Franquias de sucesso e e-commerce: a chave para sair da crise em 2017

Franquias de sucesso e e-commerce: a chave para sair da crise em 2017

Franquias de sucesso e ecommerce

As franquias têm sido um escape para quem quer investir durante a crise sem ter que correr muitos riscos. Com um modelo comprovado e que funciona, os empreendedores cada vez mais têm procurado esse tipo de negócio.

Vários indicadores mostram que as franquias podem ser a saída para a crise:

  • em 2016, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franquias), o setor de franquias cresceu 8,3% em faturamento. O faturamento total desse setor no ano foi de R$ 151,247 bilhões;
  • em 2015 o faturamento foi de R$ 139,593 bilhões.

Faturamento das Franquias 2016 - ABF

A recessão é apontada como a causa do crescimento das franquias, pois ocorreram muitas demissões em 2015 e 2016, o que levou muitos brasileiros a investirem principalmente em microfranquias.

A verdade é que muitos dos novos empresários do franchising brasileiro são pessoas que perderam seus empregos e pensaram em investir seu dinheiro numa nova possibilidade de renda.

Mas e quanto ao e-commerce?

Se o setor de franquias vai bem, é interessante notar que dados do relatório Webshoppers, feito pela Ebit, mostram um crescimento do e-commerce de 7,4% de faturamento em 2016 com relação a 2015. Em torno de R$ 44,4 bilhões foram vendidos ante R$ 41,3 bilhões em 2015.

Faturamento e-commerce 2016 Ebit

O que isso te leva a pensar?

Esses são dois segmentos que a crise praticamente não atingiu e ainda houve um crescimento considerável.

 

Por que então não juntar esses dois segmentos e quem sabe mudar a sua história em 2017?

Eu começaria hoje mesmo!

Mas primeiro temos que entender o que é e como começar a sua própria franquia para aliá-la ao e-commerce. Neste artigo temos tudo o que você precisa saber para começar a franquear e gerar bons negócios.

O que você vai aprender sobre franquias

  • o que é franquia
  • como funciona uma franquia
  • vantagens de abrir uma franquia
  • desvantagens de abrir uma franquia
  • tipos de franquia
  • legislação
  • como usar o e-commerce da Shopify na sua franquia 

O que é franquia

A Franquia, também chamada de franchising ou franchise, é um tipo de estratégia usada pelas empresas em que o franqueador (dono do negócio) cede uma licença da sua marca ao franqueado (aquele que vai abrir a franquia). Isso significa que o franqueado terá o direito de uso da:

  • marca;
  • patente;
  • infraestrutura;
  • tecnologia de implantação e administração do negócio, e todo o conhecimento e direito de distribuição exclusivo ou semi-exclusivo de produtos ou serviços.

Dentro desse sistema, cabe ao franqueado:

  • fazer um investimento inicial do valor da franquia;
  • trabalhar para que a franquia dê certo;
  • pagar parte do faturamento ao franqueador (já que ele forneceu todo o know-how) na forma de royalties.

Vale lembrar que essa relação não caracteriza nenhum vínculo empregatício, mas apenas a cessão da marca para exploração comercial.

Como funciona uma franquia

Como visto acima, para entrar em uma rede de franquias, você deve pagar uma "taxa de entrada", também chamada de licença, para fazer parte da rede. O franqueado, portanto, deve pagar o valor da taxa de franquia.

Quando você paga a taxa de franquia, isso significa que este valor está relacionado a toda orientação e capacitação inicial (feitas pelo franqueador) para que você, o  franqueado, tenha sucesso quando a sua franquia estiver pronta e funcionando. 

Template Icon

Relatório completo: desempenho do franchising 2016

Obtenha todos os dados sobre o desempenho das franquias em 2016 feito pela ABF.

Obter o relatório

As taxas de franquia dependem bastante:

  • do mercado em que elas estão inseridas (alimentos, vestuário, marketing digital, etc.);
  • do valor da marca do franqueador;
  • gastos com a imagem;
  • tempo de mercado.

De forma geral, o mercado apresenta taxas de franquia diversas e, em alguns casos, sem padrões de comparação entre os negócios, em função de expectativas de investimento e retornos previstos. 

Ao avaliar qual a melhor franquia para o seu negócio, você deve:

  • levar em consideração a sua viabilidade econômica e financeira;
  • se planejar para que o lucro que você espera esteja de acordo com o modelo de negócios que você quer seguir e com a rentabilidade anual ou mensal da franquia; 
  • escolher uma franquia que dê um prazo para o retorno do investimento. Esse retorno varia de acordo com o tipo e mercado da franquia escolhida. Portanto, escolher uma franquia também deve levar em conta o seu perfil de investidor;
  • pedir consultoria ou orientação sobre qual seria a melhor franquia para o seu perfil. Você deve entender quais seriam os cenários financeiros de cada franquia e como seriam as possibilidades futuras do negócio.

O franqueado deve ter em mente que a taxa de franquia é somente um dos muitos gastos que existirão até a abertura do negócio. O recomendável é que a taxa de franquia não seja mais do que 10 a 20% de todo o investimento a ser feito.

Vantagens de abrir uma franquia

Vantagens e desvantagens da Franquia

Existem inúmeras vantagens ao abrir sua franquia, a mais notória é obter todo o conhecimento do franqueador. Dentre as mais importantes citamos:

1. Para o franqueador

  • aumento do negócio com mais unidades, sem a necessidade de capital;
  • geração de recursos de terceiros;
  • fortalecimento de marca;
  • economia de tempo ao concentrar-se na produção e desenvolvimento de novos produtos e serviços;
  • franqueados são parceiros que possuem interesse no negócio e fazem de tudo para crescer;
  • quanto maior a franquia mais a marca é reforçada;
  • os custos fixos são menores do que com unidades próprias, pois não existe centralização;
  • o crescimento é bastante acelerado, já que o franqueado faz grande parte da logística;
  • viabiliza ações de promoção e de marketing de forma conjunta e coordenada.

2. Para o franqueado 

  • favorecimento de atuação em um mercado competitivo;
  • uso de marca consolidada, com metodologia e tecnologia testadas;
  • minimiza os riscos de abertura, já que o negócio funciona e foi comprovado;
  • orientação e assistência na administração do negócio;
  • benefícios com o aumento da rede de franquias;
  • abertura de negócio sem necessidade de experiência empresarial no setor.

Desvantagens de abrir uma franquia Desvantagens da franquia

Como em todo negócio, também há desvantagens nas franquias:

1. Para o franqueador

  • dificuldade nos padrões operacionais e na dispensa do franqueado;
  • o processo de quebra do vínculo com o franqueado apresenta vários problemas;
  • a divisão de ganhos fica complexa com o aumento do negócio;
  • o franqueador pode estar formando sua própria concorrência futura.

2. Para o franqueado

  • pouca ou quase nenhuma possibilidade de iniciativas individuais;
  • custo com a marca e a metodologia;
  • dificuldade em vender o negócio caso desista;
  • risco do franqueador fracassar e levar a prejuízos (mesmo sendo raros os casos).

Tipos de franquia

Para fazer a marca crescer, o franqueador pode optar por vários tipos de franquia, dentre os mais comuns citamos:

Microfranquias

As microfranquias, que também estão dentro do grupo de franquias baratas e lucrativas, são um tipo de franquia que exige baixo investimento ou nenhum investimento inicial. Como esse tipo de franquia tem um baixo custo operacional e uma operação simples, elas podem ser feitas em casa (home office) e não exigem do franqueado um ponto comercial. 

Segundo dados da ABF, as microfranquias vêm crescendo num ritmo acelerado. Grande parte desse crescimento é devido ao seguinte:

  • baixo investimento inicial;
  • retorno financeiro rápido;
  • não precisar de um ponto comercial;
  • possibilidade de deslocamento até o endereço do cliente.

Microfranquias - crescimento até 2016

Como desvantagem das microfranquias, podemos citar o menor faturamento. Ele tende a ser um pouco menor, já que o investimento inicial feito é baixo.

O franqueado deve estar atento na hora de comprar uma microfranquia caso haja:

  • exigência de um volume de compras mensais de produtos do franqueador;
  • cobrança de qualquer taxa ou cumprimento de qualquer exigência se um determinado limite de faturamento for alcançado.

Essas informações são importantes e precisam estar presentes no seu contrato de licenciamento de franquia, pois pode comprometer a sustentabilidade do seu negócio.

Você pode conferir os preços de microfranquias diretamente no site da ABF.

Template Icon

Relação de franquias baratas com telefone, e-mail e site

Baixe as 577 franquias baratas e lucrativas disponibilizadas pela Revista PEGN. Todas com preço em conta para você!

Baixar a relação

Franquias virtuais

As franquias virtuais também têm se tornado muito comuns. Elas possuem o mesmo sistema das franquias tradicionais, com pagamento de royalties, taxa de divulgação, licenciamento, entre outras.

Como nas microfranquias, as franquias virtuais também não precisam de alto investimento inicial e podem ser feitas a partir de casa (sem a necessidade de um local físico).

Dentre as franquias virtuais, as marcas de roupas, livrarias e cosméticos são as mais indicadas para investir.

No entanto, ao entrar no mercado de franquias virtuais é preciso ter conhecimento das ferramentas de divulgação online, sobre como montar lojas virtuais e marketing digital.

Na web é imprescindível uma estratégia de marketing digital bem elaborada e executada para conquistar a visibilidade dos consumidores.

Legislação

A Lei 8 955/94, de 15 de dezembro de 1994 fala sobre franquias no Brasil. Ela define o franchising (franquia empresarial) como modelo de negócio. 

Além de definir todos os passos para a abertura de uma franquia, ela define toda a relação que deve haver entre o franqueador e o franqueado.

Apesar de existir muitas formas para o licenciamento de uma marca, apenas aquelas que cumprem o disposto na lei do franchising devem ser tratadas como contratos de franquia.

Como usar o e-commerce da Shopify na sua franquia

Bom, agora que você já sabe o que é e como começar sua franquia, vamos ensinar quais são os tipos de franquias que melhor funcionam com uma loja virtual. 

Qualquer produto ou serviço pode ser vendido através do e-commerce, dentre eles destacamos:

As micro e pequenas franquias home based permitem uma maior flexibilidade para as vendas de produtos através do e-commerce. Porém, isso não significa que você não possa vender através de lojas virtuais, mesmo tendo optado por uma grande franquia de roupas, por exemplo.

Temos vários casos de sucesso de empresas que vendem online com a Shopify em diversos mercados. Você pode se inspirar em que franquia abrir ao estudar a história de sucesso dessas empresas.

O Shopify permite que você abra sua loja virtual de forma gratuita por 14 dias, então é só testar e começar a aliar o e-commerce à franquia que você escolheu.

Use o e-commerce da Shopify hoje mesmo – grátis por 14 dias.

Conclusão

Escolher qual franquia usar junto com o e-commerce pode ser complicado no início, mas você deve prestar atenção nas suas finanças, no seu perfil de investimento e na área que tem mais afinidade para escolher a franquia certa.

Não importa se a sua franquia é home based, virtual, micro, grande ou média, todas podem ser moldadas dentro de uma loja virtual.

O e-commerce e as franquias são segmentos em alta no mercado brasileiro. Aliar ambos na construção do seu novo negócio pode ser a peça que faltava para melhorar a sua renda familiar e quem sabe realizar todos os seus sonhos.

Gostou deste artigo? Conte pra gente nos comentários abaixo!

 

Autor: Jeferson Carlos 

1 comentários

  • Flávio Andrade
    Flávio Andrade
    March 07 2017, 12:41PM

    Excelente texto. Nunca havia pensado antes que poderia usar minha franquia dentro desses moldes. O texto também está direcionado para brasileiros o que é ótimo, já que há vários textos aqui mais voltados ao mercado americano.

    Obrigado

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.