Blogs da Shopify

Como prevenir a síndrome de burnout

Tired woman, preventing burnout | Shopify Retail blog

É cada vez mais comum ver empreendedores esgotados com o caos que é ter um negócio de varejo. Em geral, o trabalho costuma ficar mais puxado com a proximidade do Black Friday Cyber Monday e das festas de fim de ano. Tentar dar conta de tudo sozinho pode deixar qualquer um suscetível à exaustão, seja por falta de recursos, por medo de delegar tarefas ou por uma obsessão em se sentir produtivo.

Esses sentimentos são velhos conhecidos de muitos empreendedores:

  • De acordo com uma pesquisa (disponível somente em inglês) realizada pela Gallup, 45% dos empreendedores admitem se sentir estressados em comparação com 42% dos “outros trabalhadores” (neste caso, trabalhadores empregados versus trabalhadores autônomos). O primeiro grupo também afirma que tem mais chance de “se preocupar muito” em comparação com os trabalhadores empregados (34% versus 30%).
  • Um estudo (também disponível em inglês) conduzido pela Harvard Business Review sugere que os empreendedores têm mais risco de sofrer esgotamento porque, em geral, são muito apaixonados pelo que fazem e tendem ao isolamento social, têm redes de segurança limitadas e costumam trabalhar com altos níveis de incerteza.

DICA DE LEITURA: descubra o verdadeiro custo do burnout e como evitá-lo.

Conversamos com cinco empreendedores e coaches de empreendedorismo para definir o que é burnout, descobrir como identificar os sinais desse esgotamento e como se recuperar dele. Também trouxemos algumas dicas de hábitos que devemos adquirir para não surtar em 2019. Nossos conselheiros de hoje são:

  • Alison Gilbert, fundadora do Project AG, um parceiro estratégico para empreendedores de primeira viagem.
  • Dominique Mas, coach de vida do grupo de coaching High Achievers Series.
  • Jason Portnoy, presidente da JPORT Media, uma agência de publicidade e marketing digital, e fundador da marca de roupas True Rivalry.
  • Samara Zelniker, coach de saúde e bem-estar, e fundadora do Mindfulness Matters.
  • Kelly Lynn Adams, empresária, coach de vida transformacional e fundadora do After 5 Club.

Burnout: sinais e sintomas

Os sintomas do burnout muitas vezes podem ser confundidos com os sintomas de exaustão, depressão e ansiedade. Para se recuperar do burnout e evitar sua recorrência, é fundamental diagnosticá-lo corretamente.

Segundo o portal canadense Psychology Today, os especialistas definem o burnout como “um estado de estresse crônico que gera sinais e sintomas” em três áreas abrangentes da saúde humana: física, emocional e mental, com a possibilidade de sobreposição e acometimento simultâneo dessas categorias.

O portal ainda lista alguns dos sintomas comuns que definem a síndrome de burnout e que merecem ser observados com atenção, especialmente quando não são característicos da pessoa:

  • Fadiga crônica ou insônia (ou ambos);
  • Irritabilidade;
  • Sensação de estar em um beco sem saída; sentimentos de ineficácia e insatisfação (Gilbert explica este sintoma com uma metáfora: “é como se você estivesse cozinhando melaço: você está lá, mexendo a colher, uma tarefa aparentemente simples de fazer, mas que lhe parece hercúlea.”);
  • Sensação de impotência e incapacidade de lidar com as coisas da vida;
  • Redução do desempenho cognitivo (por exemplo, a incapacidade de pensar de forma lógica e tomar decisões);
  • Falta de motivação para trabalhar e/ou socializar.

6 estratégias de recuperação

Take a break to help burnout | Shopify Retail blogDar a volta por cima do burnout exige esforço, autorreflexão e autocuidado. Embora a sua falta de tempo (percebida ou real) impeça que você se dê uma folga e pratique os hábitos a seguir, Dominique Mas ressalta que os rituais de autodesenvolvimento nos “permitem tomar consciência e reciclar a nossa perspectiva de vida”.

1. Avalie o seu comportamento. Mas recomenda reservar um tempo para refletir sobre o seu esgotamento mental, físico e/ou emocional. Isso vai ajudar você a ganhar consciência sobre as causas do seu esgotamento.

2. Trace limites claros — e não abra mão deles. O que pode realmente ser feito que levará você para mais perto do que você quer alcançar? Assuma apenas essas tarefas que vão realmente fazer você chegar lá.

Diga “não” para qualquer coisa ou pessoa que esteja sugando o seu tempo e energia, seja uma tarefa que pode ser concluída mais rapidamente por outra pessoa ou um fornecedor que te dá mais dor de cabeça do que lucros.

Acima de tudo, lembre-se que você não pode fazer tudo.

DICA DE LEITURA: leia mais sobre a importância de delegar tarefas.

3. Tire uma folga. Desligue o celular e fique longe do trabalho para se envolver em atividades que você adora fazer com pessoas que você ama. Isso ajudará você a repor suas energias físicas, mentais e emocionais.

Mas sugere anotar essas atividades na agenda e encará-las como reuniões e compromissos de verdade com você mesmo. Muitas pessoas priorizam seus compromissos com os outros, mas não se dão a mesma importância e respeito.

4. Viva plenamente o momento de folga. Nós somos muito mais produtivos quando tiramos um tempinho para descansar.

“Passe a ouvir o seu corpo e perceba em qual momento do dia você está com a energia baixa. Faça isso mesmo que seja para descobrir que você é mais produtivo em pequenos sets de trabalho de 20 minutos. Assim que começar a se sentir cansado, faça um intervalo, vá caminhar, ligue para um amigo ou parente.

Em outras palavras, faça alguma coisa para sair do ambiente que está disparando o seu esgotamento e retome a tarefa quando se sentir mais energizado”, sugere Gilbert.

5. Desabafe! Compartilhe as suas dificuldades com alguém de confiança: “Às vezes, a gente só precisa conversar com alguém que vai nos ouvir de coração aberto e sem nos julgar, alguém que está ao nosso lado para nos apoiar”, explica Adams.

6. Invista pesado em autoconhecimento. É aqui que a autorreflexão se torna um tipo de autocuidado, já que é imprescindível atender às suas necessidades, entender como você lida com estresse e trabalho, e investir em recursos que ajudem você a crescer.

Gilbert afirma: “O burnout deriva de uma profunda falta de alinhamento com as suas necessidades internas e forças motivadoras. Para se preparar para mitigar o esgotamento — digo “mitigar” porque evitá-lo por completo é uma pretensão fora da realidade —, arrume tempo e espaço na sua agenda para se entender melhor. Invista em livros, ferramentas e experiências que vão ajudar você a se conhecer mais. Experimente também reservar um tempinho nas suas manhãs para escrever em um diário e/ou meditar”.

10 dicas de produtividade para evitar o burnout

To do list to prevent burnout | Shopify Retail blog

Comece 2019 decidido a evitar o esgotamento: se você reproduzir os mesmos comportamentos do ano passado, vai cair nas mesmas armadilhas do burnout. Para isso, tente internalizar o seguinte mantra diário: “Se eu não mudar, nada vai mudar”.

Confira os hábitos de produtividade a seguir para descobrir quais que melhor funcionariam com você e, acima de tudo, quais que são viáveis de adotar e manter no seu contexto de vida.

1. Não abrace o mundo com as pernas. Adams recomenda que a gente se comprometa com no máximo três tarefas principais por dia e antes do fim da manhã: “Se possível, tente dar conta dessas três tarefas logo no início do seu dia.”

2. Monte uma lista de tarefas com antecedência e se planeje para realizá-las. Adams faz a seguinte sugestão: À tarde ou à noite de domingo, planeje a semana como um todo. Ao longo da semana, tire alguns minutinhos de cada dia à noite para planejar o dia seguinte.

Além de dar um senso de propósito para o seu tempo e a sua energia, esse hábito ajuda você a começar a dizer “não” para tudo aquilo que não se encaixa com os seus objetivos diários, semanais ou mensais.

3. Lista de obrigações? Não, de oportunidades. Zelniker sugere uma mudança na forma como enxergamos o trabalho para aumentar a nossa produtividade. “Em vez de encarar a lista de tarefas como uma obrigação, pense nela como uma lista de oportunidades para o seu dia”.

Assim, suas tarefas deixam de ser um fardo e se tornam um motivo de gratidão. É claro que você ainda terá que lidar com tarefas enfadonhas, mas temperar o cotidiano com doses de gratidão é uma receita cientificamente comprovada para reduzir o estresse. Portanto, se esse truque ajuda você a dar conta de algumas tarefas com um sorriso no rosto, parabéns! Isso já é meio caminho andado.

4. Deixe a sua agenda cheia. Portnoy ressalta a importância de termos nossas agendas cheias: “O célebre escritor, palestrante e treinador de vendas Grant Cardone uma vez disse que ter uma brecha livre na agenda é fatídico. A agenda cheia mantém você ocupado e produtivo, espantando distrações. E manter uma agenda cheia também significa reservar horários para organizar a casa, fazer pesquisa ou ter algumas horas de brainstorming criativo”.

5. Aproveite o tempo de deslocamento para multitarefar. Portnoy defende o multitarefar sempre que possível, principalmente ao se deslocar de um compromisso para outro.

“Eu dou conta de várias tarefas dentro do meu carro. Quando estou dirigindo, ouço podcasts para ficar em dia com as novidades do meu setor, e também participo de chamadas com clientes e colegas de trabalho ao longo do meu trajeto para uma reunião”, revela.

6. Aposte nas ferramentas de conferência virtual. Por participar de muitas reuniões por dia, Portnoy usa plataformas de reunião virtual, como o Zoom, para ajudá-lo a estar em vários lugares ao mesmo tempo: “Eu prefiro participar presencialmente de debates e conferências, mas o Zoom permite que eu encaixe mais reuniões no meu dia”.

7. Organize o seu espaço de trabalho. Para Zelniker, não podemos subestimar a importância de deixar nosso escritório físico e ambiente de trabalho arrumados. “Quando o seu espaço de trabalho está desorganizado, a sua mente também fica bagunçada. Arrume a mesa de trabalho para aumentar a sua produtividade”, recomenda.

8. Delegar para crescer. É difícil abrir mão de controlar alguns aspectos do seu negócio, mas delegar tarefas é um dos hábitos de produtividade mais importantes, principalmente em relação às tarefas que outra pessoa pode fazer melhor e mais rápido que você.

Aprenda a delegar as tarefas em que você não é bom, para você ter mais tempo de fazer as coisas que gosta, permanecendo na sua zona de genialidade”, afirma Zelniker.

9. Reserve-se uma hora de amor próprio por dia. Esse é o tempo que você dedicará a si mesmo, um intervalo inegociável que você decide como viver.

“Não consegue reservar uma horinha para você por dia? Não tem problema, cinco minutos também servem! O que importa não é a quantidade de tempo, mas, sim, criar o hábito de fazer as coisas que te deixam feliz e satisfeito, todos os dias um pouquinho”, afirma Adams

10. Celebre as pequenas vitórias. Permitir-se um tempo para celebrar conquistas importantes, independentemente do tamanho, podem ajudar você a se manter motivado e atento ao que realmente importa.

“O que você faz ao bater uma meta depois de muito batalhar: comemora ou segue em frente para bater a próxima meta? Qual o sentido de tanto trabalho duro para conquistar algo se você esquece todo o esforço que teve para chegar até aqui?”, questiona Zelniker.

Você é o ativo mais importante da sua vida

É normal que um empreendedor do varejo queira dar tudo de si para seu negócio prosperar. Porém, existem formas de ser bem-sucedido sem sacrificar a própria saúde e felicidade. Repita com você o mantra de Zelniker: “A forma como você faz qualquer coisa é a forma como você faz tudo na vida”. 

Cada pequeno passo que você dá para trabalhar de maneira mais inteligente causa um tremendo impacto nos resultados gerais do seu negócio. A soma da sua produtividade é tão grande quanto as partes que a compõe. Nunca se esqueça disso e você verá que o sucesso é possível sem ter que pagar o preço do seu bem-estar.


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Karin Eldor

Tradução e localização: Carolina Walliter

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Tópicos: