7 Dicas Poderosas de Campanhas do Google Shopping Para a Black Friday

7 Dicas Poderosas de Campanhas do Google Shopping Para a Black Friday

7 Dicas Fenomenais do Google Shopping Para a Black Friday

Ah, a temporada de compras natalinas. É para isso que muitos comerciantes vivem – as 6-8 semanas nas quais as vendas explodem. Os consumidores logo entrarão na internet, com o cartão de crédito em mãos, ansiosos para comprar seus presentes. Não é raro encontrar varejistas que geram 40-50% de suas vendas anuais durante a temporada de festas.

Quando os clientes buscam produtos online, 35% deles começam pelo Google ou por outros mecanismos de busca. Dentre eles, 52% clicam nos resultados do Google Shopping ou em Anúncios de Listas de Produtos (PLA). Enquanto falo com clientes e comerciantes que encontro nas feiras de negócios, consistentemente ouço o Google Shopping sendo relacionado como um dos canais de anúncios mais rentável e eficiente de todos.

Sem surpresas. O Google Shopping está crescendo em ritmo acelerado. A receita de uma mesma loja virtual a partir do Google Shopping cresceu 52% em um ano no primeiro trimestre de 2016. Os clicks mobile também cresceram 171% no primeiro trimestre de 2016, em comparação com o mesmo período de 2015. Cada vez mais consumidores estão clicando em PLAs, em vez de diretamente acessar os sites das marcas ou fazer buscas na Amazon.

Por que tamanho crescimento?

Resumidamente, o Google Shopping funciona. Ele funciona para os compradores. Funciona para os comerciantes. Para os clientes da nossa agência, frequentemente observamos um retorno do investimento em publicidade (ROAS) de 300-1.900% ou mais. Isso significa que, para cada US$ 1 gasto em cliques do Google Shopping, nossos clientes estão gerando de US$ 3 a U$ 19+ em vendas.

Existem dois fatos com os quais você pode contar conforme entramos na temporada de pico das compras natalinas:

  1. O Google Shopping continuará obtendo uma grande parte dos cliques.
  2. O volume de busca dos seus produtos está prestes a explodir.

Sei que isto não precisa ser dito, mas mais pessoas estão buscando seus produtos agora do que em qualquer outra época do ano. Muito mais. Veja por conta própria como o volume de buscas aumenta no seu segmento, acessando o Google Trends.

Confira alguns exemplos de palavras-chave relacionadas a presentes natalinos. Esses exemplos mostram o quão dramaticamente o volume de buscas aumenta nesta época do ano. Eu escolhi termos de busca de lados opostos do espectro de preços, no objetivo de oferecer alguma variedade e perspectiva.

Palavra-chave #1: Ideias de Presentes para Crianças de 10 Anos. Faz sentido que mais tias, tios, avós e pais estejam buscando por ideias de presentes para crianças de 10 anos no período próximo às festas. Você pode se surpreender ao saber que o volume de buscas para essa palavra-chave em particular dispara até 650% em novembro e dezembro.

Ideias de Presente Google Trends

Agora, vamos conferir uma busca de produto de maior valor.

Palavra-chave #2: Brincos de Diamante. Eu sei o que você está pensando. Diamantes certamente seriam algo bacana neste Natal. Você não está sozinho. O volume de buscas para brincos de diamante cresce entre 2x e 3x durante novembro e dezembro.

Brincos de Diamante Google Trends

Porém, será que a maioria dessas pessoas que estão fazendo buscas simplesmente clicará nos resultados orgânicos? Não. Um estudo recente da WordStream mostra que, no caso de buscas relacionadas a produtos, até 64% dos cliques são feitos nos anúncios.

Como estão suas campanhas do Google Shopping? Você está preparado para conquistar a maior parte dos cliques e vendas? Ou está pronto para deixar dinheiro sobre a mesa?

Template Icon

E-book Grátis: Google Shopping para Pequenos Negócios

Os anúncios do Google Shopping são uma das principais fontes de tráfego que podem lhe oferecer uma vantagem definitiva. Descubra esta joia oculta, frequentemente subestimada por seus concorrentes, através do nosso guia.

Obter o e-book grátis agora

7 Formas de Dominar o Google Shopping Nesta Temporada de Festas

Agora que você viu esta enorme oportunidade à sua frente, o que deve fazer? Confira a seguir sete estratégias que estamos executando para ajudar nossos clientes a aproveitar ao máximo a Black Friday e além. Veja como você também pode deixar suas campanhas na melhor forma possível.

1. Foque na Saúde do Feed

A base de uma campanha do Google Shopping bem-sucedida é o seu feed de produtos. Ele simplesmente consiste em dados sobre seus produtos, formatado de acordo com as especificações do Google e enviado ao Google Merchant Center. A saúde e força do seu feed possuem papel vital para determinar o quão bem seus produtos são exibidos nos resultados de busca. Agora é a hora de deixar seu feed em forma! Sem um feed bem otimizado, você pagará mais pelos cliques. Você também terá grandes dificuldades para atrair as impressões e cliques adequados. Embora este não seja um panorama detalhado sobre a saúde do feed, existem alguns elementos nos quais você deve se concentrar neste momento.

Títulos e Descrições Apropriadamente Otimizados

Como sabe, caso venha executando campanhas de compras, você não pode escolher as palavras-chave para as quais seus produtos são exibidos. Porém, você pode influenciar as palavras-chave às quais seus PLAs aparecem, bastando aprimorar o visual do seu feed. Embora talvez não tenha tempo para refazer todo o seu feed antes das compras natalinas, você pode otimizar seus títulos e descrições.

Lembre-se de inserir suas palavras-chave mais importantes na frente do seu título e descrição. Além disso, seja descritivo sem fazer spam (nada de keyword stuffing). Veja um ótimo exemplo de título para uma máquina de extração de café a frio da Yama Glass (a melhor do ramo, segundo meus pretensiosos amigos fãs de café). O título é detalhado e descritivo. Ele inclui o necessário para ser exibido em buscas amplas, como “Yama cold brew”, e em buscas de palavras-chave de cauda longa, como “Yama Glass 25 cup cold brew tower”.

yama Glass Screenshot

Fique de Olho nas Desaprovações

As desaprovações de produtos podem ocorrer por diversos motivos. Talvez você repentinamente tenha tido um problema com uma imagem na sua página de produto. Talvez algum item se esgote, ou o valor dele se altere sem que seu feed atualize adequadamente. Quando auditamos contas de novos clientes, geralmente verificamos desaprovações de produtos na faixa de 10-15%. Isso equivale a pegar algumas seções de uma loja física e separá-las com uma grande placa que diz “não é possível comprar aqui!”. O efeito pode ser devastador, caso seus produtos mais vendidos se tornem vítimas de uma desaprovação.

Agora é a hora de acessar o Google Merchant Center, clicar nos seus feeds e conferir a guia de diagnósticos. Ela exibirá quais produtos foram desaprovados, e por quê. Então, você saberá o que deve ser corrigido, para que esses produtos sejam aprovados e se tornem visíveis nos resultados de compras.

Diagnóstico Screenshot

Configure Relatórios Diários

Seu feed de produtos deve ser atualizado diariamente. Você pode configurar o Google Merchant Center para lhe enviar alertas diários sobre o status do seu feed. É possível até mesmo configurar notificações por e-mail para quaisquer problemas, avisos ou erros. Agora é a hora de receber esses resultados. Cada dia das compras natalinas é importantíssimo. Não perca vendas devido a desaprovações que podem ser facilmente corrigidas.

2. Acerte Sua Estratégia de Lances

O que se diz por aí é que o Google Shopping funciona. Fique ciente de que você terá concorrência. Concorrência dura, possivelmente. Você provavelmente não poderá igualar o orçamento de empresas como Jet.com ou Walmart. Porém, você ainda pode conquistar seu próprio espaço e gerar vendas, através da combinação de um ótimo feed com a estratégia certa de lances. Os lances são onde você separa uma campanha mediana de uma espetacular.

Dê Seus Lances no Nível da SKU

Cada produto que você vende é único. Trate-o como ele deve ser. Nós avaliamos o desempenho de cada produto vendido pelos nossos clientes. Essa medida permite realizar lances únicos, baseados nas métricas de desempenho de todos os produtos.

De modo bastante frequente, observamos campanhas estruturadas com centenas ou milhares de produtos amontoados com os mesmos lances e nenhuma visibilidade em relação ao desempenho de cada um deles. Você pode visualizar dados agregados, mas não dados individuais. É preciso observar quais produtos têm bom desempenho e quais estão ficando para trás. Dessa forma, é possível investir mais nos itens de melhor desempenho, reduzindo os gastos naqueles produtos com dificuldades para gerar vendas.

Conheça Seu ROAS

Essa é a métrica mais importante para a maioria dos comerciantes. Ela é calculada dividindo-se a receita pelo custo dos anúncios. Digamos que você gere US$ 100 em vendas a partir de um gasto de US$ 25 em publicidade. Nesse cenário, seu ROAS (receita/custo) é de 4, ou 400%. Você conhecerá seu ROAS adequado com base nas suas margens. Um ROAS de 400% é aceitável para você? Caso suas margens sejam de 35%, provavelmente – mas, se elas forem de 20%, é provável que não.

Conheça Sua Parcela de Impressão de Busca

Essa é uma métrica extremamente útil que você agora pode visualizar no nível do produto ou ID. O Google lhe mostrará a frequência com que um determinado produto fica visível para palavras-chave que sejam relevantes. Quanto maior for sua parcela de impressão de busca, mais o Google está exibindo seus produtos. Busque produtos que possuam bom desempenho e espaço para ampliar a parcela de impressão de busca.

3. Obtenha Mais Cliques com Promoções

As compras natalinas são muito influenciadas por ofertas. As promoções são capazes de fazer um grande anúncio, dizendo: “hey, você pode aproveitar uma oferta aqui!”. As promoções no Merchant Center são baseadas em um código de cupom. É preciso fazer algumas configurações, e o Google deverá revisar e aprovar suas promoções, mas vale o esforço. As promoções consistentemente geram taxas de cliques melhores para os PLAs dos nossos clientes.

Anúncios do Google Shopping Para Mochilas

4. Configure Preços Promocionais e Datas de Promoções com Antecedência

Promoções são algo ótimo. No entanto, às vezes, você não deseja oferecer códigos de cupom, mas apenas baixar os preços para uma venda. Lembre-se de que preço e imagem são os dois condutores principais de atenção e cliques para os PLAs. O preço é o maior condutor individual de cliques.

Você já sabe quais serão os preços das suas ofertas para a Black Friday e além? É possível configurá-los agora mesmo no campo do preço de ofertas do seu feed, posteriormente indicando ao Google as datas efetivas da sua promoção. Em seguida, o Google automaticamente baixará o preço dos seus PLAs quando a promoção começar, revertendo-os ao preço normal assim que a promoção se encerrar. Isso pode lhe oferecer uma enorme vantagem competitiva, além de ajudar a gerar cliques e vendas.

Leia Mais:

5. Aumente Suas Conversões com RLSAs e Segmentação por Lista de Clientes

Você pode se surpreender ao saber que alguns clientes que estiveram no seu site ou até mesmo compraram na sua loja anteriormente não conhecem seu mix completo de produtos. Neste momento, seus clientes ou visitantes prévios do site estão buscando, no Google, produtos que você vende. Talvez eles tenham se esquecido de você ou não sabiam que sua loja também vende botas, além de tênis.

As listas de remarketing para anúncios da Rede de Pesquisa (RLSA) e a segmentação por lista de clientes são ótimas opções para ajudar a identificar visitantes anteriores do seu site ou clientes que estão fazendo buscas no Google. Os RLSAs permitem que você empregue suas listas de remarketing às suas campanhas do Google Shopping e dê lances diferentes sobre os buscadores que estão na sua lista.

A segmentação por lista de clientes permite que você envie sua lista de e-mails ao Google. Em seguida, você pode ajustar seus lances para qualquer pessoa que esteja fazendo buscas no Google e que esteja na sua lista de e-mails. É normalmente uma boa ideia aumentar os lances para os usuários que estão nas suas listas, para que você obtenha a impressão e, espera-se, o clique, em vez de abrir mão deles para um concorrente. Afinal, essa medida lhe permite saber com antecedência a probabilidade de alguém fazer uma conversão, para que possa dar seu lance de acordo.

6. Ofereça Todas as Chances de Sucesso a Seus Produtos Principais

Com que rigor você está observando sua parcela de impressão de busca, seus termos de busca e os lances para os produtos principais? A resposta certa deveria ser: meticulosamente. É uma boa ideia, no período próximo às festas, pegar seus produtos principais e realizar campanhas próprias para eles, para que você realmente possa observar o desempenho deles e dar seus lances de modo apropriado.

7. Feche o Ciclo com o Remarketing Dinâmico

A taxa média de conversão para os sites de e-commerce varia entre 1-3%. Ela geralmente aumenta durante o período de festas. Ainda assim, somente uma pequena fração dos visitantes de sites realmente converterá. O que fazer com os outros 99 a 95% dos visitantes que clicam no seu PLA, mas não compram nada? Você os segue pela web e tenta atraí-los de volta. Às vezes, eles apenas precisam de um lembrete gentil sobre por que devem comprar com você.

Como estamos falando das festas de fim de ano, você pode incluir uma oferta especial, caso eles retornem. Meu conselho é começar com o remarketing dinâmico. O Google conhece seus produtos por causa do seu feed – e ele sabe quais páginas os usuários visitam. Combinando esses dados, ele pode exibir aos usuários anúncios contendo os produtos exatos que eles visualizaram no seu site.

O Google Shopping pode ser uma ferramenta ótima durante o ano todo, mas, de acordo com minha experiência, sei que nada se compara às 6-8 semanas do período de compras natalinas. Há alguns dias, conversei com um cliente, comerciante, que comentou que todo dia de novembro equivale a uma semana do restante do ano, em termos de volume de vendas. Neste ano, a oportunidade é enorme.

Não permita que feeds otimizados de forma insuficiente ou estratégias de lances mal executadas roubem vendas valiosas de você. Não há tempo a perder. Vamos deixar suas campanhas preparadas.

Sobre o autor

CEO da OMG Commerce, Brett Curry lidera uma equipe de profissionais de SEO e SEM que gerencia campanhas do Google Shopping para empresas de e-commerce de todos os tamanhos. Brett também é apresentador do Llama Commerce Show, um podcast de e-commerce que visa desmistificar o e-commerce e desconstruí-lo em unidades práticas.

Tópicos:

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.