Blogs da Shopify

Estratégias lucrativas para o marketing de afiliados

media strategy

A maior preocupação de um afiliado é conquistar um público-alvo receptivo, que esteja interessado não só nas ofertas, mas principalmente nos produtos que estão à venda.

Por mais que o e-commerce de hoje conte com dezenas de estratégias de marketing diferentes para chamar a atenção de clientes em potencial, como o marketing de segmentação, o marketing de influência e o marketing de conteúdo, uma estratégia de marketing pago pode ser o instrumento ideal para construir uma relação duradoura com o seu público-alvo.

Com uma estratégia de marketing pago, afinal, você ganha mais recursos para construir a identidade pública da sua marca como uma que é confiável (tanto aos olhos dos clientes como aos olhos das marcas que promovem os programas de afiliados).

Marketing pago e programas de afiliados

O marketing é, sem dúvidas, a ferramenta mais importante de qualquer afiliado, embora muita gente tenha a impressão (errada) de que todos os afiliados usam estratégias de marketing pago para anunciarem promoções e produtos.

Por mais que as estratégias de marketing digital e o próprio marketing pago sejam elementos cruciais para os afiliados, a verdade é que muitos desses profissionais acabam se preocupando mais com as métricas de desempenho e os lucros gerados – e, por isso mesmo, perdem de vista aquilo que realmente importa.

O objetivo de uma estratégia de marketing pago é ampliar a mensagem de uma loja. No entanto, o problema do marketing de afiliados é que muitas marcas que promovem programas de afiliados não permitem que os seus afiliados utilizem anúncios para promover os produtos.

Mas os afiliados podem usar esses anúncios como um canal para gerar tráfego até páginas específicas, como o site ou os perfis da loja nas redes sociais. Dessa forma, é possível evitar conflitos com a marca que promove o programa de afiliados – e, claro, poder desfrutar dos recursos e benefícios disponíveis em uma estratégia de marketing pago.

Em outras palavras: em vez de usar anúncios pagos para promover um produto de outra marca, os afiliados podem (e devem) usar esse espaço para construir e fidelizar seus públicos-alvo. A longo prazo, isso significa construir um público-alvo extremamente engajado e interessado em diversos produtos, potencializando a margem de lucro e o número de vendas do afiliado – o que é especialmente interessante não só para o afiliado, mas também para as marcas que promovem os programas de afiliados.

Leitura recomendada: Conteúdo nas redes sociais: fonte de valor agregado

Como criar anúncios poderosos

É fácil se perder nas taxas de conversão, nos botões de chamada para ação e em outros detalhes durante a criação de um anúncio, mas você não pode se esquecer de que o objetivo de qualquer mensagem, seja ela paga ou não, é um só: transmitir o valor do produto para o cliente.

Muitos afiliados acabam acumulando resultados negativos (e uma péssima reputação) porque se concentram demais nos elementos transacionais de um anúncio e se esquecem de que o segredo para o sucesso não está nos dados que medem o seu desempenho, mas sim na forma como o público-alvo consumirá aquele conteúdo; como eles identificarão aquela marca; e na relevância daquele anúncio para a experiência de compra.

Isso não quer dizer que os afiliados devam jogar os dados e medidores de desempenho pela janela; quer dizer apenas que é necessário expandir o horizonte e começar a analisar com mais cuidado o que está além desses números. Hoje em dia, as marcas que promovem programas de afiliados estão preocupadas não só com o número de clientes fidelizados ou o percentual de vendas realizadas pelos afiliados; elas estão interessadas na qualidade dessas conversões.

Como afiliado, é essencial que você saiba de que forma anunciar a marca que está promovendo, assim como é essencial que você consiga converter e redirecionar clientes com potencial de fidelização.

Lembre-se: a qualidade das vendas geradas é mais importante do que a quantidade de vendas.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

Tal mudança de foco dentro do marketing de afiliados é especialmente positiva para os afiliados, que agora têm liberdade para criar estratégias focadas na qualidade e não na quantidade de vendas. Também é uma mudança com impactos duradouros, já que permite a criação de um público-alvo mais engajado e, por consequência, o desenvolvimento de uma prática comercial mais sustentável.

Vejamos, então, seis dicas para afiliados que querem investir em uma estratégia de marketing pago.

media strategy: planning

1. Estabeleça uma identidade própria para a sua marca

Um afiliado é uma extensão da marca que está sendo anunciada: os seus anúncios e mesmo seu sucesso financeiro estão diretamente relacionados ao modo como você converterá o público-alvo e realizará as vendas.

De uma certa forma, então, o afiliado precisa conhecer tão bem o produto do programa de afiliados a ponto de conseguir anunciá-lo com mais sucesso do que a própria marca. Além disso, é essencial que o público-alvo do afiliado confie na loja; caso contrário, a venda simplesmente não acontecerá.

Vale lembrar que muitas marcas iniciam programas de afiliados porque estão buscando lojas capazes de atingir públicos que elas simplesmente não conseguem conquistar. Isso significa, então, que é justamente a confiança que os seus clientes têm na sua loja que torna você um afiliado com potencial.

O que a sua loja representa para os clientes? Você é um especialista em algum assunto? Eles confiam na qualidade dos conteúdos e dos produtos que você publica? Identifique aquilo que torna a sua loja relevante e use esse elemento como a pedra inicial na construção da identidade da marca.

Uma última estratégia relevante é: dê um rosto à marca – de preferência, o seu. Os clientes gostam de saber que há uma pessoa de carne e osso por trás da tela, e esse pequeno gesto muitas vezes é o primeiro passo para construir uma relação de confiança com eles.

2. Desenvolva uma estratégia de marketing pago que tenha como foco o público-alvo

As estratégias de marketing que colocam o público-alvo em primeiro lugar trabalham com a ideia de que é mais lucrativo segmentar o público em grupos menores do que criar um único conteúdo genérico para todos os clientes.

Portanto, ao investir o seu dinheiro em uma estratégia de marketing pago, concentre-se naquele segmento do seu público-alvo que está mais propenso a seguir a marca (e que tem maior potencial para ser um cliente fidelizado).

Leitura recomendada: Monetização de conteúdo: definições e tendências

3. Invista em estratégias de segmentação

Sim, uma outra dica que envolve a segmentação; já deu para perceber que é uma estratégia poderosa, não é mesmo?

Se você optar por anunciar no Facebook ou no Google, explore os recursos disponíveis nessas plataformas para controlar o tipo de exposição que o seu anúncio receberá: para quem ele será anunciado, de que forma e por quanto tempo.

No Google AdWords, por exemplo, é possível controlar a segmentação de anúncios com pequenos ajustes no conteúdo, alterando palavras-chave ou até mesmo o modo como o anúncio será encontrado. O AdWords também permite ajustar os anúncios de acordo com a localização geográfica, o fuso horário, a idade e o sexo do cliente.

Outro recurso incrível do AdWords é a segmentação por públicos-alvo de afinidade, que permite criar públicos-alvo com base em algum critério específico de nicho. Você pode, por exemplo, criar um público similar àquele que já compra nos seus concorrentes.

4. Experimente diferentes canais e formatos

É sempre bom lembrar que os melhores canais para anunciar são justamente aqueles frequentados pelo seu público-alvo; por isso mesmo, é importante estar atento à jornada de compra dos clientes.

Para ampliar o alcance da marca, você pode experimentar formatos diferentes de anúncios: posts patrocinados, conteúdo recomendado, anúncios segmentados no Messenger e por aí vai. Cada um desses formatos é capaz de proporcionar experiências relevantes e extremamente personalizadas, de modo que são recursos poderosos para a sua marca.

5. Adote uma estratégia de publicidade nativa

A publicidade nativa é uma espécie de conteúdo pago que funciona como conteúdo orgânico. Nesse sentido, é uma publicidade completamente diferente daquela mais tradicional, que costuma aparecer em pop-ups ou em janelas extremamente coloridas e chamativas (que, muitas vezes, atrapalham a navegação do cliente).

Como é exibida de maneira integrada ao conteúdo do site, a publicidade nativa parece mais natural – e, por isso mesmo, gera resultados melhores. Você pode utilizá-la em praticamente todos os canais de marketing, como as redes sociais, o YouTube ou mesmo na sua estratégia de e-mail marketing.

media strategy: social

6. Utilize conteúdos técnicos para criar uma estratégia duradoura

Os conteúdos técnicos são recursos excelentes para afiliados que querem desenvolver um público-alvo engajado e fidelizado. Aliados a uma estratégia de marketing pago, esses conteúdos podem ser ampliados e anunciados para públicos similares aos seus.

Uma excelente forma de distribuir esses conteúdos e conquistar clientes em potencial é criando um botão de chamada para ação que solicita um endereço de e-mail ou uma curtida nas redes sociais. Você pode compartilhar guias, eBooks, vídeos, templates ou até minicursos – criando, assim, uma relação dinâmica e potencialmente lucrativa.

É verdade que esta estratégia possivelmente não renderá resultados imediatos; no entanto, é uma que, a longo prazo, pode criar um ambiente especialmente positivo para um afiliado.

O público-alvo ou o produto?

Não construa anúncios para promover produtos; construa anúncios que comunicam uma mensagem relevante. Produtos vêm e vão conforme tendências de mercado, mas um público-alvo fidelizado é algo que pode ser cultivado ao longo de anos.

Colocar o seu público-alvo em posição de destaque permite a criação de conteúdos feitos sob medida, que levam em conta as demandas e os interesses dessas pessoas. Depois de conquistar a confiança do seu público-alvo, você pode começar a monetizar os conteúdos com serviços e produtos relevantes.

É verdade que o retorno financeiro não será imediato. No entanto, esta estratégia é uma que dará frutos lá na frente – e que fará de você um afiliado confiável.

As marcas que promovem programas de afiliados estão inaugurando um novo movimento dentro do marketing de afiliados: um que está voltado não para afiliados que conseguem gerar centenas ou milhares de vendas todos os meses, mas sim para aqueles capazes de construir uma relação de confiança com sues públicos-alvo.

Para não ficar de fora dessa nova onda, você pode investir em uma estratégia de marketing pago e colocar o seu público-alvo em uma posição de destaque dentro das suas operações.

Não se esqueça do seu potencial para transmitir o valor de um produto ou serviço; por mais que a marca que promova o programa de afiliados tenha construído o item a ser anunciado, é você quem tem o poder de apresentá-lo aos clientes.

Já trabalhou com uma estratégia de marketing pago? Conte para a gente nos comentários!


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Laura Andersen

Tradução e localização: Marcela Lanius

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com