Como escrever um blog de sucesso em 5 passos

Como escrever um blog de sucesso em 5 passos

Como Escrever um Artigo de BlogTer um blog permite ensinar, inspirar e envolver um público – e até mesmo gerar tráfego para os seus produtos. Tudo isso em escala!

O blog é uma forma acessível de compartilhar sua voz, seja uma empresa ou um blog pessoal. Porém, essa mesma facilidade dificulta muito se destacar, especialmente levando em consideração que mais de 2,73 milhões de posts de blog são escritos diariamente, e o vídeo é um dos formatos que mais agrada o público.

Mas isso não implica o fim dos blogs. O fato de você estar lendo um blog agora mesmo comprova isso. Na verdade, significa que você deve ter uma abordagem diferente, caso pretenda se destacar da multidão.

Portanto, como garantir que o tempo investido em um blog seja bem gasto?

A resposta mais curta é visualizar a criação de um post de blog da mesma forma como você faria para vender um produto:

  • Você cria uma ideia e a valida.
  • Você obtém os materiais necessários para a produção.
  • Você embala o produto de forma agradável.
  • Você divulga seu produto ao público certo.
  • Você monitora os resultados e tenta aprimorá-los ao longo do tempo.

Porém, antes de começar a redigir, você deve decidir se está mais interessado em escrever por conta própria ou fazer a terceirização desse processo.

Template Icon

Encontre um produto e comece a vender hoje mesmo!

Quer abrir uma loja virtual mas não sabe o que vender? Com a ajuda do nosso guia gratuito e completo, você encontrará produtos com grande potencial de vendas.

Baixar o guia grátis

Contratar um freelancer ou escrever seu próprio conteúdo?

Diversas respostas surgirão para essa pergunta, dependendo para quem você perguntar.

Na minha opinião, a resposta se resume a três aspectos:

  1. Você possui conhecimento sobre seu nicho e seu público?
  2. Você consegue reservar tempo para escrever pelo menos um artigo por semana?
  3. Você é bom de redação, ou precisa melhorar?

Caso se sinta confiante com todas respostas opções acima, você pode optar por escrever por conta própria – pelo menos no início.

Veja o porquê:

  • Inserir seu nome no conteúdo ajudará a construir sua marca pessoal, criando uma conexão mais direta entre seu público e você (enquanto dono do negócio).
  • Você possui mais controle sobre a voz e a direção do seu blog.
  • Você sempre poderá deixá-lo de lado a qualquer momento, caso opte por terceirizar o serviço, além de saber o suficiente sobre marketing de conteúdo para trabalhar melhor ao lado de freelancers.

Se você nunca escreveu um post de blog antes, ou caso não tenha obtido resultados satisfatórios, veja os seguintes 5 passos para criar um blog post de sucesso.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


1º Passo: encontre uma boa ideia para o post (e valide-a)

 Pode ser que você esteja sem ideias, ou cheio de planos, mas antes de mais nada é preciso saber como diferenciar as ideias boas das ruins.

Não dá para sequer começar, muito menos ser bem-sucedido, sem uma ideia e sem estar disposto a investir seu tempo e seu esforço nela.

O conteúdo a ser escrito também dependerá do local da publicação. Caso esteja escrevendo um artigo para outro blog, com o objetivo de atrair o público dele, por exemplo, você deverá pensar em ideias que se alinhem tanto com os leitores quanto com as diretrizes do blog, bem como com seus próprios objetivos. Se estiver publicando em um dos seus próprios blogs, você terá muito mais liberdade.

Há basicamente duas maneiras de avaliar o conteúdo que você pode criar:

  • Conteúdo vitalício permanecerá relevante e continuará gerando tráfego por muito tempo. Com esta abordagem, você estará competindo através da criação de posts de alta qualidade.
  • Conteúdo temático é temporário, porém pode ser uma boa aposta, pois você sabe que as pessoas estão interessadas no assunto neste exato momento. Com o conteúdo temático, você estará competindo ao ser rápido e pioneiro. Entretanto, quando o interesse passar, o tráfego obtido através desse conteúdo também deixará de existir.

Se você pensar estrategicamente, você poderá até mesmo criar conteúdo que atenda a ambos os objetivos, como um guia de moda para o outono que poderá ser reutilizado na próxima vez que a mesma estação chegar.

Validar uma ideia de post é como validar uma ideia de produto – em ambos casos, é preciso provar que existe uma oportunidade, através da análise da demanda para o que você está pensando em oferecer.

Confira alguns locais para visitar, obter inspiração de ideias e confirmar se alguma vale a pena:

  • Twitter: encontre notícias e conversas em alta que você pode aproveitar, caso consiga agir suficientemente rápido.
  • Planejador de Palavras-Chave: para ajudá-lo a analisar o volume de buscas mensais e identificar oportunidades para ficar bem ranqueado no Google através de palavras-chave, bem como avaliar a quantidade de pessoas que está ativamente em busca de informações sobre determinado tópico.
  • Google Trends: para verificar o timing de tendências.
  • Buzzsumo: pode ser uma fonte de inspiração de conteúdo sobre o seu tema que já esteja sendo compartilhado na internet.
  • Seus clientes atuais podem revelar pontos negativos e paixões capazes de inspirar conteúdo.

Você também deve tentar ter uma ideia da concorrência do post que você quer criar. Faça uma rápida busca no Google ou no Buzzsumo. Isso irá ajudá-lo a entender o tipo de interesse que as pessoas têm pelo tema, além de inspirar novas formas de “atacá-lo” com base naquilo que funciona e no que já foi feito.Como escrever um blog Shopify

O próximo passo, assim que você tiver definido uma ideia, é criar um título para o seu post.

Veja alguns modelos de posts que você pode utilizar:

Post com listas: [NÚMERO] + [SUBSTANTIVO] + [ADJETIVO] + [PROMESSA]

Esse tipo de post é fácil de digerir e de se identificar, e simples de criar. São postagens muito semelhantes às do Buzzfeed.

O foco é na curadoria de conteúdo ou em fazer uma coleção de conteúdo, nomes ou citações existentes. Destacar o conteúdo ou as empresas de outras pessoas pode dar um motivo para essas pessoas também compartilharem seu conteúdo com seus públicos.

Exemplo: 7 pratos deliciosos da Índia Ocidental que você precisa experimentar.

Post no estilo “como fazer”: Como [RESOLVER PROBLEMA] + [BENEFÍCIO]

Esses posts geralmente respondem dúvidas urgentes, tornando-se excelentes ativos de longo prazo na atração de tráfego de busca – caso você consiga criar algo competitivo. Além disso, se for possível realmente solucionar o problema dos seus leitores, eles ficarão agradecidos.

Exemplo: Como fazer para que o cabo do seu headphone nunca mais fique embolado.

Post controverso: Por que [ARGUMENTO CONTRÁRIO]

Seu público está acostumado a ouvir sempre as mesmas coisas. Portanto, por que não informá-lo sobre algo contrário do que costumam esperar? Esses artigos precisam de um título que deixe os leitores suficientemente curiosos para clicar, ao mesmo tempo em que fornece argumentos suficientes para apoiar sua afirmação.

Exemplo: Por que correr pode fazer mal para sua saúde

Post de storytelling: Como eu [FUI DO PONTO A PARA O PONTO B]

Esses artigos normalmente destacam histórias de sorte ou experimentos que você realizou, com um toque mais pessoal. Se você estiver relatando sua jornada como empreendedor, compartilhar suas próprias histórias pode ajudá-lo a criar uma conexão verdadeira com seu público.

Exemplo: 10 lições capazes de mudar sua vida que eu aprendi como empreendedor.

2º Passo: crie um esboço do post

Antes de começar a escrever, é importante mapear ao menos uma estrutura geral para seu post, anotando seus subtítulos. Imagine um índice; porém, para um post de blog, e não para um livro.

Assim que você tiver o esqueleto (o leitor deverá compreender a direção do seu post a partir do título e dos subtítulos), é hora de preencher os campos.

Embora o blogging obviamente implique a escrita, veja seu post como se ele fosse um recipiente de palavras, imagens, citações, vídeos, infográficos, slideshows e mais. Não se trata da quantidade de palavras inseridas, mas sim de criar um post que valha a pena ler.

Até mesmo o melhor redator do mundo perderá para a baixa capacidade de atenção dos leitores modernos. Portanto, certifique-se de que haja uma boa quantidade de variedade visual à primeira vista no seu post.

De fato, contar com um elemento visual a cada 75-100 palavras permite que você duplique o número de compartilhamentos sociais em relação aos posts com poucas imagens.

Dependendo do tipo de material que estiver criando, você pode utilizar as seguintes ferramentas:

  • Giphy: para usar gifs divertidos em posts com listas, ao estilo Buzzfeed.
  • Canva: para criar seu próprio mini-infográfico ou dar um toque visual às suas citações.
  • Meme Generator: para criar memes engraçados e adicionar humor ao seu material.
  • Instagram, Facebook ou Twitter: para posts que possam ser incorporados ao seu conteúdo próprio.
  • Vídeos do YouTube ou Vine que possam ser incorporados ao seu post.
  • Diretório de infográficos (em inglês): para procurar infográficos relacionados ao seu nicho e se inspirar.
  • Opções estratégicas de formatação, como negrito ou blocos de citação, para destacar textos importantes ou atraentes.

Tenha seu “leitor ideal” em mente

Em seu livro Sobre a Escrita, Stephen King compartilha uma estratégia que utiliza para manter sua escrita no caminho certo. Ele fala sobre ter um “leitor ideal” em mente – seja ele real ou imaginário – para ter uma voz consistente e uma discussão focada. Em muitos casos, esse indivíduo será o mesmo que seu buyer persona.

Essa é a única pessoa para a qual você está escrevendo, e é seu dever garantir que ela:

  1. Reconheça imediatamente o valor da sua oferta.
  2. Se identifique com a linguagem utilizada (ela poderá não conhecer o tema tão bem quanto você).
  3. Não fique entediada.
  4. Sinta uma conexão com sua voz ou estilo.

Do título até a última linha, mantenha seu leitor ideal em mente e escreva tudo o que for necessário. Não se preocupe muito em corrigir tudo neste momento. É para isso que serve a etapa de edição.

3º Passo: edite e otimize seu post

Um dos maiores erros que qualquer blogueiro pode cometer é escrever algo, somente revisá-lo e publicá-lo, sem antes passar devidamente pelo processo de edição.

A revisão deve ser a última etapa do processo de edição. Há algumas coisas que você deve fazer antes disso.

Certifique-se de que a estrutura do seu artigo seja adequada

O primeiro passo deve ser garantir que o esqueleto do seu post ainda se mantenha por conta própria – é provável que seu conteúdo escrito esteja diferente daquilo que você planejou criar.

Seja crítico – pergunte a si mesmo se você apresentou suas ideias na ordem mais eficiente, da maneira mais eficaz:

  • Você poderia ter utilizado pontos, em vez de uma lista, em algum parágrafo?
  • Você deveria ter criado outra seção ou eliminado alguma que seja desnecessária?
  • Seus subtítulos comunicam com eficiência a “visão geral” do seu post em poucos segundos?
  • Seu título está conectado à sua introdução?

Os efeitos de primazia e recência sugerem que as pessoas se lembram principalmente da primeira e da última coisa que consomem em série. O início e o final do seu artigo ou lista são os locais ideais para suas melhores ideias.

Facilite a pesquisa (para pessoas e motores de busca)

Um bom conteúdo pode gerar ótimo valor através do SEO – caso você facilite sua pesquisa nos motores de busca:

  • Certifique-se de introduzir palavras-chave certas no seu conteúdo, de forma natural.
  • Mencione suas principais palavras-chave no início do seu conteúdo.
  • Escreva alt texts relevantes em todas as suas imagens.

Aprimore também a leitura para as pessoas: insira hyperlinks em textos relevantes, formate frases e palavras-chave em negrito, e utilize opções de formatação.

Para ser sincera, muitas pessoas na verdade não leem de fato todas as palavras do texto. Elas costumam escanear o conteúdo rapidamente – portanto, facilite a vida delas!

Não coloque blocos de texto enormes no seu artigo!

Parágrafos grandes e frases longas são erros que muitos escritores cometem, que podem ser resquícios da época da escola.

O conteúdo pode ser lido com muita facilidade quando apresentado em várias partes pequenas, em vez de alguns blocos grandes.

Quais destes você preferiria ler (ambos contêm cerca de 125 palavras)?

1. Um parágrafo grande

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras hendrerit mauris ullamcorper, sagittis urna eget, fermentum arcu. Nam in tortor id libero consequat lacinia. Donec sit amet egestas lorem, vel dapibus dolor. Morbi facilisis, tellus nec convallis elementum, elit erat tempus justo, a auctor odio mauris mollis dui. Cras at dui eget lectus efficitur pellentesque. Donec eget lacus eu nisi suscipit feugiat. In ultrices dui quis dolor consectetur, id varius sapien scelerisque. Curabitur maximus sapien eget nulla ornare aliquet. Duis eget quam odio. Integer dapibus vel metus quis rhoncus. Praesent scelerisque, massa vel scelerisque dignissim, dolor diam pretium justo, sed tempor mauris massa dictum est. Nunc finibus facilisis tempor. Vivamus ornare volutpat pellentesque. Nulla ullamcorper cursus dui, sit amet vestibulum arcu commodo in.

Ou...

2. Diversos parágrafos menores

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Cras hendrerit mauris ullamcorper, sagittis urna eget, fermentum arcu. Nam in tortor id libero consequat lacinia. Donec sit amet egestas lorem, vel dapibus dolor.

Morbi facilisis, tellus nec convallis elementum, elit erat tempus justo, a auctor odio mauris mollis dui.

Cras at dui eget lectus efficitur pellentesque. Donec eget lacus eu nisi suscipit feugiat. In ultrices dui quis dolor consectetur, id varius sapien scelerisque. Curabitur maximus sapien eget nulla ornare aliquet. Duis eget quam odio. Integer dapibus vel metus quis rhoncus.

Praesent scelerisque, massa vel scelerisque dignissim, dolor diam pretium justo, sed tempor mauris massa dictum est. Nunc finibus facilisis tempor. Vivamus ornare volutpat pellentesque. Nulla ullamcorper cursus dui, sit amet vestibulum arcu commodo in.

Uma regra geral é tentar deixar seus parágrafos com menos de 5 linhas, com pausas frequentes. Além disso, não tenha medo de utilizar frases de uma linha para criar mais espaços em branco e facilitar ainda mais a leitura.

Utilize chamadas para ação claras

A empresa Chart Beat não encontrou nenhuma correlação real entre compartilhamentos e leitura do conteúdo, portanto, também é importante otimizar seu post para a atenção passageira do leitor moderno.

Seja para obter exposição ou gerar tráfego para seus produtos, você tem um motivo para ter um blog. Você deseja que as pessoas façam algo depois de terminar a leitura, por isso, certifique-se de que a ação seja clara e fácil de ser realizada.

Considere oferecer aos leitores a opção de compartilhamento no meio da leitura através da geração de um botão Click-to-Tweet (em inglês), para seduzir os leitores a tweetar estatísticas ou frases atraentes.

Caso seu objetivo seja capturar e-mails, utilize um lead magnet, isto é, ofereça um guia premium ou alguma outra oferta para fazer com que os leitores se cadastrem.

Caso possua uma loja virtual na Shopify, você também poderá realizar vendas dentro do seu post de blog. Basta adicionar um Botão Comprar com sua chamada para ação.

Relógio Produto

Revise seu título e encontre uma imagem principal persuasiva

Seu título e sua imagem principal “vendem” seu post. Seja ele compartilhado no Twitter, por e-mail ou no Facebook Messenger, esses dois elementos (junto com sua metadescrição) são responsáveis pela primeira impressão do seu artigo.

Um bom título evoca curiosidade suficiente no seu leitor para que você consiga um clique.

Ninguém clica em um conteúdo. As pessoas clicam em títulos.

Caso você esteja em dúvida sobre seu título, utilize a ferramenta de análise de títulos da CoSchedule. Ela está em inglês, porém permite analisar o comprimento do seu título e visualizar como ficará no título de um e-mail, em uma pesquisa no Google ou no Twitter. Você também pode simplesmente navegar por outros sites populares do seu nicho para obter inspiração.

Para obter fotos gratuitas de bancos de imagens que podem ser utilizadas no seu post, você pode acessar o Burst e 22 sites incríveis com lindos bancos de imagens grátis.

Por fim, a revisão!

A última tarefa deste passo é a revisão ou correção do texto.

Encontre erros ortográficos e de digitação, revise seus argumentos e certifique-se de que todos os links estejam funcionando.

Se você tem o hábito de ser prolixo (como eu), remova as palavras descartáveis e encontre formas mais curtas de articular seus pensamentos, onde for possível. Você encontrará diversos termos para eliminar no começo das suas frases ou onde houver uma linguagem incerta, como “provavelmente” ou “talvez”.

Leia seu trabalho sem pressa. Melhor ainda: leia-o em voz alta quando estiver realizando o controle final de qualidade.

4º Passo: publique e divulgue seu post

Por fim, chegou o momento de clicar em “publicar”. Caso seja sua primeira vez, a publicação poderá se tornar uma experiência desconfortável.

O que as pessoas irão achar? As críticas são assustadoras.

Porém, você possui um problema potencialmente mais preocupante na mesa: e se ninguém sequer visualizar seu post?

Blogueiro Shopify

O conteúdo, assim como qualquer produto, deve ser divulgado, ou então pode passar despercebido.

Felizmente, existem inúmeras formas de você promover seu post de blog:

  • Divulgue-o em seus perfis nas redes sociais. Não tenha medo de fazê-lo diversas vezes, testando conteúdo e timing diferentes (o Buffer facilita essa parte). Considere até mesmo investir algum dinheiro para levar seu artigo até mais pessoas.
  • Contate pessoas mencionadas no seu post, para que elas também o compartilhem (enviando-o por e-mail ou tagueando pessoas no Twitter ou Facebook).
  • Faça o pin de imagens do seu post no Pinterest.
  • Envie-o à sua lista de e-mails para compartilhar com seus assinantes e clientes.
  • Envie-o a plataformas de descoberta de conteúdo, como StumbleUpon e Flipboard
  • Republique seu post (com um link para a fonte original) em plataformas de blogging com comunidades incorporadas, como Medium, LinkedIn, WordPress ou Tumblr.
  • E mais: confira 15 estratégias para gerar tráfego com o seu blog.

5º passo: meça o desempenho do seu post

É difícil fazer um trabalho melhor na próxima vez, seja qual ele for, quando sequer sabemos como estamos indo inicialmente.

O mesmo se aplica à redação de um post de blog. Você pode ficar inclinado a medir seu desempenho com base no número de compartilhamentos recebidos. Afinal, é assim que você, como leitor, provavelmente julga o sucesso de algum conteúdo pelo qual você navegou.

Embora os compartilhamentos dêm uma ideia de quantas pessoas você conseguiu envolver, analise também:

  • As visualizações, para ter uma  noção melhor do seu alcance.
  • O período que as pessoas passaram na página e taxa de rejeição, para ter uma ideia melhor do engajamento do leitor.
  • Fontes de tráfego, para entender de onde os leitores estão vindo e quais canais de distribuição funcionam melhor.
  • Número de comentários, ou, melhor ainda, quantos deles realmente estão envolvidos (certifique-se também de responder aos comentários, de modo a incentivar novas visitas dos leitores).
  • Conversões, sejam elas para novos assinantes ou vendas.

Além disso, monitore o que as pessoas estão falando e quem está compartilhando seu conteúdo externamente ao seu blog. É simples: basta colar a URL do seu post de blog na busca do Twitter, encontrar as pessoas que estão compartilhando seu conteúdo e envolver-se diretamente com elas.

Incentivar conversas online também ajuda a impulsionar a visibilidade do seu artigo.

Escreva um post que valha a pena ler

Escrever um post de blog pode levar de 30 minutos a várias horas, dependendo do tipo de artigo que você escolher. Seja como for, não é um pequeno investimento de tempo ou esforço. Pelo contrário, trata-se de um investimento que demonstra que você se importa o bastante para compreender seu público e construir uma marca.

Seu sucesso ou fracasso depende da qualidade com que você serve seu público de maneira relevante – seja através de entretenimento, educação, inspiração ou da combinação entre essas três variáveis.

Portanto, para obter bons resultados, leve seu público em consideração, e não olhe apenas para si mesmo.


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Braveen Kumar

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Tópicos:

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.