Blogs da Shopify

Nicho de mercado ideal: 8 exemplos inspiradores para o seu e-commerce

Você conhece a teoria do pato? Nessa teoria, o pato representa alguém que sabe fazer muitas coisas (nadar, andar e voar), mas que não faz nenhuma delas com excelência. O mesmo princípio se aplica ao seu e-commerce. Escolher um nicho e se firmar como a melhor marca para um tipo de produto não apenas destaca você dos concorrentes generalistas, mas mostra que a sua empresa tem uma proposta de valor exclusiva e sabe criar conteúdo de qualidade.

Se você ainda não teve a primeira ideia de produto para o seu e-commerce, um bom ponto de partida é escolher o nicho. Há várias possibilidades de nichos, categorias e subcategorias de produtos à disposição. O segredo é encontrar um nicho que você domine e saber identificar o público certo

Template Icon

Encontre um produto hoje mesmo!

Quer abrir uma loja virtual, mas não sabe o que vender? Com a ajuda do nosso guia gratuito e completo, você encontrará produtos com grande potencial de vendas.

Baixar o guia grátis

Neste post, vamos ver o que é (e como encontrar) um nicho de mercado e compartilhar dicas para você escolher os produtos ideais para o seu e-commerce. Você também verá oito exemplos de nicho de mercado e ideias de produtos que têm muito potencial de crescimento.

    1. O que é nicho de mercado?
    2. 8 exemplos de nicho de mercado
    3. Como encontrar um nicho de mercado
    4. Como avaliar um nicho de mercado
    5. Como tirar a sua iniciativa do papel

O que exatamente é um nicho de mercado?

Nicho é um segmento de mercado que pode ser definido por demandas ou preferências específicas. Em outras palavras, um nicho tem características que o diferenciam do mercado como um todo. 

Por exemplo, o mercado de calçados femininos tem vários segmentos e nichos baseados no perfil das consumidoras: mulheres veganas, mulheres transexuais, mulheres que calçam tamanhos especiais, sapatos diferenciados para determinadas profissões e assim por diante. Todas essas opções de produtos são nichos de um mercado maior.

Praticamente todo mercado pode ser segmentado conforme as demandas e preferências de seus consumidores. Veja algumas formas de definir um nicho:

  • Preço (categorias como “econômica”, “desconto”, “luxo”);
  • Demografia (gênero, idade, renda, escolaridade);
  • Qualidade (“bronze”, “silver”, “gold”, “premium”);
  • Psicografia (valores, interesses, atitudes);
  • Geografia (residentes de determinado país, estado, cidade).

A escolha do nicho em que você pretende investir é uma decisão estratégica do seu plano de negócios, pois espera-se que a sua empresa ofereça um atendimento melhor e mais especializado a uma base predeterminada de clientes. Vamos analisar alguns exemplos em detalhes. 

8 exemplos de nichos (e produtos) em que você pode investir

Embora talvez você já tenha algumas ideias de tendências e produtos para vender, é possível aumentar suas chances de sucesso começando por um nicho de mercado e explorando aos poucos os produtos desse nicho. Neste artigo, vamos analisar oito mercados grandes e identificar os nichos e oportunidades de produtos que eles têm a oferecer. 

Lembre-se de que esta lista de nichos e ideias é apenas um ponto de partida! Você pode acabar seguindo uma direção completamente diferente ou encontrando outras soluções em cada uma dessas categorias. 

1. Consumo sustentável

A preocupação com a sustentabilidade passou a ser uma característica comum dos consumidores. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, “o termo ‘sociedade de consumo’ foi cunhado para denominar a sociedade global baseada no valor do ‘ter’. No entanto, o que observamos agora são os valores de sustentabilidade e justiça social fazendo parte da consciência coletiva”.

A ascensão dessa perspectiva gerou oportunidades de vender produtos voltados para pessoas preocupadas com as vertentes do consumo sustentável (consumos consciente, verde e responsável). Praticamente qualquer produto comprado em massa pelos consumidores finais tem um nicho de consumidores que adotará uma alternativa mais consciente.

No passado, empresas que buscavam atrair esse nicho de mercado faziam doações de parte de seus lucros para instituições especializadas. Agora, a maioria dos consumidores quer saber de que maneira os produtos são adquiridos e produzidos. 

Por exemplo, a Madeirado mostra que tem o certificado do IBAMA e que planta duas árvores a cada peça vendida. Na página “Quem somos”, a empresa descreve seu propósito de promover a sustentabilidade e despertar nas pessoas o cuidado com a preservação do meio ambiente.

Outras ideias de produtos do nicho de consumo sustentável:

  • Cosméticos que não envolvem testes em animais;
  • Canudos reutilizáveis;
  • Vestuário e acessórios veganos;
  • Coletores menstruais.

2. Animais de estimação

Segundo as análises da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, o faturamento do mercado pet brasileiro teve um crescimento de 7,9% no ano de 2017, tornando o Brasil o terceiro país no mundo em faturamento de produtos para animais.

Há oportunidades de sobra para desenvolver um nicho nesse mercado, que envolve vários tipos de animais, estilos de vida e outras características. A Uauh Dogs é um exemplo de empresa que criou seu próprio nicho ao se especializar na venda de produtos para bulldogs.

Ainda que a maioria dos brasileiros tenha cães, gatos, passarinhos ou peixes, várias pessoas resgatam e cuidam de animais exóticos ou selvagens, como cavalos, lagartos e tartarugas. Cada tipo de animal representa um universo de possibilidades únicas.

Outras ideias de produtos do nicho de animais de estimação:

  • Rastreadores por GPS;
  • Roupas e acessórios;
  • Produtos personalizados com fotos;
  • Alimentos e guloseimas orgânicas;
  • Câmeras para proteger os pets e interagir com eles durante a ausência dos tutores.

3. Comunidade LGBTQ+

A comunidade LGBTQ+ é imensa, e os consumidores desse mercado têm hábitos exclusivos de compra. Um estudo que buscou mapear o comportamento da chamada Geração Z revelou que os jovens atuais valorizam mais a igualdade social: em um grupo de pessoas entre 16 e 34 anos, 21% se preocupam com a questão dos direitos LGBT

Marcas que fazem conexões verdadeiras são as que melhor conseguirão atender a esse nicho do mercado. Vendo a dificuldade que o público LGBTQ+ ainda tem de encontrar produtos que representem suas vidas, a loja Logay abriu as portas no início de 2017. Além de itens de vestuário de vários tipos, cores e tamanhos, a marca oferece produtos de decoração e tem até uma linha de produtos para pets.

Outras ideias de produtos do nicho da comunidade LGBTQ+:

  • Maquiagem feita para determinados tons de pele;
  • Produtos com design inspirado nas cores do orgulho;
  • Roupas ajustadas para certos tipos de corpo.

4. Viagens

De acordo com dados do Banco Central, o mercado de turismo movimentou cerca de 5,9 milhões de reais no Brasil em 2018. Além das promoções nas ofertas de passagens aéreas, a familiaridade dos brasileiros com o e-commerce tem aquecido as vendas online nesse setor.

O mercado de turismo tem nichos de empresas como a Vegas Tour, que optou por se especializar em passeios turísticos na região de Las Vegas e Los Angeles, mas também tem espaço para lojas como a Vibe4Life, que vende itens portáteis para tornar as viagens ainda mais aconchegantes.

A interação dos consumidores com as viagens também tem evoluído, já que as pessoas estão ficando cada vez mais conscientes quanto ao meio ambiente. Segundo o relatório da Booking.com para 2018, 94% dos brasileiros querem viajar de forma sustentável

O compromisso de melhorar o meio ambiente e compartilhar esforços sustentáveis pode gerar grandes oportunidades de parceria com empresas que tenham os mesmos ideais. Os viajantes de hoje querem mais do que opções que prezem pela sustentabilidade: eles buscam experiências locais autênticas, conveniência e opções de viagens de longo prazo.

Outras ideias de produtos do nicho de viagens:

  • Acessórios de câmeras e smartphones para criadores de conteúdo;
  • Itens práticos e confortáveis de athleisure para passageiros frequentes;
  • Mapas de raspar para quem gosta de colecionar experiências de viagem.

5. Games

O termo gamer envolve uma série de significados e subconjuntos: gamers em dispositivos móveis, gamers em computadores, gamers de console... e vários outros. O número de gamers ativos no mundo já supera a marca dos 2,3 bilhões, e 66,3 milhões de gamers brasileiros gastaram aproximadamente 1,3 bilhão de dólares nesse mercado no ano de 2017. 

A loja Rios Games é especializada em jogos de PS3 e PS4, bem como em mídias digitais. Em um nicho ainda mais específico, a Pop Arte Skins decidiu investir na venda de adesivos para consoles. 

As previsões de crescimento são ainda maiores para os gamers de smartphones, e conhecer o público ajudará você a aumentar a eficiência das suas campanhas. Por exemplo, se quiser investir no nicho dos games, é importante saber que o público geek gasta 40% a mais do que a média nacional.

Você também pode especificar o nicho conforme os gêneros e modalidades mais populares da categoria, como “games em primeira pessoa” (jogos de corrida, jogos de tiro) ou “consoles” (como o Nintendo Switch).

Outras ideias de produtos do nicho de games:

  • Adesivos para personalizar consoles, controles e afins;
  • Camisas e vestuário em geral com referências a games famosos;
  • Acessórios para smartphones e outros dispositivos móveis;
  • Produtos ergonômicos para uso prolongado (controles, cadeiras, óculos de lentes especiais etc.).

6. Imóveis

O mercado de compra e venda de imóveis está mudando, e as corretoras têm vendido cada vez mais apartamentos nos grandes centros metropolitanos. Muitas pessoas estão se acostumando a morar em espaços menores, e o estilo “menos é mais” vem ganhando adeptos no Brasil. Isso acontece por vários motivos, e o aumento do custo de vida (mas não dos salários) é um deles. 

Além da mudança no mercado de compra de casas, o conceito de ser proprietário de um imóvel está mudando. Com o surgimento do Airbnb e de iniciativas parecidas, as casas estão sendo vistas como propriedades de investimento ou espaços compartilhados que geram renda passiva.

Essa visão de mercado abriu caminho para vários tipos de lojas, como a Apartamento 61, que vende peças de mobiliário, e a MUUG, com suas ofertas diversificadas de itens decorativos para vários tipos de ambientes.

Outras ideias de produtos do nicho de residências:

  • Mobiliário/decoração para pequenos ambientes;
  • Soluções práticas para locatários (como persianas fáceis de instalar);
  • Câmeras de segurança para cômodos, campainhas, dispositivos domésticos inteligentes e afins.

7. Trabalho remoto

O crescimento do número de pessoas que optaram pelo trabalho remoto se deve em grande parte a duas influências: ao aumento do número de contratantes autônomos e ao aumento do número de empresas dispostas a trabalhar com equipes dispersas. 

Várias razões explicam esse comportamento. Por exemplo, permitir que os funcionários trabalhem remotamente aumenta os índices de satisfação e de produtividade. Esses funcionários também otimizam o tempo de expediente quando podem decidir onde querem trabalhar, e profissionais que optam por serem autônomos geralmente almejam harmonizar melhor suas vidas profissional e pessoal. 

A Freelancer At Work é um exemplo de empresa voltada para o nicho dos profissionais autônomos, com ofertas de produtos que visam atrair clientes potenciais. A loja vende adesivos para laptops com dizeres personalizados que divulgam a profissão dos clientes onde quer que eles decidam trabalhar. 

Ao manter em mente as motivações e os estilos de vida dos freelancers, você pode pensar em ideias de produtos que os ajudem a alcançar seus objetivos profissionais.

Outras ideias de produtos do nicho de trabalho remoto:

  • Itens decorativos para mesas e estantes;
  • Mobiliário especializado para home offices;
  • Acessórios para pessoas que gostam de trabalhar em cafeterias.

8. Consumo local

Até mesmo as maiores marcas do mundo estão fazendo campanhas e anúncios direcionados para abordar públicos locais. Essas iniciativas das grandes empresas revelam um esforço de concorrência com um movimento de apoio a empresas locais impulsionado pelos consumidores.

Se você só faz vendas online, talvez seja difícil estabelecer presença local. No entanto, lojistas do e-commerce também podem entrar nesse movimento se passarem a ver seus bairros, cidades e países como nichos de mercado.

Criada em 2010 na Bahia, a empresa Goya Lopes Design Brasileiro é um exemplo de empresa que promove a cultura local por meio da beleza afro-baiana de suas peças estampadas.

Outras ideias de produtos do nicho de consumo local:

  • Camisas com frases ou imagens que representem a cultura do local;
  • Fotolivros ou produtos com estampas de paisagens urbanas.

Como encontrar novos nichos de mercado em 2019

Iniciantes ou experientes, empreendedores que buscam nichos e produtos para vender no e-commerce devem seguir a mesma estratégia: ter uma visão geral do mercado principal e criar segmentos a partir dessa perspectiva. Seu nicho será um subconjunto desse mercado principal e ajudará você a definir vários aspectos, como: 

  • As características dos produtos que você escolher;
  • Os problemas que os produtos resolvem;
  • A faixa de preço dos seus produtos;
  • A qualidade da sua produção; 
  • O posicionamento da sua empresa/marca;
  • A sua estratégia de marketing.

Ao escolher um nicho, a sua loja virtual terá uma vantagem competitiva desde o início. Se você decidir criar uma loja virtual dedicada a uma categoria ou mercado popular demais, a concorrência das empresas já estabelecidas será um grande obstáculo para o seu crescimento.

Procure ter uma visão geral do mercado e segmente essa perspectiva. Ao escolher um nicho, a sua loja virtual terá uma vantagem competitiva desde o início.

Escolher um nicho ajuda a manter a competitividade do seu e-commerce não necessariamente pela venda de produtos diferenciados, mas pelo foco em um público específico do mercado. Embora não haja uma fórmula mágica para escolher um nicho, você pode usar vários métodos para tomar essa decisão. Desde as pesquisas no Google até os mapas mentais com palavras-chave, há muitas maneiras de listar possíveis nichos e encontrar boas ideias.

Faça pesquisas no Google

A melhor forma de começar a pensar em ideias de nicho é entender o que outros proprietários de lojas online vendem em determinada categoria ou para determinado público. Um ponto de partida interessante é fazer pesquisas básicas no Google para começar a explorar o território.

Por exemplo, se usar “maquiagem vegana” como termo de pesquisa, você verá que esse termo básico vai gerar resultados diversificados, como “maquiagem orgânica” e “maquiagem natural”. A partir daí, será possível detalhar sua pesquisa para descobrir quais são as diferenças entre esses nichos no mercado dos cosméticos.

Você pode explorar várias perspectivas e tendências por tentativa e erro até finalmente encontrar um público ou demanda que precise da sua atenção especial. Mesmo que o nicho já esteja atraindo a atenção de empresas concorrentes, lembre-se de que você pode segmentá-lo ainda mais para oferecer um produto exclusivo ao público. Quanto mais especializada for a proposta da sua empresa, melhor. 

Crie um mapa mental

Mapas mentais são uma estratégia excelente para ter ideias criativas e descobrir nichos de produto. Por ser um processo que "imita" o funcionamento do cérebro humano, a criação de mapas mentais é uma forma intuitiva de organizar pensamentos e expandir ideias.

Criar um mapa mental para a sua ideia de produto pode gerar novas ideias rapidamente, motivando você a desvendar caminhos diversificados. Há várias ferramentas online (gratuitas e pagas) desenvolvidas especificamente para a criação de mapas mentais, como o MindMeister e o Coggle.

Use as sugestões do Google

Já percebeu que o Google faz uma lista de previsões e sugestões quando você começa a digitar um termo de pesquisa? Essas sugestões são as consultas mais pesquisadas do Google; use-as a seu favor para encontrar um nicho interessante na sua categoria de produto.

Nosso teste com o termo “maquiagem natural” mostrou sugestões de nichos a serem explorados, veja uma amostra dos resultados:

As opções do Google são limitadas, mas você pode usar ferramentas avançadas (como a Keyword Tool) para reunir e organizar todas as pesquisas sugeridas em vários tipos de buscadores.

Use os termos certos nas pesquisas detalhadas

A dica que vamos descrever agora é sobre o Planejador de palavras-chave, um recurso da plataforma de publicidade Google Ads. O funcionamento do Planejador de palavras-chave é parecido com o da ferramenta de sugestões do Google, mas é muito mais avançado e personalizável.

Para usar essa ferramenta, você precisa ter uma conta do Google Ads (é possível se inscrever gratuitamente). Faça login na conta, selecione a opção Ferramentas no menu superior (é o ícone de engrenagem) e clique no Planejador de palavras-chave. 

Digite sua ideia principal de nicho e veja os resultados. Você pode ajustar as configurações de local à esquerda para garantir que está segmentando as áreas que deseja alcançar. Também é possível incluir filtros, ver sugestões de termos diferentes e remover palavras-chave relacionadas a outras marcas. 

Pesquisar usando esses resultados pode dar uma boa noção das possibilidades de nichos relacionados ao termo de pesquisa original, ou até mesmo ajudar você a ter ideias de produtos populares nos quais talvez seja interessante investir.

Outra opção de ferramenta é a Keywords Everywhere, uma extensão para navegador que mostra os volumes de buscas diretamente na tela dos resultados de pesquisa do Google. Não tenha medo de usar novas ferramentas e fazer pesquisas detalhadas. Explore as possibilidades!

Procure comunidades com interesses em comum

A internet é um universo que se organiza em grupos e comunidades com base em interesses, paixões e hobbies em comum. Em outras palavras, a internet se organiza em nichos.

Talvez você já tenha pensado em participar ativamente de alguma comunidade, ou talvez ainda esteja procurando grupos promissores. Seja qual for o seu caso, veja algumas formas de identificar as comunidades online:

    • Acesse o Reddit para fazer pesquisas nos subreddits mais ativos em busca de públicos entusiasmados;
    • Preste atenção às hashtags populares das comunidades no Instagram e no Twitter, como #govegan, #comidavegana, #veganfood, #comerbem.

Como avaliar ideias de nicho de mercado

Agora que você já sabe o que vender online, procure ter certeza de que há um público interessado na sua proposta. Por enquanto, o nicho que você escolheu e os produtos que decidiu vender são apenas ideias, hipóteses do que você acha que pode despertar o interesse e atrair a atenção dos clientes. 

Ainda que segmentar um nicho e concentrar seus esforços facilite os processos de conversão, retenção e fidelização de clientes, você precisa garantir que o número de consumidores será o bastante para viabilizar o investimento. Se você chegar à conclusão de que seu nicho é pequeno demais para gerar interesse e lucro, pense em segmentar outro público do mesmo nicho ou em comercializar um produto diferente. Não dá para saber o que pode acontecer se você não fizer pequenas campanhas de teste.

Use nossas imagens em alta resolução nas suas campanhas de marketing

O Burst é um banco de imagens grátis criado pela Shopify. Encontre milhares de imagens de produtos e estilo de vida para usar na sua loja e nas suas campanhas de marketing.

Baixe fotos grátis

Mesmo que a sua loja tenha sucesso na fase inicial de operação, lembre-se de que os nichos mudam a todo momento. Caberá a você evoluir com o público e adequar a perspectiva do seu e-commerce ao longo do tempo. Procure ver essas mudanças como uma ótima oportunidade de apresentar novos produtos, por exemplo. 

Veja algumas maneiras de avaliar sua ideia de nicho de mercado: 

      • Determine o seu público. As campanhas do Kickstarter geram engajamento e dão visibilidade aos produtos antes mesmo de eles serem desenvolvidos e lançados. Ainda que talvez esse não seja o melhor caminho para o seu e-commerce, você pode apresentar a sua ideia e conquistar seguidores de antemão por meio de páginas de cadastro de e-mail, campanhas nas redes sociais e outras estratégias online. Fazer isso ajudará você a reunir um grupo de clientes potenciais interessados no seu produto e que aguardarão ansiosamente o lançamento.
      • Teste antes de investir. Comece investindo em um lote pequeno de produtos e faça uma campanha destinada ao público segmentado. Peça comentários e feedbacks dos clientes que fizeram as primeiras compras, ou envie alguns produtos para os influenciadores digitais e pergunte o que eles acharam. É importante buscar provas sociais e saber a opinião do público desde o início, principalmente se você estiver desenvolvendo um produto novo. 
      • Investigue o seu nicho. Depois de pesquisar as palavras-chave mais comuns do seu nicho, faça pesquisas avançadas para investigar os detalhes. Acompanhe blogs, redes sociais, influenciadores digitais e outras áreas importantes para desbravar o nicho. Talvez o seu produto possa resolver um problema recorrente, mas você só vai saber se investigar as informações mais a fundo.
      • Pesquise as tendências de consumo. É importante estar por dentro do que acontece no nicho que você escolheu. Recursos como o Facebook IQ, o Think with Google e as pesquisas de consumo da Nielsen vão ajudar você a entender os problemas, anseios e tendências dos consumidores. Configure palavras-chave relacionadas ao seu produto nos Alertas do Google e acompanhe as conversas nas redes sociais para ficar por dentro do que acontece.

Quando finalmente chegar a hora de comercializar seu produto, lembre-se de priorizar as carências e características em comum do público que você segmentou. O que faz seu nicho de mercado ser diferente do restante? Como você pode lidar com os anseios, as demandas e as preferências dos clientes? 

Ao entender as demandas de cada nicho, você pode usar o marketing do seu produto para falar diretamente com o público segmentado. Suas chances de atrair a atenção serão muito maiores, e você terá mais facilidade para convencer os clientes de que fez um produto ideal para eles.

Tire a iniciativa do papel

Agora que você já sabe como escolher um nicho de mercado e descobrir ideias dos melhores produtos para o seu público, é hora de tirar a sua iniciativa do papel. Para dar um empurrãozinho amigo, listamos outros artigos que podem ser úteis:

Quais produtos ou tendências você tem acompanhado ultimamente? Quais dicas e recomendações você acrescentaria à nossa lista? Não deixe de compartilhar suas respostas e sugestões nos comentários!


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

Which method is right for you?Sobre a autora

Carolina Walliter é escritora, tradutora e intérprete de conferências e, em parceria com a Shopify, faz a curadoria e a localização de conteúdo para o blog da Shopify em português do Brasil.

Post original em inglês: Alexandra Sheehan

Tradução e localização: Mitsue Siqueira

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com