Como Fazer Sua Primeira Venda em 30 Dias com Marketing

Como Fazer Sua Primeira Venda em 30 Dias com Marketing

Como Fazer Sua Primeira Venda no E-commerce

Se você ainda não começou seu novo negócio ou vem tentando obter vendas sem bons resultados, conquistar seu primeiro cliente real é um marco essencial para todo empreendedor da área de e-commerce.

Porém, fazer o marketing leva tempo e requer foco.

Com literalmente centenas de canais e táticas, bem como diferentes formas de promover seu negócio, pode ser difícil analisá-las para encontrar aquelas que mais fazem sentido ao seu negócio único, produzindo resultados imediatos.

Além disso, é fácil cair na armadilha de modificar sua loja infinitamente para buscar a perfeição, em vez de investir essa atenção na parte mais importante: gerar tráfego para sua loja.

Por Que o Tráfego é Especialmente Importante às Novas Lojas Virtuais

Como proprietário de uma nova loja online, é fácil ser pego na “ilusão do aprimoramento” e começar a alterar as cores da marca, mexer nas fontes, adivinhar seus preços e ficar preso nos detalhes enquanto você constrói um negócio a portas fechadas.

O aprimoramento verdadeiro, por outro lado, somente é possível quando você expõe seu negócio ao mundo. Não dá para realmente saber o que você está aprimorando até que estabeleça um padrão de referência que possa ser quantificado por meio de números. Por isso que o tráfego é tão importante.

Você não saberá se há qualquer interesse pelos seus produtos, caso não gere tráfego.

Você não saberá se seus preços estão muito altos, caso não gere tráfego.

Você não saberá se sua marca se identifica com seu público-alvo, caso não gere tráfego.

É por isso que eu proponho um desafio: caso já esteja ganhando dinheiro com sua loja virtual, invista os próximos 30 dias focando na geração de tráfego acima de tudo.

Para ajudá-lo a potencializar seu marketing, eu organizei algumas das estratégias de marketing mais amplamente utilizadas em uma checklist que você pode usar para concentrar seus esforços, juntamente com materiais voltados a iniciantes e que ensinam como executá-las.

Vamos começar esta checklist com fontes de tráfego gratuitas e simples para dar os primeiros passos, antes de seguir para o marketing mais segmentado, o qual poderá exigir que você invista algum tempo e dinheiro.

Template Icon

Faça o desafio da primeira venda em 30 dias.

Baixe esta checklist e a mantenha em mãos nos próximos 30 dias, executando o máximo de estratégias possível para gerar o máximo de tráfego (e vendas) que você puder.

Baixar checklist

Caso uma tática não se aplique à sua loja virtual e àquilo que você está vendendo, descarte-a. Se você vende teclados, por exemplo, o Pinterest provavelmente não será sua primeira escolha.

Certifique-se de configurar o Google Analytics com antecedência e permanecer bastante atento ao seu tráfego enquanto você experimenta cada tática de marketing.

Isso dito, prepare-se para passar os próximos 30 dias em meio a muitos fracassos rumo à concretização da sua primeira venda.

Fontes de Tráfego Gratuitas: Perseguindo o Lado Mais Fácil

Fontes de Tráfego Grátis

As primeiras fontes de tráfego que você deve considerar explorar são aquelas gratuitas que envolvem o compartilhamento da sua loja online manualmente com sua rede e com as comunidades online que forem relevantes.

Como essas fontes de tráfego são muito fáceis de criar e estão disponíveis a todo proprietário de loja online, elas são um ótimo ponto de partida.

Lembre-se das seguintes dicas enquanto você faz uso dessas fontes de tráfego:

  1. Considere oferecer um código de desconto para atrair as pessoas a conferir sua loja virtual, pelo menos.
  2. Adicione a URL da sua loja aos seus perfis pessoais online (como sua biografia do Twitter ou seu perfil do Disqus para comentários no blog), para que cada ação que você realize online possua potencial para gerar tráfego à sua loja.
  3. Não faça spam ao mesmo público repetidamente com mensagens promocionais de baixa qualidade.

Aproveite Suas Redes Pessoais

Primeira Venda 2

Tradução: As primeiras 3-4 vendas vieram de amigos e colegas que me conheciam pessoalmente. Dentro de um mês, começamos a obter solicitações e vendas no website a partir de clientes desconhecidos.

Fundador da Parinita Sarees (Roupas)

Muitos empreendedores obtêm suas primeiras vendas a partir de suas conexões pessoais, e não há nada de errado nisso.

Portanto, compartilhe sua loja nos seus perfis pessoais do Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram e Snapchat para divulgá-la a toda a sua rede.

Considere ainda enviar um e-mail diretamente às suas conexões mais próximas para divulgar a notícia sobre o lançamento da sua loja virtual. Peças-lhes explicitamente para fazer uma doação – eles não precisam comprar com você para mostrar seu apoio.

Embora quaisquer vendas obtidas dessa forma não sejam tão prazerosas quanto o momento em que você ganha a plena confiança de um estranho e o transforma em cliente, essa é uma boa forma de solicitar feedback antecipado.

Caso você não obtenha nenhuma venda com essa medida, não se sinta desanimado, pois ela consiste na fonte de tráfego menos qualificado de toda a lista.

Recomendado para: qualquer pessoa (pois todos temos amigos/familiares/colegas de trabalho), mas principalmente aqueles que já estão razoavelmente ativos online e possuem grandes redes de contato pessoais no Facebook, Instagram, Snapchat, Twitter ou LinkedIn.

Publique em Fóruns, Subreddits, Grupos do Facebook, etc.

Não subestime o valor de inserir um link para sua loja no local certo.

Fóruns como o Reddit e comunidades online como os Grupos do Facebook representam uma oportunidade para atingir pessoas organizadas em torno de interesses específicos. Basta pesquisar interesses relacionados ao seu negócio.

Compartilhe um link para sua loja online (talvez, com um código de desconto) em comunidades online e fóruns frequentados pelo seu público. Seu sucesso será maior, caso você já seja um membro ativo.

Melhor ainda, agora que está oficialmente embarcando na sua jornada empreendedora, você pode obter ajuda e suporte com outros empreendedores experientes nas seguintes comunidades:

Como eu disse, essas são fontes gratuitas de tráfego e de feedback antecipado.

Recomendado para: lojas online que segmentam grupos de interesse específicos (por exemplo, donos de cães). Entretanto, todos podem se beneficiar dos grupos de suporte online com foco em empreendedorismo, no objetivo de obter ótimos feedbacks a partir daqueles que já possuem experiência prévia.

Publicidade Paga: Você Precisa Gastar Dinheiro para Ganhar Dinheiro

Anúncios na Internet

Colocado de forma simples, a melhor forma de obter tráfego segmentado rapidamente é através da publicidade paga.

A boa notícia é que a maioria dos canais de publicidade paga permite que você pague por clique – e, em alguns casos, é possível começar com um orçamento de apenas US$ 10.

Cada plataforma de publicidade é diferente, e você deve optar pelos canais com base nos tipos de usuários que deseja acessar e nas ferramentas oferecidas para tornar isso possível. Caso esteja segmentando países específicos, você pode até mesmo analisar quais redes sociais são populares em determinados mercados.

Antes de explorar o marketing pago nas redes sociais, certifique-se de preencher o feed dos seus perfis principais com diversos posts (a curadoria de conteúdo é a forma mais simples), para que eles não estejam com baixa atividade quando os visitantes os acessarem.

Caso esteja com problemas, considere contratar o Kit para ajudá-lo com seus esforços de publicidade paga – um funcionário virtual gratuito até que você faça sua segunda venda.

Template Icon

O Kit pode ajudá-lo com isso.

O Kit auxiliou milhares de lojistas do Shopify a divulgar suas lojas online. Ele cuida da publicidade no Instagram e Facebook, bem como do e-mail marketing e das publicações nas redes sociais, para ajudar a gerar vendas e expandir seu negócio.

Contrate o Kit gratuitamente

Publicidade no Facebook

O Facebook é uma das redes sociais mais populares e possui a mais diversificada base de usuários em termos de idade, renda, gênero e etnia.

É por isso que uma ampla variedade de marcas pode se beneficiar das opções de segmentação da publicidade no Facebook, as quais incluem idade, gênero, profissão, local e interesse, para atingir seus clientes ideais.

A última opção – interesse – é especialmente útil, pois você pode utilizar as páginas curtidas pelas pessoas no Facebook como base para construir perfis psicográficos capazes de determinar quem deve ser atingido pelos seus anúncios.

Recomendado para: lojistas com uma ideia clara sobre quem são seus clientes ideais, bem como das preferências destes. Uma loja que venda camisetas com referências à cultura pop, por exemplo, pode facilmente encontrar seu público no Facebook, caso você segmente pessoas que expressaram interesse por ícones da cultura pop.

Leia: Introdução aos Anúncios do Facebook para E-commerce

Publicidade no Instagram

O formato visual do Instagram e seu público predominantemente formado por millennials não são os únicos apelos da plataforma.

Ela também possui uma das mais engajadas bases de usuários entre as redes sociais, tornando-a não apenas uma ótima plataforma para o marketing de influenciadores (falaremos mais sobre isso em breve), como também para que seus posts regulares e não pagos atinjam um bom número de pessoas, caso você utilize hashtags relevantes.

Porém, no caso da publicidade no Instagram, você pode exibir seu próprio anúncio visual nos feeds de outros usuários para gerar tráfego à sua loja, entre outros objetivos.

Recomendado para: negócios de moda, gastronomia, fitness e quaisquer outros segmentos verticais nos quais a parte visual é essencial. Se você possui fotos de produtos encantadoras e de alta qualidade, e caso queira anunciar para millennials, experimente o Instagram.

Leia: Guia de Introdução à Publicidade no Instagram

Marketing no Pinterest

O Pinterest é um canal normalmente subestimado. Porém, ele também é aquele com uma das bases de usuários mais claramente definida, consistindo principalmente (70%) de mulheres, muitas das quais possuem renda disponível. Além disso, você pode gerar um tráfego significativo através de esforços gratuitos e pagos.

O comportamento no Pinterest é semelhante ao scrapbooking (personalização de álbuns de fotos), no qual os usuários criam painéis para reunir e salvar “Pins”, de acordo com temas específicos. Ele é frequentemente utilizado para planejar eventos, salvar artigos interessantes e fazer curadoria de peças de vestuário – portanto, lembre-se disso ao considerar o Pinterest.

Dos Pins Promovidos aos Pins Compráveis, o Pinterest oferece diversas ferramentas para facilitar a divulgação na plataforma.

Recomendado para: negócios de moda, home décor, gastronomia, trabalho artístico, designs e outros segmentos verticais nos quais a parte visual brilha.

Leia: 5 Poderosas Ferramentas Novas para Expandir Seu Negócio no Pinterest

Google AdWords

A primeira coisa que muitas pessoas fazem quando desejam comprar algo é pesquisá-lo no Google. O Google AdWords ajuda seu site a estar disponível quando as pessoas fizerem isso.

O AdWords oferece algumas opções diferentes, incluindo anúncios de texto que são exibidos em destaque nos resultados de busca, bem como anúncios do Shopping, que exibem a foto e o preço do seu produto em um formato mais voltado à compra.

Faça pesquisas de palavras-chave para conferir o volume de busca em relação a termos que seu público-alvo possa estar buscando.

Muitas pessoas acham o AdWords intimidante, devido à sua interface complexa. Portanto, considere contratar um Especialista do Shopify, caso você queira aproveitar a oportunidade, mas delegá-la a terceiros.

Recomendado para: produtos em alta, negócios locais e produtos/serviços com alto volume de buscas.

Leia: Como Investir Seus Primeiros US$ 100 no AdWords

Alcance: Conectando-se com Públicos Existentes

Alcance

As notícias sobre sua marca não serão muito eficientes, caso sejam oriundas apenas da sua pessoa. Felizmente, a internet possibilitou a qualquer um construir uma plataforma – e, como resultado, a realização de uma parceria entre você e ela.

As táticas seguintes não apenas o ajudam a gerar tráfego, como também frequentemente o fazem através da criação de uma unidade de conteúdo – uma notícia ou avaliação de produto, por exemplo – que auxilia você a construir a credibilidade da sua marca online.

Através de cada oportunidade criada com êxito a partir dessas estratégias de proximidade, você matará dois coelhos com uma única cajadada.

Entretanto, ao enviar seu discurso de vendas no objetivo de criar esses relacionamentos, você deve perguntar-se constantemente: “O que eles ganham com isso?”

Aproxime-se dos Bloggers

Primeira Venda 3

Tradução: Nós lançamos uma campanha bem-sucedida no Kickstarter, por isso, já tínhamos uma base sólida de seguidores, mas eu diria que nossas primeiras vendas vieram dos meios de comunicação/blogs. Eles realmente ajudaram a divulgar nossa marca.

Fundador da recess (Carteiras masculinas)

Confira um segredo não muito confidencial sobre conteúdo online:

Os publicadores estão sempre em busca de conteúdo e histórias novas para contar.

Através de um sólido discurso de vendas, baseado em uma boa história ou em um produto interessante, você pode potencialmente ganhar espaço em um blog ou publicação cujos leitores sejam seus clientes ideais.

Procure por publicações que coincidam com seu nicho e tente pedir para:

  • Escrever um guest post: compartilhando sua experiência sobre um assunto, utilizando sua biografia de autor para descrever e criar um link para seu negócio.
  • Obter avaliações de produto: entregando seu produto gratuitamente a um blogger em troca de uma avaliação.
  • Contar uma notícia: utilizando a atraente história da sua origem ou seu produto exclusivo como gancho para um material com o mesmo estilo de uma entrevista.

Independentemente do que escolher, seu discurso de vendas deve ser interessante, não somente ao escritor ou editor do qual você estiver se aproximando, como também ao público dele. Considere primeiramente as publicações baseadas na “compatibilidade” ideal, e posteriormente analise o tamanho da base de leitores delas.

Recomendado para: empreendedores com históricos interessantes, produtos exclusivos que os bloggers nunca viram antes e empreendedores que possam compartilhar sua experiência em seus nichos.

Leia: Como a Proximidade com Bloggers Pode Ajudar o Seu Negócio de E-commerce a Crescer

Busque Parcerias Estratégicas

As parcerias podem ser uma ótima forma de levar seus produtos à frente dos clientes de outra pessoa.

Aqui, a chave é procurar marcas não concorrentes e de perfil semelhante que atualmente atraiam os tipos de pessoas que você está buscando.

Pode levar algum tempo e sorte para encontrar e criar essas oportunidades, mas, por outro lado, você pode explorar sua criatividade quanto à natureza da parceria:

  • Realize um concurso com seu produto como prêmio.
  • Inclua amostras do seu produto ou descontos exclusivos junto com produtos complementares (ex.: uma amostra de mix de bebida junto a cada encomenda das garrafas de água do seu parceiro).
  • Patrocine um evento.

Recomendado para: empreendedores que já estão conectados a outros empreendedores do seu nicho e que possuam contatos em organizações relevantes que não sejam seus concorrentes, ou pessoas com habilidades de vendas e desenvolvimento de negócios.

Leia: Co-Marketing: Como Atingir Novos Clientes com Parcerias Estratégicas

Trabalhe com Influenciadores

As grandes marcas não são as únicas que podem aproveitar o apoio de celebridades para divulgar seus produtos.

Você pode trabalhar com influenciadores – criadores com públicos consideráveis no seu nicho – para aproveitar uma base de fãs existente quanto ao tráfego, bem como obter a criação de conteúdo sobre seus produtos.

Os influenciadores estão presentes em todos os canais, do YouTube ao Instagram. E, embora seja possível aproximar-se diretamente deles para negociar, existem diversos mercados de influenciadores que conectam os criadores às marcas:

  • Grapevine: um dos mais populares mercados de influenciadores.
  • Famebit: os patrocínios começam a partir de US$ 100, mas os influenciadores devem possuir no mínimo 5.000 seguidores para conseguir ser listados aqui.
  • Crowdtap: menor do que os outros em escala, este mercado permite que você incentive pequenas “tarefas” de criação de conteúdo por meio de dinheiro e de outras recompensas.

Recomendado para: produtos de moda e tecnologia. Também há uma grande oportunidade para as marcas de estilo de vida divulgarem seus produtos no contexto da fotografia de estilo de vida, através do trabalho com influenciadores do Instagram em particular.

Leia: Guia de Introdução ao Marketing de Influenciadores no Instagram

Marketing de Guerrilha

Você não precisa gerar todo o seu tráfego online. Caso esteja com dificuldades para fazer suas primeiras vendas, leve seu marketing para o mundo offline e faça a divulgação por conta própria.

Se você vende coleiras para cães, por exemplo, visite seu parque local e distribua panfletos enquanto conversa com as pessoas.

Caso você consiga transformar facilmente seu produto em amostras, considere distribuí-las gratuitamente. Ou, talvez, abra uma loja pop-up.

O marketing de guerrilha envolve uma combinação de coragem e criatividade, mas, no mundo conectado no qual vivemos, nunca foi tão fácil dizer “acesse meu website” para alguém offline e observar isso se transformar em tráfego online.

Recomendado para: negócios locais ou empreendedores que descobrirem um lugar com o tipo de público offline que atraia os tipos de clientes que eles desejam. É ainda melhor se você for uma pessoa desinibida que não tenha problemas em fazer-se ouvir.

Leia: 5 Táticas de Marketing de Guerrilha de Baixo Custo para Expandir Seu Negócio Online

Analise e Reflita: Você Ficará Cada Vez Melhor

Espero que, neste ponto, você tenha experimentado táticas suficientes para observar um aumento no tráfego do seu e-commerce, talvez até algumas vendas.

Este desafio tem como objetivo ser um exercício para a criação de um ciclo de feedbacks, no qual você expõe sua loja virtual ao tráfego, define um parâmetro de referência para o desempenho dela, e, então, tenta aprimorá-la.

Portanto, agora, você pode começar a diagnosticar os problemas com sua loja online através da verificação do seu painel de dados analíticos (tanto no Shopify quanto no Google Analytics) e do feedback recebido após promover sua loja agressivamente.

Existem diversos motivos pelos quais os clientes podem não estar comprando com você, sendo possível fazer suposições com base no comportamento do seu tráfego:

  • Se você possui uma alta taxa de rejeição (ou seja, os visitantes chegam à sua loja e saem imediatamente), seu tráfego pode ser de baixa qualidade ou sua loja pode estar demorando muito para carregar (você pode testar a última opção aqui).
  • Caso nenhum dos seus visitantes tenha adicionado produtos ao carrinho de compras, pode ser que você não tenha alcançado a sua adequação de produto/mercado (nesse caso, você deverá encontrar o nicho certo ou experimentar produtos diferentes). Ou, talvez, eles simplesmente não confiam na sua loja suficientemente para comprar nela.
  • Se você possui muitos carrinhos abandonados durante o checkout, talvez precise reconsiderar seu frete.

Com base nesses aprendizados, você pode começar a mudar os aspectos da sua loja, para que aumente suas chances quando estiver pronto para outra rodada de marketing.

Se você estiver no clima para conhecer mais ideias de marketing, confira nosso guia: 50 Formas de Fazer Sua Primeira Venda.

Você Precisa Aparecer para Crescer

Gerar tráfego tem tudo a ver com ligar os pontos entre sua marca e seus compradores em um mundo de possibilidades cada vez maiores. Em parte, é isso o que faz do marketing algo tão impressionante – o fato de que simplesmente existem muitas oportunidades disponíveis.

Não existe uma abordagem única. Explorar, experimentar, fracassar e aperfeiçoar é a única forma de descobrir o que funciona com você. Portanto, leve sua loja virtual ao conhecimento de todos, pois essa é a única maneira de crescer.

Sobre o autor

Braveen Kumar é escritor do Shopify, onde desenvolve recursos para capacitar empreendedores a começar e alcançar o sucesso nos negócios.

1 comentários

  • Clemilson Ferreira
    Clemilson Ferreira
    May 14 2017, 10:01AM

    Gostaria de saber se o shopify indica fornecedores para parcerias .

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.