Blogs da Shopify

Faça você mesmo: 10 ideias de produtos artesanais para vender online

things to make and sell on shopify

Em tempos remotos, mercadores trocavam pescado por tabaco. Blocos de madeira eram talhados em forma de cavalinhos de brinquedo e vendidos em feiras locais. Antes de virarem grandes frutas maduras, sementes tratadas de melancia eram trocadas por itens diversificados em barracas nas ruas.

Fazer produtos do zero, dar vida a eles com as próprias mãos e vendê-los ou trocá-los para obter sustento é a transação comercial mais primitiva da sociedade. O comércio evoluiu muito nos últimos anos, e suas maiores mudanças foram motivadas pelo avanço do transporte ferroviário, o progresso no setor de fabricação e o advento da internet. Até hoje, as raízes do comércio continuam firmes e fortes.

Milhares de lojistas da Shopify produzem e vendem mercadorias artesanais em feiras, bazares, festivais e lojas pop-up ou divulgam seus itens para o mundo em lojas virtuais. Enquanto o e-commerce aumenta o alcance dos produtos e várias ferramentas ajudam a administrar os negócios com eficiência, você pode manter o foco no que faz de melhor: sua produção artesanal.

Things to make and sell.

Já compartilhamos artigos sobre ideias para gerar renda extra e nichos de mercado promissores, mas agora é a vez de falar sobre o estilo faça você mesmo (DIY, ou Do It Yourself). Talvez você ainda não saiba ao certo o que gostaria de produzir e vender, talvez esteja em busca de um hobby lucrativo, ou pode ser que não leve jeito para artesanato.

Seja qual for o seu perfil, nossa lista de itens serve para iniciantes e profissionais experientes, com ideias de produtos elaborados ou empreendimentos relativamente simples. Basta escolher a opção mais atrativa, clicar nas leituras recomendadas, criar um bom plano de negócios e dar início à produção da sua loja.

10 ideias de produtos artesanais

  1. Sabonetes e bombas de banho
  2. Camisas e produtos impressos
  3. Acessórios de moda
  4. Presentes e clubes de assinatura
  5. Velas
  6. Doces
  7. Arte e gravuras
  8. Produtos digitais
  9. Bottons e broches esmaltados
  10. Produtos tradicionais feitos à mão

    1. Sabonetes e bombas de banho

    Make and sell bath bombs.

    Loja Honeybunch Handmade (em inglês)

    Uma simples pesquisa no Google mostra várias páginas que ensinam a fazer sabonetes, bombas de banho e outros produtos de beleza. Você encontra praticamente tudo, desde receitas fáceis de sais de banho a fórmulas complicadas com emulsões e conservantes.

    Essa ideia de negócio requer pouca criatividade (você pode comprar moldes para fazer sabonetes), mas a embalagem e a marca são importantes no ramo de beleza. Nesse caso, talvez seja interessante contar com uma ajuda especializada em design e deixar seu produto final ainda mais atraente.

    Leitura recomendada: lance sua marca de sabonetes artesanais

    💡 Dicas:

    • Não exagere no estoque: quanto mais frescas, maior será a efervescência das bombas de banho. Além disso, os ingredientes naturais e óleos essenciais dos sabonetes podem perder a validade.
    • Pesquise a origem da sua matéria-prima para garantir que ela é aprovada e segura para uso na pele. Ao verificar essas questões, é recomendável consultar um profissional com noções de química.
    • Conheça as exigências do órgão regulador de onde você trabalha e verifique se o seu local de produção atende aos padrões de saúde. Um bom ponto de partida são as diretrizes da base de conhecimento da Anvisa sobre cosméticos, dermocosméticos e outros.

    2. Camisas e produtos impressos

    Loja Rock Club, Baby

    Eis um ótimo exemplo de negócio artesanal para quem não leva jeito com artes manuais. Sua ideia original pode ser desenvolvida (aqui entra a parte criativa do projeto) e impressa em vários produtos, como camisetas, canecas, bolsas, bandanas para animais de estimação... o céu é o limite! O ramo dos impressos é relativamente fácil e quase não envolve grandes desafios para começar.

    Leitura recomendada: como abrir uma loja virtual de camisetas

    💡 Dicas:

    • Camisas e produtos impressos podem servir de complemento à sua loja física ou e-commerce. Pense na venda desses itens como um estímulo à divulgação da sua marca.
    • Se você não for designer, sites como o Canva podem ajudar a desenvolver projetos com base em modelos criados por quem entende do riscado.
    • Use aplicativos que lidam com a logística das impressões sob demanda, como Printful e Lulu Xpress, e descubra as possibilidades desse modelo de negócios.

    3. Acessórios de moda

    Loja Lokal Wear

    Acessórios são outra ideia de negócios que abrange produtos simples, como colares de miçangas e pulseiras trançadas, e itens elaborados que exigem o uso de equipamentos específicos, como a ourivesaria. Por ser um mercado saturado, você precisa estudar suas iniciativas para ganhar destaque entre os consumidores. Qual será o diferencial das suas criações? Existe algum nicho que valha o investimento?

    Leitura recomendada: tendência de acessórios minimalistas

    💡 Dicas:
    • A moda está em constante transformação. Para descobrir se a sua ideia é boa, pesquise as tendências do mercado no Google Trends e acompanhe o conteúdo de blogs especializados e influenciadores digitais.
    • Aplicativos como o Jewelfie ajudarão a melhorar a experiência dos clientes com seus produtos. Pense na possibilidade de investir em ferramentas desse tipo.
    • É importantíssimo usar fotos de boa qualidade para divulgar seus produtos, mas nem sempre você vai obter resultados satisfatórios por si só. Para atrair clientes com fotos que façam jus à beleza dos seus acessórios, contrate um profissional que saiba retratar adequadamente o tamanho e o brilho de joias e bijuterias. Se quiser economizar, procure fazer parcerias com marcas de vestuário e dividir os custos das sessões de fotos.

    4. Presentes e clubes de assinatura

    Make curated gift boxes.

    Loja Present Day (em inglês), foto de Matt Wiebe

    O ramo dos kits de presentes ou clubes de assinatura é uma ótima pedida para pessoas não tão habilidosas em artesanato, mas que têm um bom olhar para produtos interessantes. Contrariando a simplicidade dos produtos impressos, organizar kits com itens selecionados pode envolver muito trabalho.

    Por mais que montar os kits pareça uma tarefa entediante, essa atividade tem suas vantagens. Todos os kits de clubes de assinatura costumam ser embalados de uma vez, pelo mesmo período e em caixas do mesmo tamanho, seguindo uma padronização que facilita o processo.

    Leitura recomendada: oportunidades dos clubes de assinatura

    💡 Dicas:

    • Calcule o que será necessário em termos de armazenamento e montagem: sua casa comporta esse negócio, ou você terá que alugar outro espaço?
    • Incentive os clientes a se comprometerem com a sua ideia. Por exemplo, dê um bom desconto para consumidores que pagarem a assinatura previamente ou ofereça o primeiro mês grátis.
    • Gerencie as assinaturas usando aplicativos como o Recurring Orders & Subscriptions.

    5. Velas

    Em um mercado com vários nichos, como religião, decoração e festividades, a indústria de velas movimenta 2,3 bilhões de dólares nos Estados Unidos. Assim como no caso dos sabonetes, a internet está repleta de tutoriais que mostram como fazer velas. Ou seja, você não precisa ser especialista para aprender a derreter e moldar parafina.

    Loja recomendada: produtos para velas da loja African Artesanato.

    💡 Dicas:

    • Tenha cuidado e sempre use etiquetas de segurança. Devido à natureza das velas e ao risco de ferimentos e incêndio, proteja a sua empresa de possíveis processos judiciais decorrentes do uso de seus produtos.
    • Escolha um nicho como diferencial: a marca Frostbeard Studio conquistou amantes de livros elaborando nomes criativos para os aromas de suas velas e explorando referências literárias em seus produtos.
    • Não subestime a marca e a embalagem. Não há muita variedade em termos de ingredientes, mas suas velas podem se destacar em uma embalagem bonita que demonstre a força da sua marca.

    6. Doces

    Loja Mochissimo

    Balas, biscoitos, bolos, chocolates, geleias... O açúcar é um ingrediente versátil que se transforma em uma infinidade de produtos para vender. Embora tenha complicações específicas (legalizações, exigências de rotulagem e prazo de validade), essa categoria tem espaço de sobra para a criatividade.

    Festividades em geral, datas comemorativas, brindes em eventos, bufês e cestas de presente são apenas alguns exemplos de nichos que esse mercado oferece. Faça pesquisas sobre a viabilidade de vender seu produto online e verifique, por exemplo, se a fragilidade e a refrigeração são impedimentos para o envio dos seus produtos.

    Leitura recomendada: fotos perfeitas na área da gastronomia

    💡 Dicas:

    • Acompanhe minuciosamente a cadeia de suprimentos do seu produto. Escolha com cuidado os fornecedores dos ingredientes para garantir que as descrições do rótulo reflitam exatamente o que está dentro da embalagem.
    • Recorra a advogados especializados ou à vigilância sanitária para ter certeza de que seus rótulos atendem aos requisitos de informações nutricionais, ingredientes e avisos sobre alergias.
    • Para evitar o uso acidental de produtos vencidos, arrume os ingredientes do seu estoque por ordem de data de vencimento e mantenha todos os estoquistas da sua loja cientes dessa orientação.

    7. Arte e gravuras

    Loja Casa que Tem

    A velha história de que arte não rende dinheiro ficou para trás, pois nunca houve um momento tão propício para artistas criarem e venderem seus trabalhos. Seja com obras inéditas ou gravuras reproduzidas, é possível alcançar públicos distantes e vender seus produtos para qualquer lugar do mundo.

    Leitura recomendada: como vender arte na internet

    💡 Dicas:

    • Trabalhe com galerias de arte estabelecidas para mostrar suas criações em grande estilo e atrair público para o seu e-commerce.
    • Faça fotos profissionais das suas obras. Se precisar economizar, digitalize seus produtos e trabalhe as imagens em aplicativos especializados.
    • Pense na possibilidade de reproduzir sua arte em formatos diversificados, como ilustrações, cartões, camisetas e canecas. Você pode fazer esse trabalho contratando uma empresa que ofereça toda a logística, ou talvez possa licenciar suas criações para outras empresas de e-commerce.

    8. Produtos digitais

    Sell digital products.

    Loja Retro Supply (em inglês)

    Os produtos digitais vieram para ficar. Fazer e vender produtos digitais (como licenças de fontes, modelos para convites de casamento, webinars e ações de Photoshop) é um empreendimento um pouco mais trabalhoso no começo, mas relativamente fácil de manter depois que você dá o primeiro passo. O custo total é bastante baixo, e esse ramo de negócio praticamente elimina problemas típicos dos produtos físicos, como estoque e envio por correio.

    Leitura recomendada: transformação digital a favor das vendas

    💡 Dicas:

    • Defina a melhor forma de envio: aplicativos como o Sky Pilot podem ser integrados à sua loja para fazer o envio imediato de produtos digitais ou gerar um link para cada cliente.
    • Se você armazena seus arquivos na Shopify, faça o possível para que o tamanho total não ultrapasse 5 GB. Se os arquivos forem maiores, procure compactá-los em arquivos .zip usando programas como o 7-zip.

    9. Bottons e broches esmaltados

    Loja PEITA

    Por incrível que pareça, os broches ainda são muito procurados e continuam sendo tendência entre os consumidores. A confecção de broches e bottons costuma envolver fabricantes terceirizados, mas nada impede que você participe da composição do design das peças. Crie sua arte ou contrate um designer que possa concretizar suas ideias.

    💡 Dicas:

    • Se você decidir trabalhar o design sem ajuda de outra pessoa, programas especializados (como Photoshop e Illustrator) serão uma ferramenta bastante útil. Também há alternativas gratuitas, como o Pixlr e o GIMP.
    • Evite degradês, procure usar apenas cores sólidas e tente não compor peças com muitos detalhes.
    • Faça as perguntas certas ao fabricante: quais são as opções de fecho e material? Posso receber amostras? Quais embalagens estão disponíveis?

      10. Produtos tradicionais feitos à mão

      Sell handmade goods.

      Loja Old World Kitchen (em inglês)

      Trabalhos em couro, madeira entalhada, bordado e cerâmica são tradicionais e representam um mercado próspero há anos. O movimento contra a produção em massa reacendeu certas tendências, como a alimentação saudável e consciente, o uso de produtos sob medida e a compra de obras artesanais.

      Muitas dessas atividades exigem habilidades aprimoradas ao longo do tempo, mas você pode dar asas à sua imaginação e aprender o que for preciso em tutoriais online, oficinas presenciais e experiências práticas.

      💡 Dicas:

      • Boa parte do valor dos produtos artesanais está na história de seus artesãos e artistas. Conte a sua história nas descrições dos produtos, elabore um conteúdo atraente e aproveite a embalagem para transmitir a mensagem da sua marca.
      • Se as suas ideias caírem nas graças do público, pense em como você vai manter o aspecto artesanal dos produtos, mesmo que esteja fabricando em grandes quantidades. Daria para contratar mão de obra? Talvez seja possível terceirizar a parte mais pesada da fabricação, de modo que você ou sua equipe interna só precisem finalizar o produto artesanalmente.

      Este artigo está chegando ao fim, mas as ideias não param por aqui! Não esqueça de que você pode fazer e vender praticamente qualquer produto, então dê asas à sua imaginação. Faça as leituras recomendadas, inspire-se com os nossos exemplos de empresas e junte-se a lojistas que dominam a arte de transformar boas iniciativas em negócios lucrativos.


      Which method is right for you?Sobre a autora

      Carolina Walliter é escritora, tradutora e intérprete de conferências e, em parceria com a Shopify, faz a curadoria e a localização de conteúdo para o blog da Shopify em português do Brasil.

      Post original em inglês: Dayna Winter

      Tradução e localização: Mitsue Siqueira

      Você tem dúvidas sobre a Shopify?

      Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

      atendimento@shopify.com