Blogs da Shopify

Marketing de afiliados: mitos e verdades

What is Affiliate Marketing: 2017

Muita gente nunca ouviu falar em marketing de afiliados ou então tem uma ideia equivocada sobre o assunto. É por isso que, neste artigo, vamos falar dos mitos e verdades a respeito do tema para esclarecer dúvidas e trazer informações relevantes para que você analise se essa é uma opção atraente para o seu negócio.

O marketing de afiliados é um programa de marketing baseado em desempenho, no qual um parceiro externo recebe uma comissão ao apresentar um resultado específico a um lojista ou anunciante. Geralmente, o resultado é uma venda efetiva, mas também pode ser um lead gerado por um visitante do site de sua loja que tenha preenchido um formulário na página de destino; um novo usuário que esteja em período de avaliação gratuita do produto ou serviço que você comercializa; ou até mesmo um novo assinante da sua newsletter.

Embora o primeiro programa de afiliados tenha sido desenvolvido em 1994, o Programa de Associados da Amazon (lançado em 1996) é reconhecido como o mais antigo e um modelo a ser seguido pelos demais programas.

Assim como aconteceu com o e-commerce, o marketing de afiliados também cresceu ao longo dos anos. A prova disso é que agora ele é incorporado à estratégia de marketing das principais empresas do ranking Fortune 500 (a lista das maiores empresas do mundo em termos de receita, publicada anualmente pela revista Forbes), como a Apple, a Macy's e a Target. Apesar de tudo isso, o marketing de afiliados ficou com uma má fama no passado.

Mito: O marketing de afiliados é, em geral, uma farsa e gera um baixo volume de tráfego.

A ideia de que o marketing de afiliados é uma farsa ou gera um baixo volume de tráfego e de vendas simplesmente não corresponde à realidade. Na verdade, o desempenho dos programas de afiliados depende muito de como eles são gerenciados.

Ao longo dos meus 12 anos de experiência no setor, trabalhei com marketing de afiliados de várias maneiras como afiliada, passando por freelancer, até chegar à gestão interna do Programa de Afiliados da Shopify.

Atualmente, venho colocando todo esse conhecimento em prática para dar orientações sobre os princípios básicos e os tipos de marketing de afiliados existentes, bem como ajudar quem deseja dar os primeiros passos nesse caminho. 

Desafios do passado

Mesmo antes de trabalhar com um programa de afiliados, eu já sabia que esse tipo de marketing oferece muitas oportunidades para que as empresas atinjam outros públicos e conquistem novos clientes por meio de parcerias.

Embora esteja comprovado que o marketing de afiliados é um canal viável de aquisição de clientes, até hoje ainda encontro pessoas que reagem à palavra “afiliado” como se fosse um palavrão.

Embora esteja comprovado que o marketing de afiliados é um canal viável de aquisição de clientes, até hoje ainda encontro pessoas que reagem à palavra “afiliado” como se fosse um palavrão. Eu entendo completamente essa postura, consequência de um histórico um pouco duvidoso dessa estratégia.

Nos programas de afiliados de antigamente, era comum a ocorrência de fraudes devido à popularidade de métodos antiéticos, como cookie stuffing, typosquatting, spam, black hat SEO, link farms, violação de marca registrada, spyware e brandjacking. Não imaginava que essa lista fosse tão grande, certo? Sim, é realmente assustador!

Os afiliados com melhor desempenho durante esse período estavam limitados principalmente a cupons e sites de ofertas, alguns sites de conteúdo e indicações de desenvolvimento de negócios em geral.

Muitas marcas com programas de afiliados não conseguiam saber ao certo se o tráfego de afiliados estava gerando um aumento progressivo das vendas ou apenas consumindo a verba de marketing da marca. É provável que os programas de afiliados tratados com negligência ainda enfrentem os mesmos problemas já mencionados. Porém, os programas atuais agregam mais valor do que os antigos.

O marketing de afiliados nos dias de hoje

What is Affiliate Marketing: TodayNa última década, os avanços na tecnologia melhoraram muito e trouxeram um amadurecimento do setor de marketing de afiliados. Com o surgimento de ferramentas de autopublicação e do marketing de redes sociais, o número de afiliados cresceu bastante em nível global.

Com o surgimento de ferramentas de autopublicação e do marketing de redes sociais, o número de afiliados cresceu bastante em nível global.

As ferramentas de acompanhamento de campanhas estão mais robustas. Além disso, elas permitem aos lojistas tomar decisões mais fundamentadas e dão suporte a uma grande variedade de métodos de promoção. Além do acompanhamento padrão das vendas online, também é possível monitorar, em vários dispositivos, indicações por telefone, código de cupons, compras na loja com base em indicações online, e até mesmo pagar aos afiliados pelas diversas fontes de indicações.

Hoje em dia, a transparência é comum e até esperada de quem faz marketing de afiliados, o que estimula práticas mais éticas por parte dos próprios afiliados. Hoje também contamos com mais opções para promover produtos, serviços e assinaturas em todos os nichos.

Que tipos de marketing de afiliados existem hoje em dia?

What is Affiliate Marketing: Affiliate TypesEntão, agora você já tem uma boa ideia sobre a evolução do marketing de afiliados e os tipos de desafios que ocorriam no passado. Mas você sabe como o marketing de afiliados é realizado hoje em dia? Tenho o prazer de dizer que, no cenário digital atual, existe uma variedade de opções a serem exploradas. Veja alguns exemplos a seguir:

  • Conteúdo geral, sites de mídia e redes. Grandes organizações de mídia que possuem vários sites, alguns com milhões de visitantes por mês.
  • Sites de comparação/avaliação e tópicos de nicho. Esses sites normalmente fazem avaliações de produtos para um tipo de público específico ou comparam uma linha de produtos em relação aos concorrentes. Por exemplo, um blog voltado a mamães que faça uma comparação de todas as grandes marcas de carrinhos; um blog de marketing que apresente uma análise de ferramentas de SEO ou um site de estilo de vida que indique os melhores produtos de maquiagem orgânicos. A avaliação dos produtos e a divulgação desse conteúdo são normalmente realizadas por meio de diferentes canais; por exemplo, postagens em blog, gráficos detalhados de comparação, vídeos e publicações nas redes sociais.
  • Parcerias em aplicativos e soluções. Nessas parcerias estratégicas, produtos e/ou serviços são apresentados para um público relevante por meio de um aplicativo parceiro. Por exemplo, um aplicativo de compras que ajude o usuário a encontrar o melhor preço em um par de tênis; ou então um aplicativo de beleza que permita “experimentar” uma marca de maquiagem específica, usando amostras de cores e as próprias imagens do usuário ao vivo.
  • Blogueiros e especialistas em redes sociais. Os blogueiros podem adotar uma abordagem mais genérica e apresentar ao público, de forma natural, os produtos que eles gostam; ou podem focar em um nicho e falar com bem mais entusiasmo sobre os produtos que adoram e que possam gerar uma identificação por parte do público (por exemplo: um site de ioga, um site sobre como aprender a fazer tricô, ou um blog de culinária).
  • Influenciadores e formadores de opinião. “Influenciador” é um termo bastante conhecido atualmente, que tem mais em comum com “afiliado” do que você imagina. Para ganhar grandes comissões no marketing de afiliados, é preciso apresentar o produto ou serviço certo ao público certo com a mensagem certa. Os influenciadores costumam ter um público numeroso que tende a continuar aumentando, o que faz com que eles sejam uma ótima escolha para programas de afiliados. Por algum tempo, o setor se concentrou muito na monetização através do patrocínio geral com um único pagamento. No entanto, os pagamentos feitos a afiliados permitem que o influenciador ganhe uma renda contínua enquanto o conteúdo estiver ativo, o que pode gerar um rendimento dez vezes maior no longo prazo.
  • Cursos, workshops e eventos ao vivo. Em eventos presenciais, por exemplo, workshops, cursos e apresentações ao vivo, são usadas estratégias para oferecer parcerias a afiliados.
  • Grupos de mastermind, comunidades privadas e públicas. Normalmente, são compostos por grupos de tópicos de nicho com base em interesses e hobbies específicos. O foco é variado: desde dicas de como educar os filhos, passando por culinária francesa, até mentoria para ser um empresário de sucesso. O traço em comum é que todos estão em busca de aperfeiçoamento.
  • Publicidade paga. Esses tipos de afiliados utilizam o tráfego por meio da publicidade paga em anúncios de PPC (pague por clique), anúncios contextuais ou até mesmo canais de redes sociais (nos programas afiliados que permitem essa opção).

Em todos esses métodos, a autenticidade é crucial para o aumento dos rendimentos no longo prazo, e os afiliados que mais ganham dinheiro sabem disso. Com uma estratégia sólida e um gerenciamento adequado, um programa de afiliados é geralmente uma das melhores maneiras de captar novos clientes para os lojistas, além de ser uma fonte contínua de receita para todos os afiliados.

Primeiros passos no marketing de afiliados

What is Affiliate Marketing: Getting StartedAssim como empreender, tornar-se um afiliado de sucesso exige dedicação e disciplina. Ideias isoladas não funcionam; para os afiliados que desejam gerar uma renda maior, é fundamental criar e implementar uma estratégia. Aqui estão algumas dicas para se dar bem no marketing de afiliados:

  • Desenvolva uma estratégia — Quais problemas você está resolvendo? Que nicho ou público você deseja atender? Pense em como você deseja atingir seu objetivo; ofereça algo único ou diferenciado. Durante esse processo, defina um plano de ação de acordo com o tempo que você tem disponível para se dedicar.
  • Seja autêntico — Você precisa se sentir à vontade consigo mesmo, seja atuando como porta-voz de um determinado nicho ou como blogueiro, pois as pessoas gostam de se conectar com quem comunica uma mensagem autêntica.
  • Construa uma marca — Desenvolva a imagem de sua marca e crie as mensagens que você deseja transmitir ao seu público, tendo em mente as características bem particulares dele.
  • Cultive relacionamentos transparentes — Priorize sempre a transparência em suas ações; por exemplo, ao receber ofertas especiais de forma exclusiva, negociar pagamentos maiores ou iniciar um relacionamento com um de seus anunciantes favoritos.
  • Busque o aprendizado contínuo — Nunca pare de aprender sobre assuntos de relevância, como marketing de afiliados, estratégias de marketing online e tendências. Mantenha-se atualizado através de cursos, workshops e eventos presenciais ou online (em comunidades ou plataformas de e-learning).
  • Comunique-se com os gerentes dos programas de afiliados — Esses gerentes costumam ter uma noção clara das atividades que você desenvolve e das ofertas disponíveis. Por isso, são capazes de identificar boas oportunidades para os afiliados. Aproveite esse conhecimento e comunique-se com eles. Mesmo que eles não consigam oferecer um treinamento individualizado, podem apontar a direção certa e ajudar você a dar os primeiros passos ou, então, a melhorar seu desempenho.
  • Aprenda a fazer análises de dados — Saiba como usar ferramentas de marketing e analisar dados de desempenho. Faça as contas para determinar seus custos com marketing a fim de atrair tráfego para seu site e calcule conversões e comissões para determinar o que está dando certo. Ajuste o conteúdo ou a posição de uma chamada à ação para otimizar o sucesso da página. Procure identificar o que torna suas páginas mais bem-sucedidas e tente aumentar as conversões. Um aumento de desempenho de apenas alguns pontos pode acarretar um grande aumento nas vendas.
  • Seja criativo — Faça sua lição de casa: pesquise sobre os concorrentes e descubra onde existem outras oportunidades. Se você perceber que todo mundo está divulgando no Facebook, pense na possibilidade de testar sua oferta em outro lugar também, com um formato de anúncio diferente, ou até mesmo combinar a oferta com outros produtos ou serviços.

Não acredite nos mitos

O marketing de afiliados não admite mais métodos antiéticos e fraudes. Na verdade, a principal lição a se aprender é que o marketing de afiliados é valioso e sinaliza um futuro brilhante e lucrativo.

Mas não se baseie apenas no que eu disse, vá à luta e adquira a sua própria experiência! Existem muitos programas de afiliados com poucas restrições de entrada e que podem ajudar você a construir fluxos regulares de receita. O que você está esperando? Comece hoje mesmo!

Participe do Programa de Afiliados da Shopify

Se você trabalha com marketing de afiliados, é um influenciador digital ou um Parceiro Shopify, e conta com um público em expansão, torne-se um Afiliado da Shopify e ganhe comissões ao indicar novos lojistas.

Inscreva-se já

Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Bonnie D'Amico

Tradução e localização: Armando Silveiro

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com

Tópicos: