforme uma sequência de palavras em um acrônimo: BMW (Bayerische Motoren Werke).

O domínio/URL de seu site precisa refletir a marca; por isso, verifique se ele está disponível para registro antes de tomar uma decisão a respeito. Confira este guia para obter mais ideias e escolher um bom nome de domínio.

Uma outra ideia bacana para ajudar na escolha do nome da marca é realizar uma sessão de grupo de foco com pessoas próximas; assim, você evita nomes que tenham um significado indesejado ou que sejam muitos semelhantes a outras marcas já existentes.

4. Escolha as cores e fontes de sua marca

Depois de decidir pelo nome, é preciso pensar em como representar visualmente sua marca, ou seja, com as cores e as fontes mais apropriadas. Fica mais prático na hora de fazer o design do site.

Escolhendo as cores

As cores não apenas definem a aparência da sua marca, mas também transmitem a mensagem que você quer comunicar e mantêm a coerência da marca em todas as situações de uso. Opte por cores que o diferenciem dos concorrentes diretos; assim, você evita que os consumidores se confundam.

psicologia das cores não é uma ciência exata, mas ajudará nas escolhas que você fizer, especialmente quando se trata da cor do seu logotipo.

Aprenda, neste infográfico, sobre as cores mais eficazes para o design de marcas, e descubra as emoções e associações que as cores costumam evocar, a fim de fazer boas escolhas.

É importante considerar o grau de legibilidade do texto em preto e branco em relação às cores selecionadas, bem como do texto colorido em fundos pretos e brancos. Utilize uma ferramenta como a Coolors (em inglês) para sugestões de cores que funcionam bem juntas; anote os códigos hexadecimais para consultar depois, e pesquise os diferentes tons até encontrar os que você gosta. 

Escolhendo as fontes

Nesta etapa, também é legal pensar nas fontes para usar em seu site.

Escolha duas fontes, no máximo, para não confundir quem visita o site: uma para títulos e uma para o corpo do texto (não inclui a fonte que você usar no logotipo). 

A ferramenta Font Pair (em inglês) disponibiliza para download uma grande variedade de fontes que ficam ótimas quando utilizadas juntas.

 

E com o Stylify.me (em inglês), você pode ver as escolhas de fontes e cores de seus sites favoritos.

5. Escreva um slogan

Um slogan atrativo é um recurso muito valioso para colocar na sua bio do Twitter ou do Instagram, no cabeçalho do seu site, no seu cartão de visita, ou em qualquer outro lugar onde você precise causar um grande impacto com poucas palavras.

Tenha em mente que você sempre pode mudar seu slogan à medida que descobre novas perspectivas de marketing. Veja como marcas mundialmente famosas e rivais (como a Pepsi e a Coca-Cola, e o McDonald’s e o Burger King) mudaram seus slogans diversas vezes nas últimas décadas.

Um bom slogan é curto, contagiante, e causa uma forte impressão. Aqui estão algumas maneiras de abordar a criação de um slogan:

  • Afirme seu valor: “Hellmann's, a verdadeira maionese.”
  • Crie uma metáfora“Skol: a cerveja que desce redondo.” 
  • Estimule que seus clientes a terem atitude: Nike - “Just do it.”
  • Destaque a importância do cliente: L’Oréal - “Porque você vale muito."
  • Faça uso de rima: “Tomou Doril, a dor sumiu.”
  • Faça com que seu público se identifique com você: “De mulher pra mulher: Marisa.”

Experimente nosso Criador de Logotipos e conheça outras dicas valiosas para ter ideias ou aproveitar sua declaração de posicionamento para gerar alguns possíveis frases curtas que descrevam seu negócio. 

6. Crie seu logotipo

Um logotipo é, provavelmente, uma das primeiras coisas em que se pensa na hora de construir uma marca. E há uma boa razão para isso. Afinal de contas, o logotipo é “a cara” da sua empresa e a representa em todas as ocasiões.

O logotipo ideal apresenta um desenho único que pode ser reconhecido com facilidade e utilizado em todos os tamanhos desejados (um detalhe sobre o qual muitas vezes não se pensa).

Leve em consideração todos os lugares onde você precisa aplicar o logotipo; por exemplo, em seu site, na foto do perfil da página do Facebook, ou nos "favicons” (pequenos ícones ou logotipos que podem ser visualizados junto aos marcadores na barra de endereços do navegador).

Tenha em mente que um logotipo tipográfico (com texto) não serve como foto do perfil do Instagram de sua empresa, pois será quase impossível ler o texto. Para facilitar sua vida, obtenha uma versão quadrada de seu logotipo com um ícone que possa ser reconhecido mesmo em tamanhos menores.

Observe como o logotipo da Walmart possui tanto o ícone de "faíscas" quanto o logotipo com texto, que podem ser utilizados separadamente. 

Veja abaixo diferentes tipos de logotipos ou logomarcas em que você pode se inspirar para encontrar um estilo que faça sentido para a sua marca. É essencial que as cores e fontes escolhidas se harmonizem com seu logotipo para a comunicação eficaz de sua marca. 

Abstrato: Google Chrome

 

Um logotipo abstrato não tem significado explícito; contém forma e cores que não podem ser facilmente associados com elementos do mundo real.

A vantagem de um logotipo abstrato é que ele não tem significado intrínseco, ou seja, você pode atribuir um significado e materializá-lo na mente dos clientes.

Mascote: Wendy’s

 

Os mascotes para logotipos são geralmente representados pelo rosto de um personagem. Apesar de humanizarem a marca, possuem um estilo considerado antiquado, e são recomendados apenas em certos contextos (por exemplo, caso você esteja deliberadamente buscando uma pegada retrô).

Emblema: Starbucks

Os logotipos com emblema são muitas vezes circulares e combinam texto e emblema para gerar um visual arrojado e sofisticado. No entanto, deve-se ter cuidado: se o design for muito complicado, podem perder o impacto quando o tamanho for reduzido; se forem bem feitos, podem resultar em um estilo incrível de logotipo.

Logotipos com iniciais: IBM

As iniciais do nome comercial completo de seu negócio são transformadas em um logotipo. Se o nome da empresa for composto de 3 palavras ou mais, pode ser um estilo interessante de adotar, especialmente se as iniciais forem fáceis de lembrar

Ícone: Twitter

 

Um logotipo icônico ou simbólico é a representação de sua marca como uma metáfora visual. Ao contrário de um logotipo abstrato, um logotipo icônico sugere algo palpável sobre o produto; o pássaro do Twitter, por exemplo, remete aos tweets (“pios”, em português) publicados na plataforma. 

Enquanto sua marca ainda não está estabelecida no mercado, evite usar um logotipo icônico por si só. No entanto, se você não tiver certeza sobre o tipo de logotipo que você deseja, um logotipo que combine ícone e texto é geralmente uma boa opção.

Logotipos tipográficos: Facebook

Os logotipos com texto transformam o nome da marca, as cores e a fonte em uma identidade visual. A desvantagem é que muitas vezes é difícil criar esse tipo de logotipo em um design quadrado escalável e, por isso, eles perdem a legibilidade quando o tamanho é reduzido.

Mas esse problema pode ser corrigido facilmente através do uso de um logotipo icônico, ou então transformando a primeira letra do logotipo tipográfico em um logotipo à parte, porém relacionado; por exemplo, como o Facebook faz com a letra F.

Combinação: McDonald's

Por causa das limitações que existem para cada tipo de logotipo, muitos são, na verdade, uma combinação de estilos.

Para um novo negócio, você não precisa escolher um único tipo (por exemplo, apenas ícone ou apenas texto), pois você pode combinar o melhor de cada um deles. Desse modo, fica mais fácil criar um logotipo escalável ao mesmo tempo em que sua marca fica em destaque. O McDonald’s, por exemplo, pode usar os icônicos arcos dourados sempre que o logotipo tipográfico completo for grande demais para o espaço de destino.

A menos que você já tenha algum design próprio, precisará delegar a alguém a criação de seu logotipo. É possível terceirizar essa tarefa por um custo acessível no Logaster ou lançar um concurso de logotipos no 99Designs.

Para ter mais ideias, não deixe de conferir também a We Do Logos.

7. Expanda e desenvolva sua marca à medida que seu negócio evolui

A construção de uma marca não termina com a criação de um logotipo ou slogan. Sua marca precisa manter a presença e a coerência nas interações com os clientes, desde o tema que você escolhe para o site, a estratégia de marketing que você adota, a forma com que gerencia o atendimento ao cliente e o método de embalagem e envio dos produtos.

Você continuará definindo e desenvolvendo sua marca à medida que expõe mais clientes a ela e aprende mais sobre quem são e como falar com eles.

É importante entender que você nunca terá 100% de controle sobre como as pessoas percebem sua marca.

Você pode conduzir os clientes na direção certa, causar uma ótima primeira impressão e gerenciar sua reputação, mas você não conseguirá controlar as percepções individuais que existem na mente de cada pessoa (por exemplo, se os clientes tivessem uma experiência ruim de atendimento).

Tudo o que você pode fazer é se empenhar ao máximo e fazer com que seu público-alvo se identifique com sua marca. Mas, a essa altura, você provavelmente já dispõe das ferramentas, do conhecimento e dos recursos de que precisa para começar.


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Braveen Kumar

Tradução e localização: Armando Silveiro

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.