Como fazer networking no mundo de hoje: dicas e estratégias para criar conexões valiosas

Como fazer networking no mundo de hoje: dicas e estratégias para criar conexões valiosas

how to network

Não importa a sua área de trabalho: seja você estudante, empregado em tempo integral ou empreendedor, saber como fazer networking abre muitas portas.

Hoje em dia, ferramentas como e-mail, LinkedIn, Twitter e eventos offline oferecem um número maior de opções para a criação de conexões valiosas.

Há de se admitir que existe um limite para os resultados e o progresso que alcançamos quando agimos sozinhos.

Somente quando nos conectamos e colaboramos com os outros é que de fato conseguimos alçar novos voos.


    Você tem uma ideia de negócios?

    Crie hoje mesmo uma fonte complementar de renda ou seja em empreendedor em tempo integral.

    Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


     

    O que é networking? 

    how to network

    O networking não é uma atividade apenas para os mais extrovertidos. Também não precisa ser algo completamente egocêntrico ou “artificial”. Além disso, ficou muito mais fácil se fazer networking no mundo cada vez mais conectado de hoje.

    Fazer networking significa criar relacionamentos relevantes com as pessoas a fim de alavancar a carreira ou iniciar um empreendimento através da colaboração com os outros.

    O networking é útil para quase todo mundo porque permite que você:

    • Encontre oportunidades de emprego ou pessoas que preencham suas necessidades de recrutamento.
    • Faça contatos para possíveis oportunidades de co-marketing.
    • Aproveite oportunidades de aprendizado através de mentoria ou grupos de mastermind.
    • Crie o hábito de desenvolver relacionamentos profissionais ao longo de sua carreira.

    Mas antes de aprender a fazer networking de uma forma mais eficaz, veja estas dicas sobre como abordar a questão.

    A regra de reciprocidade

    O interesse próprio é a base de muitas decisões que tomamos e relacionamentos que estabelecemos. Sendo assim, por que novas tentativas de interações de negócios e contato com cold e-mails fazem essa afirmação cair por terra?

    Reciprocidade é um dos princípios de persuasão destacados no livro Influence, do psicólogo Robert Cialdini. O autor explica que as pessoas normalmente gostam de retribuir pelo que recebem.

    Por exemplo, convidar uma pessoa para tomar um café ou uma cerveja é uma forma simples de conhecê-la pessoalmente. Se você oferecer uma amostra grátis para um blogueiro ao entrar em contato, seu produto terá mais chance de aparecer numa postagem.

    “O que eu ganho com isso?”. Essa é uma pergunta que sempre nos fazemos. É também que nos ajuda a criar o hábito de pensar a partir da perspectiva de nosso futuro cliente.

    Se você pretende criar uma conexão com alguém, especialmente se você é quem terá mais vantagens, seja flexível e tenha consciência do quanto vale o tempo dessa pessoa. 

    Compartilhando sua rede de relacionamentos com outras pessoas

    A qualidade de suas conexões vale mais do que a quantidade. Uma gaveta cheia de cartões de visita não significa que alguém seja bem relacionado. O que realmente importa é a qualidade dos relacionamentos reais com as pessoas em sua rede.

    Robin Dunbar, pesquisador na área de psicologia evolutiva, descobriu que existe um número limitado de relacionamentos significativos que conseguimos manter ao mesmo tempoEsse número gira em torno de 150 e inclui sua rede profissional. Por isso, não é de se admirar que as pessoas negociam com esses relacionamentos o tempo todo.

    Talvez você conheça alguém que trabalhe com fotografia de produtos/desenvolvimento front-end/design de logotipos/redação de conteúdo que você possa contatar caso você ou alguém que você conheça precise de um talento específico.

    Ou quem sabe você se dê bem com alguém que tenha conexões com uma empresa que possa ser do seu interesse, e que poderia apresentá-lo a você.

    Como todo relacionamento, esse também precisa ser mantido. Um simples “Olá, tudo bem?” já contribui bastante para isso.

    Ao construir sua rede, você realiza uma troca natural de contatos, favores e habilidades entre os participantes - algo que ocorre o tempo inteiro na vida profissional.

    Desperte mais interesse criando coisas novas

    Seja começando um blog, um canal no YouTube ou uma atividade secundária, fazer coisas fora da sua área principal de atuação facilita o networking. Você não apenas se torna uma pessoa mais interessante e consegue conversar sobre uma maior diversidade de assuntos, mas também faz mais conexões à medida que tenta desenvolver algo por conta própria.

    As publicações, por exemplo, são uma forma simples e eficaz de se fazer novas conexões - especialmente em plataformas como o LinkedIn ou o Medium, que dão acesso aos respectivos públicos-alvo. Além disso, elas ajudam você no desenvolvimento de sua marca pessoal

    Pense naquilo que o torna alguém interessante e diferente, e incorpore esses ideias em uma autoapresentação rápida e eficaz que você pode ter como uma carta na manga para o momento em que precisar. 

    Todo mundo tem uma história original para contar. No entanto, se você não souber por onde começar, adapte o modelo abaixo de acordo com sua própria história, a pessoa com quem você estiver conversando ou o ambiente dessa conversa, seja pessoalmente ou online. 

    Modelo de apresentação rápida:

    Meu nome é [SEU NOME][CARGO] na empresa [EMPRESA]. Nós oferecemos [PRODUTO/SERVIÇO] para [MERCADO-ALVO] para [PROPOSTA DE VALOR].

    Ao contrário de [CONCORRENTE], nós [PRINCIPAL DIFERENCIAL]. Recentemente, [CONQUISTA RECENTE].

    Exemplo:

    Meu nome é Gabriela Jungblut. Sou Criadora de Conteúdo na Shopify. Oferecemos uma plataforma que permite tanto a empreendedores iniciantes quanto à grandes empresas criar e gerenciar as próprias lojas.

    Ao contrário da maioria dos mercados para venda de produtos, na Shopify você pode criar sua loja virtual e desenvolver sua marca com ferramentas específicas para alavancar suas vendas em diversos canais, além de gerenciar seu estoque, começando como uma pequena empresa mas crescendo rapidamente.

    Hoje, mais de 375.000 empreendedores usam a Shopify para turbinar seus negócios.

    Como fazer networking em 2017

    Atualmente, o networking não é mais o que costumava ser. É muito melhor!

    No mundo conectado de hoje, existem mais oportunidades para se construir novos relacionamentos locais e remotos das seguintes maneiras:

    1. Aproveitar o poder dos cold e-mails.
    2. Participar ativamente nas redes sociais para fazer conexões em sua rede.
    3. Buscar oportunidades de fazer networking offline a fim de conhecer gente nova.

    Mas vamos começar com uma estratégia que é muitas vezes subestimada: cold e-mails.

    A arte dos cold e-mails

    Embora o e-mail seja antigo e tenha uma abordagem muitas vezes mais distante, ainda é uma das formas mais eficazes de se conectar com as pessoas, especialmente se forem aplicadas as seguintes ferramentas e táticas.

    Como encontrar (praticamente) qualquer endereço de e-mail

    A parte mais difícil da abordagem por e-mail é conseguir acesso à informações necessárias. Nem todo mundo disponibiliza publicamente o endereço de e-mail.

    O Clearbit Connect (em inglês) é uma extensão do Chrome gratuita para o Gmail com a qual você poderá fazer uma busca por empresa a fim de encontrar e-mails corporativos de pessoas que você deseja contatar, até mesmo no Brasil.

    Através dessa extensão do Google Chrome, é possível buscar pelos autores de uma publicação específica, empresas de produtos e serviços com um possível interesse em parcerias, fundadores de empresas, além de mentores que possam agregar conhecimento. Por exemplo, eu baixei a extensão Clearbit Connect no Google Chrome e procurei pela empresa brasileira NetShoes. O resultado foi que encontrei o e-mail do Marcio Kumruian, CEO da empresa!

    Clearbit Shopify

    Por outro lado, se essa estratégia não der certo e você não conseguir encontrar um contato específico, recorra às redes sociais (mais detalhes em seguida) ou peça a um contato em comum para intermediar as apresentações.

    Abordagem em massa x abordagem personalizada para cold e-mails

    Basicamente, há duas abordagens para cold e-mails.

    “abordagem em massa” para cold e-mails abre mão da personalização e das mensagens direcionadas para poder alcançar mais pessoas com um único e-mail. Não tem como saber quem e mesmo se alguém vai responder, então trata-se realmente do número de contatos que se tenta atingir.

    Só recomendo essa abordagem caso seu objetivo seja notificar um grande grupo de pessoas sobre algo relevante e útil de fato (por exemplo, uma vaga de emprego ou um convite para um evento).

    Mas se você quer estabelecer uma conexão realmente significativa, deve dedicar tempo para aplicar a “abordagem personalizada”. Faça a mesma pesquisa de prospects, utilizando o Google e os perfis de redes sociais, para descobrir quem é essa pessoa e como se conectar com ela da melhor forma antes de entrar em contato.

    Ela está fazendo coisas legais? Vocês têm um interesse em comum? Por exemplo, gostam de fazer escalada? Quanto mais você souber a respeito de alguém, mais recursos poderá usar na hora de enviar um e-mail. Um e-mail autêntico que demonstre que você procurou se informar, prova que não está enviando mais um daqueles e-mails em massa que as pessoas recebem todos os dias.

    De qualquer maneira, eu recomendo usar uma ferramenta gratuita como o Streak CRM para:

    • Personalizar seus e-mails em massa com base em campos como nome e nome da empresa;
    • Salvar templates para personalização no futuro;
    • Manter o registro de quem recebeu seus e-mails e das informações sobre seus contatos;
    • Conferir se os destinatários chegaram a abrir os e-mails - um insight valioso para dar suporte às suas próximas ações.

    A abordagem por e-mail pode ser uma questão de tentativa e erro, e não tem nenhum problema nisso. Capriche na criação do e-mail, porque você só tem uma chance de causar uma boa impressão.

    Como criar um bom cold e-mail

    Todo cold e-mail tem três objetivos:

    1. ser aberto.
    2. ser lido.
    3. convencer o destinatário a realizar algum tipo de ação.

    Para garantir que o e-mail seja aberto, inclua uma linha de assunto curta, convincente e clara. Você só tem cerca de metade do espaço de um tweet de 140 caracteres.

    Acima de 78 caracteres, seu e-mail corre o risco de ser excluído da caixa de entrada pelo destinatário, e há ainda menos espaço quando se considera o limite reduzido de caracteres em dispositivos móveis, e o fato de que 53% dos e-mails são abertos em celulares. Pense em como você pode se destacar frente à enxurrada de e-mails promocionais e profissionais que são enviados diariamente.

    O timing também é muito importante. De acordo com blogs especializados, para aumentar as chances de um e-mail ser aberto, o horários mais eficaz para se enviar um e-mail é geralmente nos dias de semana (segunda à sexta) em faixas de horários específicas (8:00-10:00, 15:00-17:00, 19:00-22:00).

    Para escrever o corpo da mensagem de e-mail, siga esta estrutura:

    1. Apresente-se e explique porque você se interessou em escrever para o destinatário em questão.
    2. Faça um rápido discurso de apresentação e compartilhe informações a seu respeito.
    3. Defina o próximo passo (para se conectar, dar feedback, fornecer mais informações em seu site, etc.)
    4. Não use mais palavras do que o necessário e divida o texto em pequenos parágrafos; afinal, pessoas ocupadas não têm muito tempo para ler.

    Um dos erros mais comuns no uso de cold e-mails é o foco apenas na empresa em vez do foco no prospect. Um bom cold e-mail é prova de que você dedicou tempo para pesquisar sobre a pessoa.

    Adicionar um pouco de personalidade aos e-mails também pode destacá-los em relação às demais mensagens na caixa de entrada dos destinatários e gerar uma resposta. Pode ser com um emoji na linha de assunto ou um GIF no corpo da mensagem se você achar que seu contato possa gostar de um toque divertido.

    Template Icon

    Aproveite estes 7 templates GRÁTIS de abordagem por e-mail

    Faça o download destes scripts de abordagem por e-mail versáteis e eficazes que podem ser facilmente personalizados para atender às suas necessidades específicas.

    Baixar seus templates grátis

    Potencialize sua assinatura de e-mail

    Caso ainda não tenha feito isso, otimize sua assinatura de e-mail com links para seu site, LinkedIn, Twitter e outros perfis em mídias sociais relevantes para que seus contatos saibam mais sobe você. Você pode adicionar a assinatura automaticamente no final de cada e-mail através de configurações no Gmail.

    Networking no LinkedIn e no Twitter

    As redes sociais não se chamariam assim se não fossem boas para se fazer networking. Ao contrário do e-mail, os perfis públicos em redes sociais são uma forma muito mais fácil de se entrar em contato com as pessoas.

    Sua estratégia de networking pode ser separada basicamente em duas abordagens:

    • Inbound: Quando as pessoas encontram você porque estão intencionalmente procurando por você mesmo ou por pessoas com um perfil semelhante, ou então encontram você por acaso por causa de sua atividade pública online.
    • Outbound: Quando você chega até outras pessoas online através de uma postagem pública ou mensagem direta.

    Neste artigo, vamos explorar duas das melhores plataformas para networking: LinkedIn e Twitter.

    Como usar seu perfil no LinkedIn do jeito certo

    Muita gente se limita a usar o perfil do LinkedIn como um currículo online. Na realidade, o LinkedIn reúne cerca de 500 milhões de profissionais organizados por área de atuação, competências e conexões em comum.

    Além disso, quando alguém procura por você no Google, o LinkedIn é uns dos principais resultados; assim, você consegue ser encontrado tanto dentro quanto fora da plataforma.

    O gráfico abaixo mostra os principais elementos de um bom perfil do LinkedIn com maiores chances de ser encontrado. Veja o infográfico completo no site Leisure Jobs e aprenda a aproveitar o LinkedIn ao máximo. 

    No LinkedIn, você também consegue entrar em contato com pessoas na sua rede através de mensagens diretas. Há uma ressalva, no entanto. Vocês precisam ser conexões um do outro. É possível pagar para enviar mensagens para pessoas fora da sua rede com o recurso InMail do Linkedin, mas é preciso ter uma conta Premium.

    Ao enviar um convite de conexão, aumente as chances do destinatário aceitar sua solicitação personalizando a mensagem com uma breve apresentação e explicação sobre as vantagens dessa conexão.

    O Twitter é ainda melhor que o LinkedIn para fazer networking

    O Twitter sempre foi um meio termo entre o Facebook e o LinkedIn em termos de plataforma social. Com certeza, é muito mais adequado para conversas que não têm nada a ver com trabalho. Felizmente, o Twitter se aproxima mais do LinkedIn no que se refere a networking e novas conexões online. Para ser sincero, na minha experiência, é ainda melhor.

    Como um fórum público, o Twitter é um dos melhores lugares para conversar com estranhos e encontrar as pessoas certas com base no tipo de tweets que enviam.

    Assim como no LinkedIn, você pode otimizar sua biografia no Twitter para comunicar o que você faz e quem você é, bem como incluir informações pessoais que revelem seus interesses. Inclua em sua biografia palavras-chave que sejam muito frequentes em buscas (como o cargo e a área de atuação) para que as pessoas encontrem você com mais facilidade.

    Se você tem a intenção de se conectar com pessoas em uma cidade específica, utilize a ferramenta Busca Avançada do Twitter para procurar contatos com base na localização, cargo, empresa ou qualquer outra informação que conste no perfil.

    Twitter Shopify

    Assim como ocorre no LinkedIn, um dos obstáculos no Twitter é que, a menos que o usuário altere as configurações de privacidade da conta, você só poderá enviar mensagens privadas diretas para quem for seu seguidor.

    Se alguém que você deseja contatar não for seu seguidor, veja o que você pode fazer:

    1. Passe a seguir o perfil para possibilitar a troca de mensagens.
    2. Mencione o perfil em um tweet (utilizando @nomedeusuario) para começar uma conversa pública.
    3. Peça que enviem um convite a você para iniciar uma conversa.  

    As listas do Twitter são um recurso muito pouco utilizado, mas extremamente útil para manter relacionamentos com quem você conhece na plataforma. Seu feed principal no Twitter ficará rapidamente lotado com todo tipo de tweets; no entanto, o foco da Lista será apenas as pessoas específicas que você decidir adicionar. 

    Crie listas particulares para adicionar pessoas que sejam do seu interesse e manter guias para acompanhar suas atividades. Para isso, crie no ícone do seu perfil, depois clique em listas, conforme a imagem abaixo.

    Twitter Shopify

    Depois clique em "Criar nova lista".

    Twitter Shopify

    Por último, defina o nome da lista, escreva uma descrição opcional e escolha se quer que a lista seja pública ou privada. Pronto, simples assim!

    Twitter Shopify

    Procure se envolver com seus amigos do Twitter - através de Curtidas, Retweets ou, melhor ainda, conversas - não para obter vantagem no futuro, mas porque ao tê-las em uma lista exclusiva, você mostra que tem consideração por elas.

    Talvez você esteja se perguntando porque o Facebook não está nesta seção. A razão é que, embora os Grupos do Facebook sejam uma ótima maneira de encontrar pessoas com interesses parecidos, eu não recomendo enviar mensagens para quem não conheça você diretamente através do perfil pessoal do Facebook, especialmente se não for público.

    O Twitter e o LinkedIn são geralmente usados como canais profissionais, mas as conexões do Facebook são geralmente reservadas para amigos, parentes e conhecidos. Por isso, cold e-mails talvez não sejam bem-vindos pela maior parte das pessoas.

    Conectando-se com pessoas offline

    Mesmo em um mundo cada vez mais virtual, as conexões mais profundas e eficazes são sempre as presenciais. Eventos para networking offline ainda são muito populares; além disso, são melhor organizados atualmente graças à tecnologia.

    Se você se interessa por eventos locais que atraiam pessoas com um perfil semelhante ao seu, veja algumas das melhores plataformas para encontrá-las:

    Antes de comparecer a um evento, procure saber quem é o público-alvo.

    Ainda que os encontros tradicionais de networking sejam bacanas, em vez disso eu recomendo a participação em workshops e palestras, porque este tipo de evento favorecem um contato mais direto que favorece o networking. Além de agregar novos conhecimentos, você terá uma noção mais clara das pessoas que irá encontrar, já que esses eventos atraem públicos mais específicos.

    Utilize de estratégia para selecionar um evento. Se sua intenção for conhecer influenciadores do Instagram, por exemplo, uma boa ideia é comparecer a um Instameet perto de você.

    Não se pode falar em networking off-line sem mencionar cartões de visita.

    Os cartões de visita ainda são relevantes quando se pode encontrar contatos on-line?

    Sim. Em primeiro lugar, trocar cartões de visita é mais ágil e mais pessoal do que compartilhar informações de contato por celular, e mostra que você já está pronto para estabelecer conexões. Além disso, resume sua marca pessoal de forma compacta, e serve de convite para que as pessoas entrem em contato com você.

    Você pode criar seu próprio cartão de visita de forma rápida e gratuita com o Gerador de Cartão de Visita, agora disponível na Play Store como o aplicativo Cartão de visita grátis para Android.

    Cartão de visita Shopify

    Networking para os tímidos

    Os extrovertidos costumam se dar muito bem em ambientes de networking. No entanto, caso você se encontre no lado mais introvertido do espectro social (como eu), siga estas dicas úteis que deverão facilitar sua vida:

    1. Todo mundo está ali para conhecer pessoas. Basta dizer “Oi, tudo bem?” e se apresentar. Ao ouvir o nome de alguém, repita imediatamente para conseguir se lembrar dele depois.
    2. Faça perguntas e ouça as outras pessoas. É uma maneira bacana de iniciar uma conversa e se acostumar com as pessoas.
    3. Não fique com vergonha de seguir em frente. Simplesmente diga que foi um prazer conhecer a pessoa e que vai circular pelo ambiente; dê um aperto de mãos e troque cartões de visita ou informações de contato, caso queira manter contato.
    4. Sempre é possível evitar conversas casuais, desde que você tome a iniciativa.  

    Também vale lembrar que você não é obrigado a ficar até o final do evento. Se você não estiver gostando, sempre há uma próxima vez.

    O networking abre portas

    Aprender a fazer networking de forma eficaz não é apenas uma habilidade no mundo dos negócios.

    Conhecer pessoas e estabelecer conexões podem ajudar a desenvolver sua carreira, encontrar mentores e a criar seu próprio negócio, além de abrir portas no futuro.  

    As pessoas costumam dizer que “não se trata do que você sabe, mas de quem você conhece”. No entanto, essa é uma visão superficial a respeito dos relacionamentos. No fundo, somos como peças de um quebra-cabeças com necessidades que se encaixam em diferentes ocasiões. 

    Às vezes, “você conhece alguém” cujo talento é necessário para outra pessoa. Às vezes, você precisa desse alguém. Às vezes, você é esse alguém para outro alguém. Mas você só vai se beneficiar dessas conexões se investir tempo para construir sua rede.


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

    Post original em inglês: Braveen Kumar

    Tradução e localização: Armando Silveiro

    Você tem dúvidas sobre a Shopify?

    Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

    atendimento@shopify.com

    Tópicos:

    Comece já o seu teste grátis de 14 dias.