Da palavra ao sucesso: A história da Casa do Código

Da palavra ao sucesso: A história da Casa do Código

Casa do código ShopifyQuando pensamos em histórias e projetos empreendedores, geralmente vêm à mente lojas e empresas que comercializam ou criam produtos palpáveis: móveis, dispositivos eletrônicos, roupas... Contudo, o empreendedorismo também pode florescer – e muito – na área do conhecimento.

Ficou curioso? Então venha conhecer a história da Casa do Código, uma editora especializada em livros e e-books para programadores e pessoas interessadas em tecnologia, e o Adriano Almeida – cofundador dessa incrível incubadora de conhecimentos.

A tríade da Casa do Código

Em 2008, o Adriano começou a sua trajetória como programador e gestor de cursos e programas na empresa “mãe” da Casa do Código: a Caelum, organização que oferece vários cursos sobre programação e tecnologia.

Criada em 2004, a Caelum fez do conhecimento o seu grande diferencial: seus cursos presenciais atraíam um público considerável – contudo, essa própria natureza presencial acabou sendo uma faca de dois gumes, já que limitava o número de inscritos e implicava em um investimento mais alto tanto para a empresa como para os alunos, que tinham que se deslocar até as salas de aula.

Sempre inovadora, a empresa viu que estava na hora de testar outras águas – e levar o conhecimento que oferecia presencialmente para a esfera virtual.

Comece pequeno e seja minimalista: só expanda quando tiver certeza de que está na hora.

Em 2012, o Adriano foi convidado pelo Paulo Silveira, um dos fundadores da Caelum, a criar e administrar a Casa do Código. A ideia era simples: montar uma editora que pudesse disponibilizar, no formato de livros e e-books em formato digital, os materiais que eram trabalhados nos cursos presenciais da Caelum.

Foi assim que, de programador, o Adriano teve a oportunidade de se tornar um empreendedor de sucesso.

Alguns meses depois, a Caelum percebeu que era possível dar um passo além e oferecer os cursos presenciais em um módulo virtual.

E assim nascia a Alura, o terceiro braço da tríade que é o grupo Caelum – e que conserva um diálogo estreito com suas duas irmãs mais velhas. O Adriano, por exemplo, é responsável pela gestão da Casa do Código, mas também atua como diretor de vendas e de serviços ao cliente da Alura e é responsável pelo Marketing Digital no grupo.

Casa do código ShopifyA pequena (e eficiente) equipe da Casa do Código.

Os primeiros passos: do conhecimento ao papel

Hoje, a Casa do Código conta com uma equipe enxuta e eficiente de sete pessoas (nove, se contarmos o Adriano e o Paulo): duas delas, formadas em Letras, são responsáveis pela edição, revisão e curadoria do material que é produzido. As outras cinco cuidam da parte comercial da editora e da Alura, gerenciando as vendas, fornecendo suporte aos clientes e firmando parcerias com outras empresas.

O Adriano conta que foi lá em 2012, quando a Casa do Código ainda dava os seus primeiros passos e contava apenas com dois funcionários (ele o Paulo Silveira), que a primeira grande decisão de negócios foi tomada: em um mercado editorial cada vez mais variado, o Adriano e o Paulo decidiram que a Casa do Código venderia livros impressos e eBooks.

Uma decisão como esta foi crucial porque, ainda que os livros vendidos no formato eBook sejam hoje o principal canal de vendas da Casa do Código, o livro impresso ainda conserva alto prestígio aos olhos dos leitores e das livrarias. Ao comercializar os dois formatos, a Casa do Código consegue atrair públicos diversos e construir uma imagem confiável para si própria.

Uma das maiores surpresas da editora foi descobrir que os eBooks contabilizam quase 80% das vendas – fato que, segundo o Adriano, só traz pontos positivos:

“Isso foi algo que nos surpreendeu e acabou sendo bom para o cliente e para nós: além da logística do e-book ser mais simples, os leitores podem receber possíveis atualizações do texto diretamente por e-mail.”


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


A automação no modelo de negócios

Atualmente, a Casa do Código opera em uma espécie de “piloto automático”, uma vez que os passos iniciais de automatização e criação de ferramentas já estão concluídos.

O Adriano conta que a última novidade da editora é a implantação de um recurso de impressão sob demanda – que nada mais é do que uma espécie de processo de dropshipping dentro do Brasil, já que a empresa não precisa se preocupar com o estoque ou a logística de entrega dos livros.

Funciona em três passos simples:

  1. O cliente faz um pedido para a Casa do Código;
  2. O sistema da Casa do Código envia esse pedido para a gráfica;
  3. A gráfica imprime o livro em questão e o envia diretamente para o cliente.

Casa do código Shopify

A melhor solução do mercado

Durante a entrevista, o Adriano admitiu que no começo a Shopify sequer havia sido considerada como plataforma, especialmente quando a Casa do Código estava em seus primeiros meses de operação.

O motivo? A vontade de criar uma solução própria, customizada e exclusiva. Contudo, logo ficou claro para a equipe que o processo de criação da tão sonhada plataforma seria quase uma missão impossível: o processo era trabalhoso demais e os gastos só cresciam.

Foi então que um dos sócios do Adriano descobriu a Shopify enquanto fazia uma compra em uma loja virtual. Ele percebeu que a Casa do Código não precisava sofrer tanto assim – afinal, a Shopify poderia tomar conta de tudo.

A Shopify permitiu que nós focássemos apenas no principal do nosso negócio, que é a criação de novos conteúdos de qualidade. Isso abriu portas para conseguirmos reduzir custos de manutenção de software e termos muita tranquilidade no dia a dia.

Foi assim que, lá em 2012, a Casa do Código adotou a Shopify – algo que o próprio Adriano afirma ser a melhor decisão que a Casa do Código já tomou.

De um empreendedor para outro

Quando se trata de incentivar os colegas de profissão que estão apenas começando, o Adriano não mede palavras e nem tampouco conselhos.

Não queira bancar o herói e dar conta de tudo. Se o mercado já conta com uma ferramenta ou serviço que supre as suas necessidades, vá atrás e adote-o no seu fluxo de trabalho.

Se você está procurando o caminho das pedras para empreender, pode ficar tranquilo e seguir os conselhos abaixo:

O empreendedor precisa conhecer todos os aspectos e operações da sua empresa

Isso não implica em uma participação ativa em todos os processos, mas sim um conhecimento que o permita auxiliar seus funcionários sempre que necessário, e entender o ritmo e as necessidades da sua própria empresa.

O Adriano também aproveitou para recomendar algumas das ferramentas e apps que a Casa do Código costuma usar em seus fluxos de trabalho:

  • O Trello, uma ótima ferramenta para o gerenciamento e o acompanhamento de projetos – que já tem versão em português!
  • A Tubaína, uma ferramenta open source desenvolvida pela Caelum que permite transformar um arquivo de texto em um formato já pronto para impressão;
  • O Help Scout, ferramenta que auxilia no processo de atendimento e suporte aos clientes (contudo, ainda não possui versão em português).

Não crie nada do zero: apenas o seu conteúdo próprio. Use plataformas, recursos e ferramentas de outros parceiros – dessa forma, você terá mais tempo para se dedicar à sua empreitada.

    Casa do código ShopifyO próximo capítulo

    O sucesso da Casa do Código e de suas irmãs, a Caelum e a Alura, é inegável: dispostos a abraçar mudanças e inovações, conseguiram acompanhar as novas demandas que estavam surgindo e atendê-las com êxito. Mas, e agora? Qual será o próximo capítulo desse livro de sucesso?

    O Adriano já tem a resposta: é necessário levar os conhecimentos sobre tecnologia produzidos e ensinados pelo grupo empresarial da Caelum para um número cada vez maior de pessoas, usando para isso canais cada vez mais variados.

    Segundo ele, o próximo passo é atingir o público mais jovem, que ainda não possui educação superior e que quer saber mais sobre a programação. Depois disso, é preciso forjar uma integração com novas áreas e conquistar novos mercados – afinal, o conhecimento não pode ficar restrito a espaços confinados.

    Esses desafios exigirão novos materiais de ensino e novas abordagens – mas a Casa do Código e a suas empresas irmãs estão preparadas. 


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

    Comece já o seu teste grátis de 14 dias.