9 estratégias de autocuidado para empreendedores ocupados

9 estratégias de autocuidado para empreendedores ocupados

Recentemente, eu lancei a minha primeira loja na Shopify. 🎉

Por coincidência, também faz quatro anos que estou na Shopify. Antes tarde do que nunca, não é? Como equipe, decidimos que se a gente se colocasse no lugar dos varejistas, poderia ter uma noção mais clara do que eles vivenciam no dia a dia e, assim, oferecer mais suporte. E foi o que fizemos.

Uns dias antes de lançar minha loja, eu estava ainda acordada às 3:30 da manhã, escrevendo descrições de produtos. Eu nem consigo me lembrar do que comi na última refeição. (Eu já bebi água hoje?) Além disso, fiquei com dor nas costas e com os olhos ardendo, tive de faltar à aula de yoga e não vi os seis SMS que minha irmã tinha me enviado.

Foi aí que caiu minha ficha: é o que acontece quando se abre o próprio negócio. Ou seja, é por isso que as pessoas passam quando começam a empreender: você provavelmente tem um outro trabalho durante o dia e administra sua empresa no restante do tempo que costumava dedicar ao descanso, lazer ou família.

Eu me dei conta de que a gente esquece rapidinho de cuidar de si mesmo quando toma conta do próprio negócio.

Sempre me gabei de conseguir “dormir pouco e fazer o que preciso”, mas embora seja verdade (eu realmente tenho reservas secretas de energia), tenho consciência de que fazer e fazer bem são coisas muito diferentes. Se eu tiver dormido muito pouco, não vou conseguir me dedicar 100% ao trabalho. E é óbvio que o trabalho fica prejudicado quando isso acontece.

Eu me dei conta de que a gente esquece rapidinho de cuidar de si mesmo quando toma conta do próprio negócio.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), há uma associação entre boa saúde física (dieta balanceada, exercícios) e boa saúde mental (redução dos sintomas do estresse e da depressão). Além disso, existe um consenso de que boa saúde mental gera maior produtividade e criatividade.

O quanto isso afeta você enquanto empreendedor? É simples: se você não cuidar de si mesmo, seu negócio pode sair perdendo.

O que é o autocuidado?

autocuidado é um termo geralmente utilizado na área da saúde para descrever ações feitas pelo próprio indivíduo para manter a saúde, evitar enfermidades e cuidar de doenças prolongadas. Inclui tanto nossas necessidades fisiológicas básicas, como sono, comida e água, quanto as necessidades emocionais, por exemplo, interação social.

Nos últimos anos, o termo autocuidado entrou na moda porque um número cada vez maior de pesquisas passou a mostrar a importância de “fazer mais por você mesmo”, expandindo esse conceito para englobar atividades como meditação, viagens e mimos para si mesmo, com foco nas emoções e nos relacionamentos saudáveis.

O termo ganhou popularidade nos últimos anos. No entanto, em essência, o autocuidado é muito mais do que simplesmente passar o dia no salão de beleza; é prestar atenção aos sinais que o corpo dá e suprir suas necessidades. (Claro que, às vezes, ele só está mesmo pedindo lindas unhas decoradas!)


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


Autocuidado para empreendedores ocupados

Uma coisa é certa: ser empreendedor não é moleza. É por isso que, além dos artigos sobre analytics e e-mail marketing, também discutimos tópicos como solidão, estressesono.

O autocuidado deixa você mental, emocional e fisicamente preparado para lidar com os desafios impostos pela gestão de uma pequena empresa. Antes que você diga que não tem tempo nem dinheiro para se cuidar, já adianto que é uma desculpa que eu mesma uso muito; em outras palavras, eu me identifico totalmente com você. Mas, no longo prazo, o preço que se paga por não cuidar de si mesmo é muito maior.

Invista em você e, consequentemente, na sua empresa, por meio das práticas de autocuidado. Neste artigo, damos 9 dicas práticas, incluindo recursos adicionais para cada uma delas:

1. Respire

Vamos começar com uma dica muito fácil. Respirar é algo que a gente faz naturalmente, sem precisar se concentrar, certo? Mas como é a sua respiração? Curta e ofegante? Você prende a respiração inconscientemente?

Existem benefícios comprovados da respiração controlada e consciente, dentre eles o combate ao estresse. Enquanto a respiração curta aumenta a ansiedade, a respiração profunda desacelera os batimentos cardíacos e estabiliza a pressão arterial. Enquanto a respiração curta contribui para a ansiedade, a respiração profunda desacelera os batimentos cardíacos e estabiliza a pressão arterial.

📚 Não deixe de ler: Quer ser mais produtivo? Conheça estas 10 dicas para varejistas superocupados

Por mais que isso pareça paradoxal, você precisa diminuir o ritmo se quiser ser mais produtivo. Então, faça pequenas pausas: elas ajudarão você a ter um desempenho ainda melhor no seu trabalho e curtir mais as atividades desempenhadas. E não estamos falando apenas das férias e das licenças (quando necessárias), mas também de pequenas pausas ao longo do dia de trabalho. (Continue lendo)

Existem benefícios comprovados da respiração controlada e consciente, dentre eles o combate ao estresse.

2. Reduza o estresse com a atividade física

“Exercício” é uma palavra que muitas vezes assusta, não é? Mas você não precisa gastar rios de dinheiro com a mensalidade da academia ou ficar horas numa esteira para se beneficiar da atividade física.

Em média, um adulto precisa se exercitar durante 150 minutos por semana. Pode parecer muita coisa quando já se está sem ânimo de começar, mas você pode dividir os exercícios em períodos de 10 a 20 minutos diários ao longo da semana, fazendo atividade diferentes; por exemplo, levando o cachorro para passear, fazendo um circuito de exercícios de força com o próprio peso corporal (dica: experimente um aplicativo como o Quick Fit), correndo em volta do quarteirão, ou mesmo dando saltos nas idas e vindas ao banheiro.

Fazer exercícios aeróbicos regularmente ativa a área do cérebro responsável pela memória e aprendizado.

📚 Não deixe de ler: Diga adeus ao estresse: aprenda a lidar com as pressões da rotina e tenha uma vida mais produtiva

O exercício físico libera endorfinas, os analgésicos naturais do corpo humano. As endorfinas ajudam a aliviar a tensão e também melhoram a qualidade do sono – reduzindo, portanto, os níveis de estresse. Se você não gosta de puxar ferro na academia, não se preocupe: míseros cinco minutos de exercício aeróbico já ajudam, e muito. O importante é adotar a atividade física e torná-la parte da sua rotina, pois é ela que pode alterar o modo como você reage ao estresse. (Continue lendo)

3. Durma mais (e melhor)

A falta de sono afeta a saúde mental, aumenta o risco de acidentes, reduz o rendimento físico e prejudica a capacidade de atenção, memória e aprendizagem. Talvez você consiga fazer mais coisas se passar a noite em claro, mas a que custo? É importante criar uma rotina que inclua bons hábitos de sono. Mas se você não consegue dormir por 8 horas contínuas, um cochilo de 10 a 30 minutos já vai ajudar.

Talvez você consiga fazer mais coisas se passar a noite em claro, mas a que custo?

📚 Não deixe de ler: O custo oculto de ser notívago (e dicas para dormir melhor)

Recomenda-se que a maioria dos adultos durma de 7 a 9 horas por noite. Porém, também se trata da qualidade do sono e do momento em que você acorda – é possível dormir belas 8 horas e ainda assim se sentir sonolento pela manhã. (Continue lendo)

4. Coma os alimentos certos

Quais são os alimentos certos? Depende de quem responder essa pergunta. Existem informações nutricionais que são contraditórias e acabam gerando muitas dúvidas. Às vezes é tão complicado que a solução mais prática é recorrer ao fast food, especialmente quando se está ocupado, porque economiza tempo e mata a fome. Mas os alimentos não são todos iguais.

Tenha em mente que o que você come impacta diretamente seu desempenho cognitivo, por isso é importante escolher bem. Alimentos com alto teor de carboidratos (massas, por exemplo) liberam glicose rápido demais, elevando seus níveis de açúcar no sangue. Comidas gordurosas forçam nosso sistema digestivo a trabalhar mais, reduzindo a oxigenação do cérebro e roubando nossa energia.

O que você come impacta diretamente seu desempenho cognitivo.

Para evitar alimentos com baixo valor nutricional, planeje o que você vai ingerir. Prepare lanches e refeições saudáveis para a semana toda, dividindo em porções e deixando na geladeira (veja algumas receitas saudáveis e fáceis de preparar para comer bem e de modo saudável). Se estiver na dúvida do que comer, de preferência para as verduras e frutas. Consumir frutas frescas, por exemplo, pode contribuir para a diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

Ah, e não se esqueça de beber bastante água.

🎥 Não deixe de assistir: 

5. Interaja com as pessoas

A solidão pode minar tanto nossa saúde psicológica quanto a física.

Você provavelmente não tem o mesmo tipo de interação com os outros como no tempo em que você trabalhava em um emprego tradicional. Provavelmente, não encontra seus clientes e fornecedores pessoalmente, e sua vida social se ressente porque você está ocupado 24 horas por dia, sete dias por semana.

Seja proativo e interaja pessoalmente com outras pessoas: vá até um café para trabalhar, compareça a eventos de grupos de empreendedores locais, ou então junte o útil ao agradável e arranje um parceiro de corrida.

📚 Não deixe de ler: Psicólogo dá dicas para superar a solidão

Se você testou seu nível de solidão e quer mudar sua situação, confira quatro dicas simples e fáceis do psicólogo John T. Cacioppo, da Universidade de Chicago e um dos autores do livro "Solidão, a natureza humana e a necessidade de vínculo social", para superar o problema. Expanda-se: A retração e a passividade associadas à solidão são motivadas pela percepção de estar sendo ameaçado. Seja capaz de testar outras formas de se comportar sem aquela sensação de perigo. Você precisa de um local seguro para experimentar, e tem que começar aos poucos. Não foque em tentar encontrar o amor da sua vida ou em se reinventar de uma vez só. Brinque com a ideia de tentar pegar doses pequenas da sensação positiva que surge com interações positivas. (Continue lendo)Tomar sol Shopify

6. Ponha a cara no sol

Sabe qual é a melhor parte de se trabalhar por conta própria? É você quem cria as regras. E dependendo do tipo de negócio que você tem (por exemplo, uma empresa de dropshipping para comércio eletrônico), você pode trabalhar praticamente de qualquer lugar.

Um ambiente sem ventilação adequada pode trazer diversos danos à saúde. Por isso, uma dica é pegar um pouco de sol e vitamina D trabalhando na sacada da sua casa ou no pátio de um café, por exemplo.

Se você administra seu negócio em um ambiente sem janelas, tem mais um motivo para sair e respirar ar puro. Comece o dia indo até um café, ou faça uma caminhada rápida no meio do dia.

📚 Não deixe de ler: Por que trabalhar na estrada é bom para o seu negócio

Estudos descobriram que indivíduos tendem a ficar 50% melhores em tarefas de resolução de problemas depois de três dias de exposição ativa à natureza selvagem. E, de acordo com Eva M. Selhub, professora de Harvard e autora, a natureza "desliga a resposta ao estresse, o que significa que você tem níveis mais baixos de cortisol, menor frequência cardíaca e pressão arterial e resposta imune melhorada". Em suma: vá ver o mundo aí fora! (Continue lendo)

7. Curta seu espaço

Seu espaço de trabalho é o local onde você vai passar a maior parte do seu dia, especialmente se você está tentando fazer seu negócio deslanchar. Sendo assim, pense com cuidado sobre a disposição desse espaço, porque ele pode gerar maior satisfação e motivação.

Uma pergunta a se fazer é a seguinte: existe uma separação evidente entre espaço pessoal e espaço de trabalho? Os móveis são ergonômicos e favorecem um bom fluxo de trabalho? O ambiente tem iluminação e ventilação suficientes?

Pequenas melhorias, como uma pintura nova ou algumas plantas, costumam exercer um impacto positivo na produtividade.

📚 Não deixe de ler: Como otimizar o espaço do seu home office para ser mais produtivo trabalhando em casa

Um espaço escuro, desconfortável e pouco atraente pode na verdade estar prejudicando seu negócio, sem falar na sua saúde mental. As startups de tecnologia são famosas por investir pesado em espaços de trabalho requintados para seus colaboradores. Embora isso possa parecer desperdício de dinheiro, existem diversas pesquisas confirmando que espaços projetados com cuidado podem aumentar a produtividade e a felicidade. Funcionários felizes trabalham bem, consequentemente, o retorno sobre o investimento é óbvio. (Continue lendo)

Um espaço escuro, desconfortável e pouco atraente pode na verdade estar prejudicando seu negócio, sem falar na sua saúde mental.

8. Permita-se alguns mimos

Permita-se ser recompensado por seu trabalho árduo, seja passar um fim de semana fora, ou algo tão simples como pedir sua comida favorita. Talvez não haja ninguém por perto para celebrar suas pequenas vitórias, como o lançamento de sua loja ou sua primeira venda.

Existem grandes empresas que utilizam estratégias para agradar aos seus funcionários a fim de melhorar a motivação e retenção. O mesmo pode funcionar para sua automotivação em momentos difíceis. Defina metas, mas não se esqueça de se recompensar quando você as alcançar.

📚 Não deixe de ler: Sem tempo para família? 4 dicas para equilibrar vida pessoal e profissional

"[Com qualidade de vida] o profissional rende mais. Fica com a mente aberta para a criatividade e para pensar em soluções. A probabilidade de ter desempenho melhor aumenta", afirma Isis Borge, gerente de divisão da Robert Half, empresa de recrutamento. (Continue lendo)

9. Cuide da sua saúde

Os desafios do empreendedorismo podem ser prejudiciais à saúde se você não tomar os devidos cuidados.

Monitore sua saúde, mantenha relacionamentos saudáveis e participe de boas práticas de autocuidado, como atividade física regular e horas de sono suficientes. Se você estiver com dificuldade para resolver essas questões, procure um profissional para ajudá-lo.

📚 Não deixe de ler: Produtividade e saúde mental, finalmente juntas

Para manter-se produtivo e garantir qualidade de vida, as dicas envolvem esportes, organização e conhecimento de seus limites. Seu sono é constantemente interrompido por questões de trabalho? Costuma ir ao trabalho ou verificar e-mail fora do expediente? Trabalha durante o almoço? Sempre que tira férias, leva trabalho na bagagem ou fica conectado? Se você respondeu sim para todas essas questões, sinto lhe informar, mas você é um “Workaholic”. O termo em inglês que se refere as pessoas viciadas em trabalho – era moda até pouco tempo atrás. Porém, as empresas passaram a encarar esse comportamento como um desequilíbrio prejudicial à saúde do colaborador e aos negócios. (Continue lendo)

Para manter-se produtivo e garantir qualidade de vida, as dicas envolvem esportes, organização e conhecimento de seus limites.

Neste artigo, nosso objetivo foi mostrar que você precisa cuidar de si mesmo para poder cuidar bem de seu negócio; sua saúde enquanto empreendedor exerce uma influência direta em sua produtividade e, em consequência, nos resultados atingidos. Por isso, o ideal é que você atinja um equilíbrio entre trabalho e  vida pessoal. Você, como empreendedor ocupado, como faz para manter sua saúde e felicidade? Compartilhe suas dicas de autocuidado nos comentários abaixo.


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Dayna Winter

Tradução e localização: Armando Silveiro

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.