Modelos x Manequins: Qual Deles Usar na Sua Loja Virtual?

Modelos x Manequins: Qual Deles Usar na Sua Loja Virtual?
Modelos e Manequins para Sua Loja Virtual

Embora utilizar modelos profissionais seja uma ótima forma de apresentar seus produtos, essa opção nem sempre é econômica. As melhores alternativas são os modelos amadores e os manequins.

Ao decidir entre modelos amadores e manequins, você está considerando principalmente um cenário de risco/recompensa, custos contínuos e o quão disposto está para administrar pessoas.

Modelos, mesmo amadores, são mais desejáveis, pois um corpo vivo ajuda a fazer os clientes se relacionarem com seu produto, além de proporcionar um grau maior de profissionalismo – mas eles também podem criar um processo imprevisível. Manequins são ótimos pois custam barato, além de ser consistentes e fáceis de trabalhar.

Vamos conferir um passo a passo sobre como você pode criar fotos de produtos próprias com alta qualidade a partir do uso de modelos amadores. Em seguida, analisaremos as vantagens oferecidas pelos manequins.

Fotografia de Produto com Modelos Amadores

Se você deseja tirar fotos profissionais com modelos amadores, siga estes sete passos:

1. Selecione um Modelo

Caso você pretenda utilizar um modelo amador, existem três fatores principais a se considerar: seu nível de conforto com o modelo, a disponibilidade dele no longo prazo e o ajuste do seu vestuário. Não importa a beleza da modelo, caso o vestido se arraste pelo chão devido à estatura insuficiente para que a roupa fique adequada.

Fotos de Produtos - Modelos

Crédito da imagem: Pixelz

Nível de conforto: a comunicação é importante, e quanto mais fácil você conseguir comunicar sua visão, mais eficiente será o registro das fotos. Além disso, o clima no estúdio aparece nas imagens: se você e o modelo estiverem frustrados e infelizes, não haverá fotos boas.

Disponibilidade: planeje no longo prazo. Se você busca um visual consistente, principalmente devido ao fato de que modelos amadores possuem maior variação de tipo corporal do que os profissionais, vale a pena utilizar apenas um ou dois modelos durante suas sessões. Você também perceberá que as últimas fotos serão as mais eficientes, pois haverá um nível de conforto e compreensão maior entre você e o modelo.

Ajuste: como fica o visual do seu produto quando vestido pelo modelo? Foque na aparência do produto, garantindo que ele esteja atraente e que necessite do mínimo de ajustes – você não deve deixá-lo muito amassado, pois já estará utilizando alfinetes em excesso para compensar ajustes indevidos. O tamanho é a chave. Escolha um tamanho e utilize-o durante toda a sua sessão de fotos, para obter uma aparência consistente e uma compreensão mais intuitiva sobre os tamanhos por parte dos clientes que mais tarde estiverem comprando no seu site.

2. Monte Seu Estúdio Fotográfico

Selecione um espaço que permita ao seu modelo uma movimentação livre durante o seguimento das suas instruções, mas não opte por uma área muito grande a ponto do seu modelo conseguir sair do enquadramento. Defina limites específicos no plano de fundo, para ajudar a orientar seu modelo e posicionar sua câmera.

Seu equipamento exato variará de acordo com suas necessidades e orçamento, mas, como ponto de partida, um fundo branco (rolo de papel contínuo ou lençol) é sempre uma boa ideia. O fundo branco é exigido por muitas empresas de e-commerce, além de simplificar a pós-produção e ser fácil de iluminar durante as sessões. Se você nunca montou um estúdio antes, veja este guia sobre como construir seu próprio estúdio fotográfico com orçamento limitado.

Certifique-se de utilizar um tripé. A estabilização da câmera permite maiores tempos de exposição, aumenta a consistência e economiza tempo entre os disparos, pois não é preciso reajustar o alvo da sua câmera. O resultado geralmente consiste em mais imagens – e imagens mais nítidas.

3. Ajuste Sua Iluminação

Alugar ou comprar um equipamento de iluminação é uma decisão importante e um passo fundamental ao capturar imagens de produtos. Equipamentos de iluminação são caros, portanto, reserve o tempo necessário e invista com inteligência. Poderá ser desnecessário adquirir equipamentos: se você não for utilizá-los regularmente, considere alugá-los.

Os conjuntos mais comuns para fotos de produtos incluem 1-3 luzes softbox contínuas ou 1-3 speedlights e guarda-chuvas de luz externos. Se você estiver pronto para adquiri-los, veja este guia de compras sobre equipamento de iluminação para fotos de produtos.

Ao posicionar suas luzes, tente imitar a suavidade da luz natural que entra pela janela. As luzes softbox contínuas fazem isso automaticamente, mas as speedlights podem ser excessivamente fortes e diretas, mesmo com guarda-chuvas. Caso isso seja um problema, direcione suas speedlights para uma das laterais do modelo e projete a luz a partir das paredes próximas, como na imagem acima.

Teste seu conjunto de iluminação e experimente diferentes opções – mas faça isso antes do modelo chegar, para não perder o valioso tempo da sessão de fotos.

4. Posicione Seu Modelo

Quando seu modelo chegar ao set, comunique sua visão e o posicione no enquadramento. A forma mais simples de posicioná-lo é a partir da abordagem clássica da “marcação com X”. Cole um adesivo em forma de X no chão, diretamente entre os pés do modelo ou perto da câmera, mas de forma alinhada ao local onde ele deve permanecer (para que não fique constantemente olhando para baixo). O X cria um alvo para o modelo, de modo que não seja preciso frequentemente pedir para que ele se ajeite.

5. Tire Fotos com Enquadramento Amplo

Deixe espaços em todos os lados do modelo durante a captura das imagens. Se você for vender seu produto em múltiplos mercados e canais de vendas, cada um deles poderá possuir exigências diferentes a respeito de corte e dimensionamento. É muito mais fácil cortar até determinado padrão do que dimensionar para expandir.

Mesmo que você pretenda cortar rostos, braços e pernas, sempre os mantenha no enquadramento. Novamente, é muito mais fácil remover algo na edição do que adicioná-lo de volta – se isso sequer for possível. Você não irá querer repetir a sessão de fotos.

6. Direcione Seu Modelo

Permaneça positivo e crie confiança no seu modelo. Lembre-se de que ele é amador e que você deseja trabalhar por muito tempo com sua parceria, portanto, ajude-o a compreender seu próprio potencial.

Forneça ao modelo as instruções necessárias para que ele ajude você a realizar sua visão. Seja claro e preciso: por exemplo, caso você queira que o modelo olhe para uma direção em particular, diga-lhe para olhar um objeto específico, ao invés de apontar. Opte por poses simples, para que você não se distraia do produto ou acabe levando seu modelo amador para fora da zona de conforto dele.

7. Pós-Produção das Fotos

Após capturar suas imagens, é hora de otimizá-las para a web. Você pode editar as imagens por conta própria, a partir deste guia de pós-produção, ou terceirizar o trabalho para ganhar tempo e focar nos aspectos criativos da sua empresa. Na Pixelz, por exemplo, nós oferecemos uma interface repleta de recursos e fácil de usar para criar especificações, enviar imagens, comparar o antes e o depois das imagens e rejeitar aquelas imagens que não atendam seus padrões.

O objetivo da edição de imagens é ajudar você a criar fotos consistentes e de alta qualidade. Etapas como a remoção do fundo criarão uma impressão mais profissional, devido à eliminação do seu estúdio amador ao fundo, além de reduzir o tamanho dos arquivos e acelerar o tempo de carregamento da sua página. Considere utilizar a pós-produção para fazer ajustes de iluminação, retoques de pele, remover amassados, arrumar seu produto e realizar cortes e redimensionar as imagens.

Portanto, é assim que se monta uma sessão de fotos com um modelo amador. Agora, vamos analisar os manequins.

Caso a Favor dos Manequins

Caso dos Manequins

Crédito da imagem: StyleCampaign

Até mesmo para as maiores grifes de moda, os manequins são os melhores amigos dos fotógrafos de produtos conscientes com o orçamento. Você pode comprá-los por preços entre US$ 60 - US$ 600, dependendo de suas necessidades – e pronto. Sem hora extra ou aumentos de preços. E eles estão sempre disponíveis para novas sessões.

Essas são as diferenças mais óbvias, mas ainda há outras.

Manequins Facilitam o Ajuste do Produto

Ao lidar com um modelo profissional ou amador, você deve investir tempo ao selecionar uma pessoa, fazendo com que ela experimente suas roupas e observando o resultado. É possível melhorar o ajuste a partir da estilização, utilizando alfinetes e clipes, bem como outras técnicas, mas é preciso uma boa base para poder começar.

Alternativamente, com um manequim, talvez seja preciso apenas alguns momentos de navegação online para encontrar a versão ideal. Descobrir o ajuste perfeito fica mais fácil quando você pode clicar e visualizar as medidas exatas. Isso é principalmente verdadeiro se todas as suas amostras de produtos forem do mesmo tamanho e você precisar de apenas um manequim.

Haverá menos flexibilidade com as poses, mas seu manequim não reclamará que está sendo pinicado ou cutucado durante a estilização.

Os manequins são feitos de muitos materiais, mas nenhum deles é necessariamente superior aos outros. Aqui, trata-se de um tipo diferente de “ajuste” – certifique-se de que o estilo do seu manequim corresponda ao da sua marca.

Possibilidades de Branding

Os manequins não são capazes de comunicar a marca de forma tão completa quanto um modelo plenamente estilizado, mas eles também não são uma lousa em branco. Podemos utilizar a marca Anthropologie como exemplo: até cerca de dois anos atrás, eles utilizavam manequins na maioria das imagens do seu e-commerce. Elas costumavam ficar assim:

Manequin Vintage

Crédito da imagem: Anthropologie

Ela é limpa, vintage e sutilmente decorada com uma maçaneta no topo. Seu manequim não deve causar distrações, mas tudo o que está sendo visto por um cliente deve reforçar o posicionamento da sua marca. Se você for do tipo boêmio, utilize manequins vintage. Caso seja moderno, opte por algo mais sofisticado.

Existe ainda uma técnica 3D cada vez mais popular: o manequim invisível.

 

Se você quiser eliminar todas as distrações, mas, mesmo assim, demonstrar o ajuste, poderá utilizar o efeito do manequim invisível. Com algum planejamento e conhecimento de Photoshop, é possível criar o efeito por conta própria na pós-produção. Se você não possui tempo ou vontade de fazê-lo, poderá deixar a etapa de pós-produção a cargo de uma empresa como a Pixelz.Manequin Invisível - Frente e Costas

Crédito da imagem: Pixelz

Uma imagem com manequim “invisível” ou “fantasma” consiste basicamente em uma combinação entre duas ou mais imagens. Seu produto deve ser fotografado normalmente, mas reposicionado de forma que qualquer porção originalmente coberta pelo manequim possa ser fotografada. Em seguida, as fotos são combinadas em uma única imagem. Para mais detalhes, leia este guia do manequim invisível, o qual irá orientá-lo desde os princípios básicos até a pós-produção.

Qual Modelo Você Deve Escolher?

Modelos são essenciais para se projetar um padrão profissional, enquanto manequins são econômicos e consistentes.

Muitas lojas online e marcas com orçamento limitado combinam ambas as opções com muito sucesso. Considere fotografar um lookbook com modelos profissionais e utilizar essas imagens para o branding em sua loja virtual. Você pode utilizar modelos amadores ou manequins para as imagens de produtos.

Uma abordagem mesclada proporcionará a você o melhor dos dois mundos, sem forçá-lo a ter que escolher entre o branding e o seu orçamento.

Como foram suas experiências com modelos e manequins? Você possui dicas ou perguntas? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Deixe um comentário ...

Comece já o seu teste grátis de 14 dias.