Blogs da Shopify

Guia para fotografar produtos com luz natural

DIY natural lighting for product photography.

A iluminação natural pode ser sua melhor amiga ou pior inimiga na hora de tirar fotos de produtos. Se você a domina, os resultados vão falar por si só. No entanto, se errar na mão, pode editar o quanto quiser que não será possível salvar uma foto com falta de iluminação.

As configurações de iluminação e câmera determinam o resultado da sessão inteira antes mesmo de ela começar, portanto, ter um entendimento sólido dos conceitos básicos de iluminação vai lhe ajudar a obter fotos profissionais de produtos que poderão ser usadas no seu site e nas suas ações marketing.

Para a maioria dos lojistas, ter acesso a um estúdio de fotografia e a todo o equipamento necessário para tirar fotos profissionais de produtos é algo improvável. Portanto, neste artigo, veremos como você pode dominar a iluminação natural por conta própria e tirar fotos lindas usando apenas um smartphone ou uma câmera profissional.

1. Busque condições ideais de iluminação

DIY lighting setup.

A parte mais importante de toda configuração de fotografia é a iluminação – que é também a parte mais difícil de acertar.

Não existe uma receita de bolo nem um modelo único para todas as soluções. Produtos diferentes vão exigir tipos diferentes de iluminação; cabe a você descobrir o que funciona melhor para os seus produtos. Depois de entender o básico, será uma questão de tentativa e erro até você encontrar a fórmula perfeita. Neste artigo, vamos falar especificamente sobre iluminação natural.

A iluminação natural que vem de uma janela é a solução ideal por alguns motivos. Antes de mais nada, qualquer um tem acesso a uma janela. Em segundo lugar, essa iluminação natural da janela tem uma direção única. Isso gera sombras naturais, criando um efeito 3D que adiciona textura ao seu produto, dando-lhe vivacidade.

Para fotografar ao lado de uma janela, escolha o momento do dia com maior claridade. Observe as condições climáticas: o dia está ensolarado ou nublado? Para obter a aparência desejada, a luz intensa do sol pode não ser o que você precisa. É aqui que a prática e descobrir qual aparência você prefere entram em cena. Como você pode ver abaixo, fotografar com iluminação natural pode fazer uma grande diferença nos realces e nas sombras da sua foto.

2. Aproveite a iluminação natural

Uma excelente iluminação natural é essencial para conseguir imagens perfeitamente definidas. Controlando as sombras criadas a partir da luz natural, você pode deixar as fotos do seu produto mais interessantes.

Mas uma das coisas mais previsíveis sobre a mãe natureza é que ela é imprevisível, portanto, a iluminação natural também muda frequentemente de um minuto para o outro. Assim, você precisa se preparar para qualquer eventualidade.

À medida que o sol muda e se move ao longo do dia, ele afeta a maneira como a luz natural entra pela janela. Encontrar a melhor luz para tirar fotos de produtos pode ser um desafio – na melhor das hipóteses! Fique de olho na mudança da luz ao longo do dia para descobrir quando é o ponto ideal para aquele local específico.

Existem três termos que você deve conhecer para iluminar seu objeto com iluminação natural:

  • A iluminação frontal é quando a luz natural indireta atinge um produto de frente.
  • A contraluz é quando a luz atinge o objeto por trás.
  • A iluminação lateral é quando a luz vem de ambos os lados do produto.

Seja qual for o ângulo de iluminação que você preferir, é importante observar que cada um projeta uma sombra no lado oposto.

Natural light.

Para começar a usar luz natural, coloque uma mesa ou uma cadeira ao lado de uma janela grande e posicione um fundo infinito (pode ser uma cartolina branca grande) contra a parede. Isso vai agregar a combinação perfeita de boa iluminação com sombras suaves. O truque é evitar a luz direta do sol, pois ela vai causar sombras escuras e incômodas à vista.

Product in sunlight.

Se o sol estiver muito forte, não se preocupe: sua sessão de fotos não está fadada ao fracasso. Em vez disso, segure uma folha branca fina, conhecida como difusor, contra a janela para difundir e suavizar a luz para criar um efeito menos forte. Evite a luz intensa a todo custo, pois, muitas vezes, ela faz com que as cores pareçam mais saturadas e acaba destacando até a falha mais minúscula, que não é visível a olho nu.

Como usar um refletor para preencher sombras

Se o sol decidir se esconder atrás das nuvens de uma hora para a outra, diminuindo o nível de luz natural, verifique se você tem um refletor à mão para poder desviar e intensificar a luz e, assim, preencher as sombras. Um refletor pode ser uma placa de espuma branca ou qualquer tela branca. Você pode comprar placas de espuma branca em praticamente qualquer loja de artesanato ou escolher um refletor na Amazon.

Sem luz natural suficiente, as sombras dos vincos desta jaqueta se destacam.

Se você estiver usando um refletor pela primeira vez, pode controlar a quantidade de luz natural que é desviada de volta, movendo o refletor para mais longe ou mais perto do seu produto. O uso de uma superfície branca ajuda a refletir a luz natural do sol de volta para o produto.

Com um refletor, os vincos ficam menos aparentes à medida que as sombras são preenchidas pela luz natural.

Observe de onde a luz está vindo e a desvie para a direção oposta. Você deve fotografar diretamente ao lado da fonte de luz a um ângulo de 90°, e depois desviar essa luz de volta para o objeto. Isso vai dar o máximo de luz possível para a sua imagem, além de eliminar o máximo de sombra possível.

Para minhas fotos de modelos de moda, eu sempre mantenho a janela à direita e meu refletor à esquerda. Isso ajuda a desviar a luz para lugares onde há pouca ou nenhuma luz, dando um acabamento muito mais suave à foto.

Não tenha medo de brincar com o ângulo do refletor para encontrar o equilíbrio certo entre as sombras e a iluminação. Ao fotografar um produto na contraluz, tente colocar o refletor na frente do produto para que a luz natural possa desviar para ele.

Os produtos com iluminação lateral podem produzir sombras bem intensas, portanto, tenha em mãos o seu fiel refletor, que permite que a luz desvie de volta sobre as sombras e as suavize.

3. Configure o fundo

DIY camera setup.

Ao fotografar seu produto, você precisará de espaço para o seu fundo, outro elemento essencial para conseguir tirar fotos boas usando luz natural.

Seu fundo deve ser sempre branco, pois a cor branca reflete a luz natural no produto e gera fotos uniformemente iluminadas. Um fundo branco ajuda muito no processo de edição, pois facilita a remoção desse mesmo fundo.

Para tirar fotos de produtos menores, você pode fotografá-los sobre uma mesa com uma folha de papel branca grande fixada na parede atrás do produto. Ou, então, você pode encostar uma cadeira embaixo de uma janela grande. Cole ou prenda uma cartolina branca grande no encosto da cadeira ou na parede, dependendo do ângulo em que você for fotografar.

Para tirar fotos de produtos maiores, compre um rolo de papel de parede branco e pregue algumas faixas grandes na parede. Você também pode usar um lençol branco para criar o fundo e deixar a gravidade cuidar do resto.

Como você pode ver, tirei a foto contra uma parede branca, deixando espaço suficiente para um refletor e uma câmera. Usei uma cartolina branca e a prendi em um formato levemente curvilíneo. Isso deixa o plano de fundo sem marcas e permite que a luz reflita no produto.

Para segurar a cartolina, prendi as pontas com pregadores de roupa bem reforçados. Se você não tiver pregadores ou outro tipo de grampo, dá para prender a cartolina com fita da parede até o chão, criando uma leve curva.

É fundamental que o fundo esteja fixo para garantir que nada se mova durante o processo de fotografia. Isso ajuda a obter resultados consistentes, pois qualquer mínima alteração vai afetar os reflexos e as sombras.

4. Explore diferentes ângulos de câmeras

Camera angles

Suas fotos precisam responder visualmente qualquer questionamento que a descrição de seu produto não explique por completo. Por isso que é tão importante variar os ângulos em que seus produtos são fotografados.

Mostre diferentes perspectivas que ajudem a exibir as principais características do produto para seus clientes. O objetivo final é fotografar seu produto de todos os ângulos, oferecendo aos clientes uma visão de 360°. Possibilitar que ele seja visto por todos os ângulos aumenta o engajamento de forma significativa, pois você oferece mais informação por meios visuais, ajudando seus clientes a visualizarem o produto sendo usado ou vestido.

Product angles.

Ao tirar fotos do produto de vários ângulos, você também acrescenta personalidade e criatividade às fotos. Como regra de ouro, a imagem de destaque deve ser um clique frontal do produto. É recomendado que se tenha até 12 imagens complementares que destaquem as principais características do produto.

Caso você fique em dúvida sobre quais características fotografar, priorize aquelas que destacam a qualidade do produto. Tire fotos em close-up do tecido, detalhes da estampa, textura ou até mesmo do produto sendo usado. Certifique-se de destacar os detalhes do produto que os clientes vão querer examinar.

Product highlight

Para quem é iniciante em fotografia de produtos, é recomendável que você movimente o produto em vez de mover a câmera. Mantenha a câmera em um tripé no mesmo local e mude os ângulos do seu produto em vez de mover a câmera como um todo. Tente deixar o produto no mesmo local toda vez que tirar uma foto nova, apenas o gire em torno de seu próprio eixo. Assim, as fotos finais terão o mesmo enquadramento. E você vai manter a consistência das imagens, reduzindo o esforço de edição.

Para quem for um pouco mais experiente ou tiver mão firme, é possível arriscar diversos ângulos de câmera sem o tripé. Tente fotografar o produto visto de cima em vez de usar um ângulo frontal. Uma foto tirada de cima permite que você inclua mais itens. Isso é bem útil quando você deseja exibir uma linha de produtos ou em uma foto dentro de um contexto. E que tal experimentar tirar uma foto de baixo para cima, para fazer o seu produto parecer maior do que ele é?

Esses são os principais ângulos de câmera que você deve conhecer e experimentar em suas fotos:

  • Frontal/ nível do olho: mostra o produto exatamente da forma que o vemos na realidade. É o ângulo recomendado para sua imagem de destaque.
  • Ângulo picado/ alto: mostra o produto visto de cima, como se você estivesse olhando para baixo.
  • Ângulo contrapicado/ baixo: mostra o produto visto de baixo, como se você estivesse olhando para cima para ver o produto.
  • Vista aérea: mostra o produto diretamente de cima, como se você estivesse sobre o produto.
  • Inclinado: mostra o produto a partir de um lado, como se você estivesse vendo o produto a partir de sua lateral.

5. Use as configurações manuais da câmera

A beleza de fotografar com uma câmera profissional é poder controlar todo e qualquer aspecto da foto por meio de várias configurações. Mas antes de começar a mexer nelas, você precisa montar o tripé. Um tripé é essencial para você conseguir explorar ao máximo as configurações da sua câmera. Se não tiver um tripé, você pode usar uma pilha de livros.

Um tripé é necessário para garantir estabilidade, minimizando a probabilidade de qualquer movimento arruinar uma ótima foto. É recomendável alinhar o tripé com o produto a ser fotografado, para que fique mais fácil quando você precisar mudar as configurações durante a sessão.

Para melhores resultados, é recomendável sempre fotografar no modo manual. Dominar o modo manual permite que você se adapte ao ambiente, seja ao ar livre ou em um estúdio. Esse modo também permite que você tire fotografias excelentes em diversas condições de iluminação.

Fotografar no modo manual lhe dá o poder de controlar todas as configurações sem se preocupar com qualquer configuração automática que possa dar errado, como o flash. As principais configurações que você deve dominar para aproveitar o máximo da luz natural são:

  • abertura;
  • sensibilidade ISO;
  • balanço de branco;
  • velocidade do obturador.

Abertura

Aperture example.

Vamos começar pela abertura. Eu recomendaria usar um valor f-stop alto, pois ele ajuda a manter o foco em todos os detalhes. Eu prefiro fotografar entre f/8 e f/14, para manter o produto inteiro em foco sem perder muita iluminação.

Para ter certeza de que o produto inteiro estará em foco, use uma configuração acima de f/12. Algumas câmeras não vão tão alto assim, então use a maior configuração disponível. Basicamente, quanto maior a abertura, mais iluminada ficará a foto final.

Sensibilidade ISO

Agora, vamos nos aventurar com a sensibilidade ISO. As configurações de sensibilidade ISO ajustam a reação da câmera à luz. Quanto menor for a escala ISO, menos sensível a câmera é à luz e maior é a qualidade da imagem. Mas quando a configuração da ISO tem um valor muito alto, as imagens começam a ficar granuladas ou pixeladas. Ao fotografar em um ambiente escuro, por exemplo, é necessário um valor ISO mais alto, porém o objetivo é encontrar equilíbrio entre a qualidade da luz e da imagem.

Assim que você encontrar a melhor configuração ISO que se adeque ao seu ambiente, você terá fotos belas e nítidas do seu produto. Meu estúdio tem luz natural em abundância, então costumo deixar a configuração ISO entre 300 e 500, dependendo do tempo lá fora. Se o dia estiver muito nublado, aumento as configurações ISO para esquentar os sensores e depois ajusto até que a imagem esteja boa e nítida.

Balanço de branco

Escolher o balanço de branco certo vai fazer com que sua câmera se ajuste adequadamente à cor do seu produto em contato com a luz. Para iniciantes, é prudente usar a configuração automática para balanço de branco, assim a câmera vai escolher automaticamente a configuração de acordo com a iluminação.

Quando você pegar mais confiança com as configurações da câmera, sugiro selecionar o balanço de branco manualmente, para reproduzir mais fielmente aquilo que você vê. O objetivo é que a imagem que você vê no visor seja a mais fiel possível ao que você está enxergando a olho nu. Apesar de ser um grande amplificador de luz natural, demora um pouco para se acostumar com os ajustes.

Um aumento repentino de luz solar ou até mesmo sol mais intenso podem deixar suas imagens superexpostas. Uma foto superexposta é difícil de corrigir na pós-edição, pois os detalhes não são tão nítidos por conta da iluminação intensa (especialmente se você estiver usando um software de edição de fotos gratuito). Siga o conselho acima sobre aproveitar a luz natural e você não terá problemas com isso.

Velocidade do obturador

Quando tiver configurado a abertura, a sensibilidade ISO e o balanço de branco, você pode enfim configurar a velocidade do obturador. A velocidade do obturador vai determinar por quanto tempo o obturador vai ficar aberto quando se está fotografando. Uma velocidade maior do obturador vai ajudar a câmera a absorver mais luz, o que ajuda a formar uma foto bastante nítida.

Minha dica principal para aproveitar ao máximo a velocidade do obturador (e todas as demais configurações da câmera) é usar um tripé. Manter a câmera estável permite que todas as configurações funcionem de forma coesa, deixando o medidor de luz interno da câmera fazer seu trabalho e, como resultado, possibilitando fotos perfeitas do seu produto.

Configurações manuais para câmera de smartphone

Não há dúvidas de que uma câmera profissional é a melhor solução para se tirar fotos de produtos, mas não ter uma em mãos não é motivo para desistir. A tecnologia dos smartphones avança ano a ano e a maior parte deles tem excelentes câmeras embutidas. Na pior das hipóteses, você pode tirar fotos de alta qualidade e deixar o resto para a edição.

Smartphone camera settings.

Aqui vão algumas dicas fundamentais para fotografar o seu produto com um smartphone:

  • Evite usar o zoom, ele reduz significativamente a qualidade da imagem.
  • Evite fotos borradas; invista em um tripé para smartphones.
  • Evite a câmera para selfies; ela não é tão boa quanto a câmera principal do aparelho.
  • Evite usar flash, pois ele vai causar uma superexposição da sua foto, distorcendo as cores.
  • Evite um fundo escuro ou que cause distrações; sempre fotografe contra um fundo branco e plano.
  • Evite muitas edições, isso reduz a qualidade da foto; faça somente ajustes pontuais.

Vários apps podem lhe ajudar a obter resultados semelhantes aos de uma câmera profissional (DSRL). Um que costumo recomendar é o Lightroom CC. Com esse app, você pode controlar configurações como formato do arquivo, podendo escolher entre JPG e DNG. O formato DNG oferece mais informações sobre a imagem e produz uma foto de melhor qualidade. O ponto negativo de usar o formato DNG é que ele ocupa mais espaço de armazenamento no seu dispositivo.

Outros fatores que você pode ajustar são a proporção da tela, o timer, as linhas de grade, os níveis, além da função “highlight clipping”, que mostra precisamente onde há superexposição na imagem. Depois de tirar as fotografias, você pode ajustar cor, exposição, tom e contraste no Lightroom CC.

Product photography with a smartphone.

Recomendo fazer o download do Lightroom CC em seu computador para poder sincronizar as fotos entre os aplicativos do computador e do telefone. Prefiro editar as fotos no aplicativo para desktop, pois a tela grande é melhor para ver o que precisa ser consertado.

6. Fotografe seus produtos

Shooting product photos.

Agora que você já preparou tudo, é hora de fotografar! Você certamente precisará ajustar algumas coisas ao longo do processo, mas a prática leva à perfeição. Divirta-se e use sua criatividade! Tire várias fotos em uma variedade de ângulos e registre as configurações usadas e quais foram os resultados obtidos.

Dedique mais tempo entre diferentes ângulos para analisar as imagens e verificar se é necessário ajustar alguma configuração. Se tiver tempo, sugiro que faça o upload das fotos em um laptop ou computador ainda durante a sessão de fotos para ter um contato mais íntimo com elas. Assim que tiver escolhido as melhores fotos, é hora de editá-las.

Para conhecer mais sobre o assunto, não deixe de ler o nosso guia completo sobre fotografia de produtos. 

Guia completo sobre fotografia de produtos

Aprenda a tirar fotos incríveis dos seus produtos mesmo com um orçamento apertado.


Which method is right for you?Sobre a autora

Carolina Walliter é escritora, tradutora, intérprete de conferências e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil.

Post original em inglês: Rachel Jacobs

Tradução e localização: Marina Borges

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com